História da China

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

História da China é uma das mais milenares do multiverso, inventada em 9999 a.C. pelo Imperador Amarelo, que ensinou um grupo de pequenos bonecos pigmeus de barro a lutarem kung fu, controlar o fogo com pólvora, plantarem arroz e usarem foice pra capinar.

Antiguidade[editar]

Três Soberanos e os Cinco Imperadores[editar]

Um dos Três Soberanos, sonha conquistar o planeta.

Como surgiram os chineses ninguém sabe ao certo, nem os próprios chineses, já que nem Adão, nem Eva eram orientais. Por isso os chineses decidiram desenvolver a sua própria lenda: A Lorota sobre os 3 Porquinhos e os 7 anões de pinto pequeno. O fato é que todas as coisas do mundo foram inventadas e são produzidas na China, inclusive 98% dos chineses do mercado são produzidos na China, então há teorias aceitas de que o ser humano foi inventado na China também.

Os Três Soberanos foram os primeiros ditadores da história da China, que governaram a nação por um período absurdo de tempo de deixar Matusalém e Kadafi com inveja (a sua longevidade advinha do fato que eram personagens de anime, e pasmem, o anime foi inventado na China também). Os três soberanos foram Fu Xi que governou por 18.000 anos, Shem Long (地皇), que governou por 11.000 anos e por último Jet Li no papel que fez no filme O Reino Proibido (泰皇 ou 人皇), que governou por 45.600 anos.

Os Cinco Imperadores foram reis-sábios perfeitos que inclusive eram bem dotados de pênis grandes: Yip Man, Bruce Lee, Jackie Chan, Jet Li no papel que fez no filme A Múmia 3 e o Kung Fu Panda. Mas como essa mitologia é tão crível quanto a história da origem dos europeus descrita no Gênesis, historiadores mais sérios acreditam, através de escavações arqueológicas, que os primeiros chineses na verdade não passam de alienígenas que decidiram vir pra Terra comer um pouco de arroz às margens do rio Amarelo mas acabaram presos ali, sendo obrigados a erguer uma civilização que seria diferente de qualquer outra coisa jamais vista pela humanidade.

Dinastia Xia[editar]

A Dinastia Xia foi fundada por Hunagdi, aquele que segundo renomados historiadores foi o primeiro chinês a contrair febre amarela, e por ter levado um chute no saco quando ainda era adolescente e estava em fase de crescimento, terminou com os olhos puxados e pênis pequeno. Hunagdi criaria a primeira dinastia da história em 2070 a.C. e todos os chineses como hoje são conhecidos.

Para os chineses, antes da Dinastia Xia todos humanos viviam nos intestinos do deus Pangu, mas como somos um grande malefício, como uma tênia nojenta, ele após uma crise de diarreia cagou todos humanos na China, que agora fora do conforto da parasitagem de um deus deveríamos agora tornarmos todos ateus e trabalhar 23 horas por dia (naquela época o dia tinha 23 horas).

Durante os 400 anos desta dinastia os chineses descobriram como fazer acupuntura com farpas de bambu. É nesta época que foi inventado o potinho de comer arroz, os palitos de comer arroz, o casamento como penitência por nascer, a pena de morte e o comunismo.

Outro imperador de destaque desta época é o imperador Yaoi, o primeiro chinês homossexual da história, mas que era muito humilde e portanto proibiu passeatas ou manifestações gays por considerar isso uma calhorda total. Ele era tão humilde que baniu o próprio filho para a Indochina e declarou que após sua morte a Dinastia deveria ser governada por um mendigo de nome Shun (não o de Andrômeda).

Dinastia Shang[editar]

Famoso Rei da Dinastia Shang, inventor do estilo Lagartixa de Kung Fu Xaolin.

