Ibotirama

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
820px-Alba.jpg Este artigo é queeeente!

Se quiser editar este artigo, entre numa geladeira, ligue o ar condicionado no máximo e beba uma coca-cola gelada. E não lute contra Scorpion!

Nova Bandeira da Bahia-Desciclopédia.PNG Colé moral, essi negoçaqui é da terra do dendê. O tio qui feiz issáqui é cuncerteza baiano, intõ, sinhá disgraça de lá do sul da minha caceta, num méxi nas porra daqui nã, vu? Ô vô rumaladsgraça e inda chamo a barrêra pá ti pancá, seu comédia.


Cquote1.png Você quis dizer: Futurama Cquote2.png
Google sobre Ibotirama
Cquote1.png Você quis dizer: Inferno Cquote2.png
Google sobre Ibotirama
Cquote1.png CALOR! Cquote2.png
Qualquer um sobre Ibotirama
Cquote1.png Já visitei os desertos mais quentes do mundo, mas não estou pronto pra ISSO. Cquote2.png
Bear Grylls sobre Ibotirama

Ibotirama é uma dessas cidades do (Far)oeste Baiano em que não há absolutamente nada para fazer e, bem por isso, há muito para se inventar por lá (ou inspiração para artigos engraçados). É situada a mais de 8000 650km de Salvador.

População[editar]

Um habitante no auge da adrenalina

Sua população é de aproximadamente 20.000 pobres coitados que esperam ansiosamente o fim de semana para fugirem para Bom Jesus da Lapa e Barreiras. Os que permanecem na cidade, se não forem anciãos, possuem uma capacidade imaginativa muito boa, ao menos podem inventar o que fazer (não são posições sexuais seu punheteiro), sem se preocuparem com violência excessiva, ar ruim entrando nas narinas (nas duas), ou coisas desse tipo. Apesar de serem viagens de mais de 200km para esses Municípios "vizinhos", tudo vale a pena para saírem do local e irem para lugares onde a temperatura é inferior ao ponto de ebulição da água.

Ovo frito na cabeça: prato típico de Ibotirama

A profissão mais popular e lucrativa entre a população é a de vendedor de água ou gelo, que valem ouro no lugar. Muitos não tomam nem banho, pois bebem toda água do banho (quando tem), causando uma subaqueira generalizada na cidade e agravando a má qualidade do ar.

Clima[editar]

Moradores antigos afirmam que um dia já choveu na cidade, tendo inclusive registros fotográficos deste fenômeno sobrenatural para a cidade. Muitos afirmariam que seria Photoshop, mas nem sabem o que é isso mesmo.

Por conta desta característica climática, a temperatura média anual é de 84ºC e o maior número de mortes no Município está vinculado ao "cozimento vivo", seguido de "suicídio". Com efeito, muitas pessoas são obrigadas a caminharem pelas ruas da cidade com um saco pedras de gelo na cabeça, pois se a caminhada durar mais de 5 minutos o calor insuportável cozinha o cérebro. Quem não tem condições de comprar gelo tem que esperar o anoitecer para poder transitar.

Fora o exagero acima, pode-se ver na cidade rios que não evaporaram, mas o calor algumas vezes excessivo, faz com que pessoas pulem nos rios com roupa e tudo, depois serem cuspidas ainda com vida e refresteladas com um arzinho de encontrei Jesus na face. Quem gostava desses dias infernais no auge do verão eram as tribos indígenas que não precisavam acender as fogueiras nem para assar peixes. Falando nas tribos, a diferença que se vê entre os dias atuais e alguns séculos algumas décadas, se você olha para o lado rural desse município, é que ao invés dos xacriabás, há vaquinhas, plantações e mais uns pés de alguma coisa.