Hidromel

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Caravela-1.jpg Este artigo é relacionado à história.

E não foi descoberto, foi achado.

Viking dinamarca.jpg Ek est årtikkel Vikingen!

Este artigo veio das frias terras dinamarquesas! Ele gosta de remar, louva Odin e o Deus Metal, não tem nenhum senso de privacidade ou de educação e seu autor chegou ao Valhalla. Não vandalize ou envolva a Finlândia neste artigo!

Flag of Norway3.PNG Ek est årtikkel Norsk!

Este artigo desfruta do melhor IDH do mundo! O autor bebe hidromel, ouve black metal, nada em petróleo, é descendente de vikings e mora perto de um fjord.

Tudo pelas norueguesas!


O Hidromel é a bebida sagrada dos vikings. Considerada a cerveja dos noruegueses, é consumida desde que a Terra era quente.

Senta que lá vem a História[editar]

Uma taça de hidromel, aprovada pelo Inmetro.

O hidromel foi uma combinação inusitada e inesperada entre água(do grego-mineirês, Hydhrhus) e mel(que vem do espanhol meloncoton). Óbvio que existem outros ingredientes, mas essa combinação inicial foi o que fez com que o hidromel se tornasse famoso entre os guerreiros nórdicos, que o usavam como combustível para lareiras, motores, adubo, lubrificante, energético, limpa-vidros, solução para lustrar as armas, pasta de dente, entre outros. Nessa época, os vikings estavam expandindo seu império, e como forma de atenuar as dificuldades, e de popularizar sua cultura, levavam o hidromel junto. Assim, a bebida se popularizou pelo mundo, atingindo em cheio as maiores culturas da época, como os Maias, Astecas e outros povos maníacos(e agora beberrões).

Receita Aprimorada[editar]

Esta não foi regularizada, e teve a venda proibida

Com a bebida já espalhada por todos os cantos do mundo, a receita começou a sofrer alterações para melhor se adequar às condições tanto financeiras quanto geográficas dos povos. Até mesmo na própria terra natal ela sofreu alterações.

  • Os maias e astecas adicionaram pimenta, açúcar, mandioca, e mudaram o nome para chocoodsfbaeeiosvuiiuosaulkuabrmbtuuik, a mesma que depois viraria chocolate.
  • Os russos, pra variar, colocaram álcool, e surgiu a cerveja russa(a vodka já existia).
  • Os gregos adicionaram mais mel, e acabou ficando tão doce que deram a ele o nome de néctar(Em grego, bebida extremamente doce, mais doce que o doce de batata-doce)
  • Os brasileiros adicionaram limão, e nasceu a caipirinha.
  • Os romanos colocaram vinho tinto, mas o máximo que conseguiram foi um hidromel mais vermelho.
  • Um austríaco safado adicionou merda de boi, e nasceu o Red Bull.
  • Os noruegueses foram mais além, e colocaram pedaços de bacalhau. Depois disso, na Noruega, hidromel vende mais que Coca Cola.

Popularidade Atual[editar]

Mesmo depois de milhares de anos da sua descoberta, o hidromel ainda é bastante popular em todo o mundo, embora inconscientemente. Você, por exemplo. Isso mesmo, você. Não, seu imbecil, eu não estou dizendo que você é hidromel. Quando você abre sua garrafa de Kaiser, sua latinha de Skol, acha que está bebendo cerveja? Pois aquilo não passa de hidromel adulterado. Graças àquilo, você sofre de cirrose, depressão, perde amigos, emprego, reputação e o toba. Se você bebesse o hidromel verdadeiro, você era promovido no emprego, ganhava na loteria, nunca mais ficava doente, e coisa e tal.



Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!