A Dinastia Shang perpetuou-se de 1766 a.C. a 1122 a.C., e como os chineses achavam esse calendário gregoriano regressivo muito esquisito, eles inventaram o calendário chinês. Foi a época de outras grandes invenções, como a do arco e flecha, do sistema de escrita baseado em rabiscos quadriculados conhecido hoje como mandarim e a capacidade de erguer monumentais muros intransponíveis, mesmo que o fato de suas cidades serem feitas no meio do nada e ninguém conhecesse, como era o caso da capital Zhengzhou já fosse o bastante para assegurar os séculos de tranquilidade.

Esta época foi muito psicodélica, já que o ópio estava começando a ser usado como sabonete de características alucinógenas. Foi a época em que surgiram os primeiros vasos meticulosamente trabalhados em bronze oferecidos excelentes preços com descontos nos principais mercados de Anyang bem como a escultura de enormes ornamentos em jade em forma de ursos panda violando sexualmente turistas japoneses.

Dinastia Zhou[editar]

Zhou foi o nome do brilhante imperador chinês que mesmo teoricamente dotado de poderes divinos foi mimado o bastante para tratar toda a população do país como semi-escravos em suas fábricas de cadarços, até aí nada anormal, mas ele também decidiu pintar o palácio de rosa, aí o partido não gostou nada disso e mandou enforcá-lo por alta-tração. Mas decidiram perpetuar seu nome dando o nome à nova dinastia que viria surgir.

A Dinastia Zhou foi uma das mais longas, durou de 900 a.C. a 256 a.C., o motivo disso é que os novos imperadores da época haviam assistido muito Dragon Ball Z e se convenceram que possuíam poderes divinos capazes de lhes permitir soltar hadoukens. A população que temia esse poder obedeceu por séculos essa linhagem que ficou conhecida por trazer grande avanços militares para a China.

Na Dinastia Zhou o ferro começou a ser utilizado para a fabricação de armas, poupando assim que toda madeira da nação fosse usado para fabricar palitos de madeira para comer arroz. A combinação de armas de ferro com estômago cheio fez da China um império poderoso que começou a conquistar os outros povos a partir do Rio Yangtzé (Rio Azul), formando na época o proto-império do que conhecemos hoje.

Primaveras e Outonos[editar]

Pikachu quando atingiu o level 1.000.000 evoluiu para Confúcio um Pokémon legendário, que revolucionou a filosofia chinesa ao inventar o biscoito da sorte.

O Período das Primaveras e Outonos (722 a.C.-481 a.C.) foi uma fase de declínio da Dinastia Zhou, que passou a ser governada por cabeças-de-bagre. Como o povo chinês estava mais alfabetizado e esclarecido, cada vez menos chineses acreditavam que animes poderiam ser vida real, e as fantasias da família real caíram em descrédito, os poucos que ainda acreditavam nisso (conhecidos como otakus) foram banidos para uma ilha e futuramente fundariam o Japão.

Como na época a China já tinha 1 bilhão de habitantes, era impossível governar direito essa galera enquanto não inventassem um canal de televisão estatal para manipulá-los, então surgiram vários pequenos feudos semi-independentes entre si e o poder do imperador Zhou passou a ser meramente cerimonial.

Confúcio foi o chinês mais notório que viveu nessa época e escreveu o primeiro roteiro de filme pornô do Oriente, os Anais das Primaveras e Outonos, que viriam a ser um dos pilares do confucionismo, uma corrente filosófica que confunde a cabeça das pessoas (por isso o nome). Outras bizarrices da época incluem o surgimento do taoísmo e moísmo.

Reinos Combatentes[editar]

O Período dos Reinos Combatentes (475 a.C.-221 a.C.) é uma conturbada época da história da China, quando com o fim da Dinastia Zhou a nação caiu em estado de anarquia se transformando num roteiro de filme chinês de época, com guerras, traições, assassinatos, kung fu e chineses se matando. Surgiu basicamente com a quebra do paradigma adotada pelos taoístas que conderam a prática da punheta, o que gerou a primeira grande explosão demográfica chinesa quando as mulheres que ocuparam os arrozais repentinamente descobriram estarem todas grávidas e assim portanto em toda pequena cidade surgia um homem forte e corajosa que se auto-denominava nobre, acumulava poder local e se declarava rei dos reis.

