I Love Paraisópolis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mc.jpg Esty artygo é dy pobry!

Esty artygo é sobry koyzas dy póbry, peçowas póbrys y o dono
taméyn dévy dy sê un pobretãwn do karáy!

Pobre0002.jpg Essi artigu é faveladu!

Nem por isso tá involvida cum droga, putaria ou ladruagi!

Não leia se for gayúcho ou do BOPE!


I Love Paraisópolis, I ♥ Paraisópolis, I <3 Paraisópolis ou I S2 Paraisópolis é mais uma novela racista da rede bobo de televisão. Escrita por Alcides Nogueira e Mário Teixeira, com colaboração de Zé Pequeno, Fernandinho Beira Mar, Don Corleone, Policiais das UPPs e uns favelados, e dirigida por Wolf Maya, conseguiu fazer sucesso porque brasileiro adora porcaria mesmo.

História[editar]

I Love Paraisópolis foi criada por seguidores do Adolfinho para representar o domínio dos ricos sobre os pobres favelados. Os brancos ricos aos poucos vão dominando a favela e se apossando do território dos negros e nordestinos. Todos os personagens negros e nordestinos são secundários e perdedores. Os brancos vão se dando bem na vida, vão encontrando o amor e o dinheiro, enquanto os negros e nordestinos servem os brancos, perdem espaço, não pegam ninguém, sofrem acidentes e e se dão mal o tempo todo. O branco que for amigo de negro também se fode, pra dar uma ideia que ser amigo de negro é coisa de fracassado.

Basicamente, temos Marizete, vulgo Mari, e Pandora, vulgo Danda, duas faveladas fracassadas que vão pros States pra tentar virar artistas de TV depois de seguir o exemplo de Sol da novela América. Só que tudo dá errado, elas são roubadas por uns angolanos e ficam na rua, até que Benjamim aparece, se apaixona por Mari e os dois vivem um tórrido romance. Já Danda não pega ninguém na viagem e tenta dar um golpe em Dom Peppino, fingindo ser a netinha rica dele. Benjamim é um mauricinho que namora a sem sal da Margot Scargot e odeia a mãe Soraya, querendo vê-la queimada, porque Soraya me queimou oooou ooooooooouuuu casou com o padrasto Gabo, um cara muito mau. Estranhamente, Soraya gosta de Mari, mesmo ela sendo pobre, porque se identifica com a marra e a petulância do cavalo e acredita que Danda é uma personal stylist que entende tudo de moda. Claro que uma mulher dessas não pode ser normal. Soraya esconde um segredo: que foi seu marido Gabo que matou o próprio irmão Tiago, o pai de Benjamim. Para tentar esquecer, ela desenvolve alzheimer e nunca mais se recupera. Já Margot, que levou um pé na bunda de Benjamim, tentou sem sucesso usar o clássico golpe da barriga para separar o mocinho e a mocinha. Ela teve que se consolar com Grego, um traficante que tem tatuagem do Mickey e acha que é mau. Ele fica bonzinho e os quatro casais vivem felizes para sempre.

Abertura[editar]

A trilha sonora de abertura faz parecer que a novela se trata exatamente do oposto do que ela é. Mas num trecho da música fica um "ao preconceito" ao lado de "viva" que deixa claro que a música é uma ode ao preconceito disfarçada.

Letra[editar]

Negro branco
Pardo, colorido
Caucasiano
Todos em um grito de não
Ao preconceito
Viva a miscigenação!
Mistura de raças
Somos a cor do Brasil

Brasil, Brasil, Brasil!

Somos mistura, comunidade
Aceitamos todos
Então corre e chega aí
E somos gratos
Sorrisos fartos
A felicidade mora aqui

Lá lá lá lá…

Personagens negros e nordestinos[editar]

  • Patrícia - É a principal personagem negra da novela. Tem um salarinho decente mas amorosamente é um fracasso por que namora o Lindomar, que gosta da Danda e só está com ela porque nenhuma das duas brancas da favela não se interessam por ele. Ela é o segundo plano do universo da Margot. Mas ela fica com ele no fim.
  • Juneca Júnior - É o nordestino gay mordomo dos brancos ricos. Bajula a patroa que só o esnoba e no final fica cuidando dela quando Soraya desenvolve alzheimer.
  • Jávai - É o negro grandalhão e burro que tenta tomar o território do Grego e não consegue e acaba sendo expulso da favela.
  • Lilica - É uma negra muito pobre que tem nome de cadela e sonha em ser bailarina. Ela se fode num acidente, se revolta, vira V1D4 L0K4 e não vai ser bosta nenhuma na novela.
  • Expedito - É apenas mais um nordestino pobre e derrotado que mora na favela.
  • Melodia - É apenas mais uma negra doméstica.
  • Juvenília - Idem a Melodia, apenas mais uma negra doméstica.