No final os sete reinos rivais maiores que sobraram foram os Zhao, Wei, Han, Qiu, Qi, Yan e Chu, e tal qual os nomes, eram extremamente similares entre si como qualquer chinês é similar entre si e só encontram diferenças entre eles mesmos, talvez como recurso psicológico inconsciente para não se deprimirem, e deram origem ao Dynasty Warriors e as confusões que aprontavam durante esses 200 anos de conflito e muita rivalidade.

A guerra, todavia, não foi travada com derramamento de sangue, mas com campeonatos de Dance Dance Revolution.

Essa época ficou marcada pelo surgimento de Sun Tzu, um sábio general que dominava as mais refinadas táticas de combates em World of Warcraft, no qual ele era viciadíssimo. Mas depois com a criação do League of Legends e migração em massa de jogadores, ele acabou caindo em descrédito.

Império Chinês[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Império Chinês

Dinastia Qin[editar]

A Dinastia Qin surgiu em 221 a.C. quando Qin Shihuang unificou a China subjugando seus inimigos um por um massacrando-os com a sua nova tecnologia de zarabatanas a base de bambu.

O governo Qin era conhecido pela benevolência, especialmente por aliviar os seus cidadãos de relíquias onerosas do sistema feudal, tais como vida e felicidade. O Imperador Qin também construiu a versão retrô da Grande Muralha da China, incentivando os trabalhadores a trabalhar sobre os projetos de construção com a ameaça constante de que eles seriam obrigados a assistir filmes ocidentais que falam da China e Japão, caso desobedecessem. Há registros fósseis e em textos históricos chineses que 180.000 trabalhadores morreram desta maneira, com seus cérebros explodindo dentro de seus crânios, devido à incrível pressão de ver esses filmes.

A Dinastia Qin não durou muito, pois com a morte de Qin em 210 a.C. o seu filho que seria o sucessor legítimo do trono foi assassinado pelo irmão, mas o irmão foi assassinado pelo primo, que foi assassinado pelo tio, que foi assassinado pelo cunhado, que foi assassinado pelo avô, que foi assassinado pelo neto, que foi assassinado pelo cachorro, que foi assassinado pelo vizinho (que aproveitou e fez um churrasquinho com o cachorro), que foi assassinado pelo concunhado, e assim sucessivamente desencadeando uma nova guerra civil com assassinatos dos sucessores do trono.

Dinastia Han[editar]

Sangrentas disputas durante a Dinastia Qin terminam com a vitória da Dinastia Han liderada por Liu Kang.

A Dinastia Han foi uma época de grande prosperidade agropecuária que durou de 206 a.C. a 222 d.C.. O primeiro período conhecido como Dinastia Han Anterior aconteceu porra nenhuma já que os chineses estavam com preguiça de fazerem filmes de kung fu.

Foi para aliviar esse tédio que Wang Mang, no ano 9 d.C., para comemorar o aniversário de 9 anos no moleque Jesus, decidiu fundar a Dinastia Xin quando após assistir muita novela Wang Mang decidiu dar o golpe do baú na imperatriz da família Han e roubou o trono para ele. Wang Mang era um político visionário e criador de várias bolsas de renda para distribuir aos pobres. Os pobres da China porém não gostaram nada de receber esmolas e direitos trabalhistas, acostumados a trabalharem feito escravos, e coagidos por seus chefes, iniciaram uma série de revoltas que conturbaram essa breve dinastia.

Depois que Wang Mang morreu, voltou a Dinastia Han, agora com o nome Dinastia Han Posterior, marcada especialmente pelas guerras contra os mongóis que foram expulsos para a Mongólia.

Três Reinos Wei, Shu, Wu[editar]

Surgia no norte da China um fulano chamado Zhang Jza, que se auto-declarava enviado dos deuses, e rapidamente reuniu uma enorme quantidade de crédulos para a sua seita de intolerância aos imperadores Han. Foi ele o responsável por iniciar uma guerrilha, tudo por causa que seu turbante amarelo foi proibido de ser usado. Surgia a Rebelião dos Turbantes Amarelos, chamada assim porque os rebeldes usavam turbantes amarelos e dançavam Tunak Tunak Tun em protesto simbólico, foi um conflito muito explorado pela cultura popular por ter sido a primeira guerra onde foi usado magia, porções e feitiçaria em geral. A Dinastia Han enfrentava uma crise financeira tão grave que houve até uma época de castração massiva legalizada onde vários chineses cortaram seus próprios órgãos genitais, a fim de se qualificar para o emprego de eunuco e chegar mais perto do Imperador.

Entre os anos de 220 e 280 a China se dividiu em três reinos: Wei, Shu e Wu que se mataram até os três ruírem moribundos em apenas 60 anos de guerra. Esta época deu origem a uma série de obras artísticas, entre a mais famosa o jogo de videogame: Romance of the Three Kingdoms XI.

Primeira Dinastia Jin[editar]

A Primeira Dinastia Jin que perdurou de 265 a 420 foi uma dessas dinastias que nada de interessante aconteceu. O Período dos Dezesseis Reinos está compreendido no final da Dinastia Jin, e ocorreu quando todo litoral da China ficou parecendo um jogo de Age of Empires III onde surgiu 16 reinos insignificantes.

Entre os anos de 420 e 589, após a queda da Primeira Dinastia Jin, a China atravessou um período de desunião entre o norte e o sul. O motivo da rivalidade era entre a Segunda Dinastia Jin que refugiada no sul pregava o budismo e os preceitos de Buda sobre os benefícios da prática do Yoga, enquanto a Dinastia Wei no norte defendia a pratica do bundismo que é o uso ostensivo de asiáticas em filmes pornôs, por estas serem um grande fetiche par os ocidentais. Esta rivalidade durou mais de 100 anos e só foi resolvida quando um nobre filósofo de nome Liu Yuan criou o yin yang e convenceu a todos que tanto budismo como bundismo são faces de uma mesma moeda.

Dinastia Sui[editar]

A Dinastia Sui ficou famosa por ter inventado as gororobas chinesas. Ideais como alimentos não perecíveis por já serem por natureza perecidos.

A Dinastia Sui foi uma tentativa de unificação da China, e durou de 581 a 619. Mas assim como a Dinastia Qin havia unificado a China após anos turbulentos de guerra, a Dinastia Sui fez o mesmo e igualmente durou pouco, afinal os chineses querem colocar em prática seu kung fu, e nada melhor que guerras para fazerem isso.

Dinastia Tang[editar]

A Dinastia Tang (618-907) foi a época em que o Império Chinês foi comprado por um conglomerado de indústrias de sucos, interessados nos solos férteis da China para plantar as frutas de seus sucos.

Um cantor gospel chamado Li Gozou, leitor de Sun Tzu, foi o responsável por assumir o controle da Dinastia Tang, e como imperador ele tinha o direito de mudar seu nome, que gerava muitos trocadilhos e momentos de constrangimento, assim passando a se chamar Gaozu. Ele era tão almofadinha que teve a capacidade de ser espancado e humilhado pelo filho de apenas 13 anos, com direito a levar sura de pau mole na cara antes de ser deposto. Taizong assumiu a dinastia sob a alcunha de "O Imperador Bem Vestido" devido ao seu enorme senso de ridículo e liderou seus exércitos para invadir absolutamente qualquer nação estrangeira adjacente, até mesmo o Tadjiquistão, mesmo sabendo que não havia absolutamente nada lá, mesmo que alegasse que havia armas de destruição em massa.

A imperatriz Wu Zetian até tentou se aproveitar da época de seca do ano de 690 quando todas as goiabeiras da China foram atacadas por pragas, e o comércio de sucos de goiaba entrou em crise. Wu Zetian, a mestra da Chun-Li, fundou uma nova Dinastia Zhou, mas que não durou muito e a Dinastia Tang com seus novos sucos de pastel retomaram o controle da China.