Personagens brancos[editar]

  • Beijamim (Maurício Destri, nem eu sei quem é...) - Representa o branco rico, bondoso e social que se submete a autoridade do branco rico racista e conservador. Se aproveita dos planos de seu tio Gabo e sua mãe Soraya para fazer uma "ação social" na favela que eles estão comprando aos poucos. Casa com Marizete porque ela mete muito melhor que sua ex, Margot, e também porque Marizete é burra e aceitou casar sem compartilhamento de bens coisa que Margot não faria nem fodendo. Ah, é muito lindo também!
  • Marizete (Bruna Marquezine) - Representa a branca pobre que fica rica por que casa com um branco rico.
  • Soraya (Letícia Spiller) - É a mãe e amante do Beijamim. Fode mais com o filho do que com o marido. Deu um jeito de matar o primeiro marido e casar com o cunhado Gabo para realizar seu plano de comprar metade da favela.
  • Gabo (Henri Castelli) - É o espírito da Rede Globo em pessoa: branco, bandido, ganancioso e metido a gostosão. Ajudou Soraya a matar seu próprio irmão e assumiu sua empresa milionária.
  • Walter White abaitolado Grego (Caio Castro) - É o traficante branco que se torna líder comunitário e ajuda os bandidos brancos ricos a dominar a favela.
  • Margot (Maria Casadevall) - É a branca que se fode porque insiste em separar o casalzinho principal.
  • Lindomar (Gil Coelho) - É o branco de classe média que não é gostosão nem rico o suficiente para namorar a Danda por isso teve que se contentar em namorar uma negra que pelo menos ajuda com as despesas da casa.
  • Danda (Tatá Werneck) - Juntamente com Marizete representa a branca pobre mas sedutora que vai ficar rica de alguma forma. Ela casa com um velho contrabandista Don Pepino.
  • Izabelita (Nicette Bruno) - Velha rica que tem alzheimer pra mostrar que mesmo com muito dinheiro, os ricos também têm problemas. É uma senhora boazinha que ajuda os pobres e adora os favelados.
  • Doutor Roberto Don Pepino (Lima Duarte) - É o chefão dos bandidos. É impotente sexualmente mas e fica tentando dar umas bicotas na Danda, que tem nojo dele mas mesmo assim o suporta por causa da grana. Quer empanturrar a favela de lixo, mas os mocinhos impedem.
  • Jurandir (Alexandre Borges barbudo) - É o branco pobre que fala igual ao Fred Flintstone e vive dando pequenos golpes pra se dar bem. Acha que vai ficar rico a custa do casamento das filhas Danda e Marizete.

Trilha sonora[editar]

Vol. 1[editar]

Capa: Benjamin enrabando Mari, e os dois dando risada.
1. A Cor do Brasil - Victor Kreutz (abridura - letra a ver mais arriba)
2. Coisas - Ana Carolina
3. Thinking out Loud - Ed Sheeran (aquela que toca quando o Beijamim come vai beijar a Marizete e que você ouve na Metropolitana pra caralho também)
4. Signs - Claudia Leitte (sim, ela também canta em inglês!)
5. Eu Quero, Eu Gosto - Jamz
6. Quando Chega A Noite - Tiê (tema romantiquinho dos personagens que é adorado pelos aborrecentes fãs da novela)
7. For your Babies (versão piano acústica) - Simply Red
8. All about the Bass - Meghan Trainor (hino dos gordinhos)
9. Elas Gostam Assim - Projota e Marcelo D2
12. I Get a Kick out of You - Ronaldo Canto e Mello (tema da Soraya Queimada)
13. Bon Vivant Maneiro - Pretinho da Serrinha
14. Não Enche - Mosquito (quem?)
15. A Loba - A Marrom
16. O Ar Que Eu Respiro - Dienis, com participação da Negra Li

Vol. 2[editar]

Capa: Grego, o todo-foderoso da comunidade
2. Solta na Noite - Pollo e Sorriso Maroto
3. Uptown Funk - Mark Ronson feat. Bruno Mars (musicão de gente cool!)
6. Boom Clap - Charlie XCX
7. Aqueles Olhos - Dom M (tema do Grego)
10. Seria Tão Fácil (So Easy) - Tânia Mara (cantando o trecho em português) com participação do Brian McKnight (cantando em inglês)
11. Desprazer, Paraisópolis - AtoZero84 (autoexplicativa)
12. Mina Feia - Seu Jorge (de seu mais recente álbum, Músicas para Churrasco vol. 2, que veio depois do Músicas para Churrasco vol. 1)
13. Woman Ting - Ce'Cile (tema de Jávai e Omara)
14. Você é Tudo - Jammil e uma Noites
15. Ciranda da Bailarina - Sandy & Orquesta Filarmônica de Paraisópolis (existe mesmo, sério; joga no Google)