Dinastia Song[editar]

A dinastia Tang caiu em 907 depois que governadores militares regionais conhecidos como jiedushi, começaram a acumular mais poder em suas próprias regiões. Eles minaram a autoridade central e quebraram todos os tabus, como xingar o imperador na frente de seus ministros , e incitando e colar papel de parede de banheiro no muro do palácio do imperador como uma brincadeira hilariante e meio para mostrar quem era o verdadeiro chefe. Finalmente, um homem chamado Zhu Wen, um supervisor de uma fábrica de desodorantes, tornou-se um poderoso jiedushi e derrubou a dinastia Tang.

Entre os anos de 907 e 960, após a falência da Tang (sim, o suco), o período conturbado de Cinco Dinastias e Dez Reinos dá mais enredos para filmes de época do Jackie Chan.

A Dinastia Song que vai de 960 a 1279 foi uma das mais inúteis da história da China, foi a responsável por não fazer nada em relação às invasões mongóis de Kublai Khan.

O seu fundador foi Zhao Kuangyin, um ator vindo de Hong Kong que era reconhecido por seus teatros de artes marciais brutais tal que seus golpes mais consagrados erma os "Tiger-Who-Claw-Off-Penis" e "Intestine-Reaching-Dragon-Fist-Anal-Stuffing-Power-Punch". Uma vez que nenhum dos pretensos governadores generais regionais (jiedushi), que conturbaram o final da Dinastia Tang, foram páreos para estas táticas, Zhao Kuangyin assustou todo mundo e obrigou segui-lo. Assim, a dinastia Song nasceu, e todos estavam obrigados a usar chapéus engraçados .

De 1125 a 1126, os manchúrios (japoneses que viviam no continente) da Manchúria começaram uma guerra, sob comando do mercenário japonês Tom Cruise - "O Último Samurai , contra a Dinastia Song Chinesa". Todavia os manchúrios foram temporariamente impedidos de invadir a China graças a Mulan, mas ela se aposentou do exército depois de conseguir um papel em um filme da Disney e com isso os exércitos chineses estavam desamparados e morreram na Manchúria, que passou a ser independente. Todo ano-novo chinês passou a ser comemorado também pelos japoneses, só pelo prazer dos manchúrios mandar cartões de reveillon todos anos para os chineses com os dizeres "Feliz Ano-Novo seus Cretinos, Aposto que Sentem Falta do Norte, não é Mesmo seus Putos?".

Terceira Dinastia Jin[editar]

Na falta de criatividade para nomes, os chineses criaram a Dinastia Jin pela terceira vez, esta que foi marcada pela destruição de 1234 da Manchúria, promovida por Genghis Khan quando ele finalmente percebeu que Tom Cruise era muito afeminado e vítima fácil para ele. Em seguida, o seu sobrinho Kublai Khan ganhou mais um monte de chineses do sul só em uma campanha de propaganda com slogans como " mongóis e chineses andam juntos como leite e cereais!", claramente um esforço para conquistar os pobres da China apelando a eles através de sua dieta diária. para conquistar os membros ricos e abastados da sociedade, os mongóis prometeu-lhes vinho, mulheres, seda, e bilhetes gratuitos para ver os torneios locais de Dance Dance Revolution, uma competição popular, encenadas na época. E por último a família real, que foi convencida após uma cerimônia onde Kublai Khan mostrou o tamanho de seu falo, aterrorizando os pequeninos chineses que se cagaram com aquele tamanho e entregaram logo de vez a dinastia de bandeja aos mongóis.

Dinastia Yuan[editar]

A Dinastia Yuan (1271 -1368) foi o período no qual a China esteve sob domínio de imperadores e mongóis. Esse é um fato que poucos conhecem, afinal ninguém sabe a diferença entre chineses e mongóis. Foi por isso que quando Marco Polo chegou na China em 1279, ele achou que todos eram chineses, mas também, estava mais preocupado em levar para a Europa o espaguete, sorvete, pólvora e ópio que havia descoberto lá.

Os mongóis governaram cruelmente os chineses, forçaram-nos a comer queijo e beber leite (algo inadmissível na cultura chinesa), celebrar o natal, e aceitar os japoneses como amigos.

O Imperador Sino-Mongol Kublai Khan viu o declínio do domínio mongol quando a frota marítima chinesa não conseguiu conquistar o Japão, pois os japoneses infestaram o Mar do Japão de minas aquáticas disfarçadas de lancheiras da Hello Kitty (era irresistível não cair na tentação de pegar uma dessas do oceano).

A união de camponeses, pedreiros de barragens e sindicatos de prostitutas começaram a protestar na procura de melhores salários e melhores condições de trabalho. Isso levou a revoltas que os mongóis não podiam sufocar, uma vez que eles estavam preocupados demais com caçar, construir tenda, pilhar, e adorar seu deus principal Chow Yun-Fat.

Dinastia Ming[editar]

A Dinastia Ming (1368-1644) foi o período histórico em que a China inventou o capitalismo e na época dominou o mundo. Foi neste momento que acabou o milenar confronto entre o imperador Ming ao herói multicultural e intergalático, provável avó do pPíncipe Adam (He-man) Flash Gordon.

A dinastia Ming foi fundada por um guru motorista de charrete e desenhista de quadrinhos chamado Zhu Yuanzhang, que entrou para um mosteiro budista porque todos os seus vizinhos se recusavam abrir a porta para ele (devido ao seu hábito de não tomar banhos). Zhu Yuanzhang unificou a Tribo dos Turbantes Vermelhos com a Rebelião de Armband Rosa contra a dinastia Yuan, levando o domínio mongol à bancarrota. No ano de 1363, Zhu derrotou seu arqui-inimigo e líder mongol Chen Youliang na Batalha do Lago Poyang, só depois de Chen tomou a decisão fatal de equipar sua marinha com espadas "Made in China ", que acabou por ter levando todos seus marinheiros à morte por envenenamento devido à tradição chinesa de lamber a espada antes da batalha. Cerca de 600.000 mongóis morreram nesta batalha por causa disso.

Em 1405, o almirante Zheng He e seus homens chegam à costa leste da África, e depois realizaram a façanha de chegar à América 87 anos antes de Colombo descobrir a América. Zheng He fundou o bairro da Liberdade em São Paulo e foi embora, deixando ali uma uma carta para os exploradores portugueses posteriores dizendo "Cheguei aqui primeiro seus putos!".

Dinastia Qing[editar]

O último imperador da China, assassinado pelos bolcheviques russos.

A Dinastia Qing foi um período bem conturbado da história chinesa, marcada pelo fato de todas nações estrangeiras decidirem transformar a China numa Casa da Mãe Joana. Em 1845 estabeleceu-se o Regulamento do Território Arrendado de Shanghai, e assim começou a haver territórios arrendados por outros países. Em 1849 Portugal ocupou Macau. Em 1854 os cônsules inglês, americano e francês em Shanghai tiveram o controle da alfândega. Uma baderna só de gringo abrindo cassino e puteiro nas maiores cidades chinesas.

Mas toda essa baderna de forasteiros começou como consequência de um episódio ocorrido em 1793, quando Sir Lord Macartney - uma celebridade pornô conhecida por ser sósia de Austin Powers na Grã-Bretanha - partiu para a China e implorou ao imperador Qianlong a aceitar as exportações britânicas de refeições vegetarianas pré-prontas para fornos microondas em troca de mais chá chinês, pedido este que foi sumariamente ignorado. No entanto, os britânicos nunca esqueceram esta desfeita, e assim voltaram para a China poucos anos depois, em 1840, agora com uma frota liderada por Ozzy Osbourne. A Marinha de Ozzy esmagou a resistência chinesa, uma vez que os chineses perceberam que o seu exército de morcegos não era páreo para Ozzy, que simplesmente mordia a cabeça fora dos pobres animais, e murmurava tão baixo e de forma tão incoerente e incompreensível que os espiões chineses que o escutam não podiam compreender suas ordens. E assim os chineses tiveram que doar Hong Kong para os britânicos e o declínio de toda dinastia Wing começou.

Em 1856 a Segunda Guerra do Ópio foi iniciada pela Inglaterra e França, e em 1858 a China perdeu a guerra, e se viu obrigada a assinar o Acordo de Ai Hui com a Rússia, e o Acordo de Tianjin com a Rússia, a América do Norte, a Inglaterra e a França, cujas sanções incluíam escravidão eterna de fornecimento de calculadoras, brinquedos, pilhas e vasos. E por fim, em 1860, uma coalisão aliada pela Inglaterra, a América do Norte, a Alemanha, a Itália, o Japão, a França, a Rússia e a Áustria invadiram Pequim para dominar o ópio.

Em 1871 a Rússia invadiu uma parte de Xinjiang, em 1874 o Japão invadiu Taiwan, e em 1875 a Inglaterra invadiu a província Yunan.

Entre 1883 e 1885 eclode a Guerra entre a China e a França; e a China perdeu novamente, assinou-se o Novo Acordo entre a China e a França onde os chineses se comprometeram a fabricar boinas, adagas e bigodes postiços para sempre para os franceses.

Em 1888 agora a Inglaterra invade o Tibet procurando conquistar para si alguns monges xaolins para estrelar seus filmes. Em 1894 começou a Guerra entre o Japão e a China, o Japão invadiu o nordeste da China, e um ano depois, em 1895 a China e o Japão assinaram o Acordo de Ma Guan; a Rússia, a Alemanha e a França convenceram o Japão a desistir da invasão no nordeste, em troca disso, o governo da Dinastia Qing pagou 1,5 milhões de quilos de pastel de queijo, mas o Japão invadiu Taiwan de novo já que a ilha não estava no acordo de paz.

Em 1897 a Alemanha ocupou a Baia de Jiao Zhou, a Rússia ocupou o porto Lü Shun. Em 1900 uma tropa aliada pela a Inglaterra, a América do Norte, a Alemanha, a Itália, o Japão, a França, a Rússia e a Áustria tentou invadir Pequim, foi derrotada pelo exército do governo e pelo grupo Yi He Tuan. A tropa aliada invadiu Tianjin, a Rússia invadiu o nordeste da China, a Rússia ocupou totalmente o nordeste da China.

Em 1904 a Inglaterra invadiu Lhasa pela vigésima vez, mas se perderam, fundando o Nepal.

República da China[editar]

O povo chinês se revolta com a tamanha incompetência dos monarcas da Dinastia Qing que permitiam que metade do mundo estivesse ali invadindo a China. A invasão japonesa na Manchúria em 1931 foi o a gota d'água. A República da China durou de 1912 a 1949 e pelo fato de todos historiadores do mundo estarem se preocupando com as guerras mundiais nessa época, pouco se sabe sobre o que aconteceu na China essa época. Sabe-se que os japoneses eram vilões.

Em 1945 os chineses se revoltaram e criaram o kung fu-wing chun e se tornaram comunistas amantes de Coca Cola. Ficaram tão revoltados com isso que começaram a fabricar armas de destruição em massa, decidiram fazer um pacto com o demônio e formam um poderoso exército e mandam os saqueadores ianques para puta que pariu. Eles falharam miseravelmente, porque nada que é made in china funciona mesmo.

República Popular da China[editar]

Passou por cima, apenas mais um chinês

Em 1949, após anos de guerra civil e invasão japonesa e humilhação nacional, surge na Cidade Proibida um retrato gigante do presidente Mao Tsé Tung ganhou o controle de toda a China e passou a ser venerada no lugar dos antigos deuses que foram abolidos. O cartaz gigante exercia o poder através de um exército de fotocopias em versões menores de si mesmo, e prometia livrar toda a China de carimbos que caracteriza a rainha Victoria e cartazes de Chiang Kai-Shek. O cartaz gigante de Mao era também o chefe do Partido Comunista Chinês, que na época era o maior e provavelmente o melhor partido comunista em todo o mundo. O bêbado, administrador inepto, obeso e eterno derrotado em torneios de pingue-pongue inimigo de Mao, Chiang Kai-shek foi forçado a fugir para a ilha de Taiwan, onde estabeleceu a República do WalMart da China

O governo de Mao foi um dos mais eficientes da história da China, lotando o império com uma organização de espiões estatais, conhecidos como os Power Rangers, que poderia se transformar convenientemente em manchus, chineses, tibetanos ou lixeira imperceptível à vontade.

Em 1950, enquanto um regimento do Exército Popular de Libertação estava realmente bêbado depois da comemoração da expulsão de Chiang Kai-shek, eles decidiram dar uma passada no Tibete para encontrar alguns bares para beber e quem saber arranjarem algumas garotas tibetanas, e acordaram na manhã seguinte descobrindo que haviam matado metade da população e dormido com a outra metade (incluindo os homens). Bem, já que eles estavam lá e já haviam colocado medo nos corações dos tibetanos com sua fúria de bêbado, por que não ocupar o lugar logo e construir algumas estátuas gigantes Mao lá? Mao foi informado dos acontecimentos logo depois, e ele balançou a cabeça em aprovação.

A China então inicia o Programa de Falsificação em Massa e Propaganda Subversiva do Governo, o que exclui do Google qualquer menção sobre Taiwan ou Tibet, taé a morte do imperador.

Fatos recentes[editar]

Em 2008 a China adquire, no meio do ano, status de "bonzinho" pelo fato de sediar as Olimpíadas, mostrando como pode ser democrático e feliz. Removendo todos mendigos de Pequim para o interior e pintando as calçadas de verde para dar sensação de que existem gramados. No fim do ano os miseráveis foram tragos de volta.

No ano de 2009 a China decide se livrar dos títulos podres do tesouro americano. A economia mundial vai pra merda em setembro do mesmo ano e o presidente da China fica ali dando risada.

Em 2010 a China invade o Butão, e ninguém no planeta se importa.

Em 2011 mais merda nos Estados Unidos. Escassez de alimentos e guerra civil. A China sofre um ataque biológico de origem desconhecida, matando mais de 2/3 de sua população (e ainda assim milhões e milhões de chineses ficarão para contar como foi), fecha todos seus portos e se isola do mundo.

No ano seguinte, em 2012, a China supera o desastre, é reconhecida como potência mundial e inicia uma campanha massiva de investimento de invasão reconstrução financeira da América. Estabeleceu-se o Regulamento do Território Arrendado de Califórnia; e começa a haver territórios arrendados por outros países. A Rússia ocupa militarmente os territórios do Alasca e Canadá. O Japão toma posse do Hawaii mediante a cancelamento das dívidas financeiras. Países árabes assumem o controle total dos petróleos dos EUA. A China se torna proprietário financeiro de toda costa oeste dos EUA, imigrantes mexicanos invadem o sul dos EUA provocando um guerra civil, a União Europeia toma posse da costa atlântica dos EUA. É anunciado uma Nova Merda Mundial.

A China vira "amiguinho" do Brasil por interesses territoriais e compra a antiga Argentina e transforma em um gigantesco puteiro (então não mudou nada), para todos os ricos do mundo, excluindo os brasileiros.

Em 2014 a China manda um astronauta para a Lua que desvenda a farsa das Missões Apollo, criando um escândalo mundial. E no ano seguinte, 2015, a sede da ONU é transferida para Pequim em represália aos Estados Unidos.

Flag-map of the Greater People's Republic of China.png China
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografia
EconomiaCulturaTurismo