Igrejas Pintadas na Região de Troodos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Green-line-cyprus.jpg Γαμώτο! Η Κύπρος είναι δική μας!
Kahretsin! Kıbrıs bizimdir!

Este artigo é Ciprota! Ele é disputado pela Turquia e a Grécia, adora mais a Grécia, acha que o Chipre do Norte é o Acre, tem as mesmas culturas gregas, nomes gregos e adora muita praia!

485px-Flag of the Byzantine Empire.svg.png

Ζήτω το Βασιλεία Ῥωμαίων!!!

Este artigo é Bizantino! Ele já falou latim, é cristão ortodoxo, adora um mosaico e morre de medo dos turcos!

Venha para o Império Romano do Oriente você também!

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


As Igrejas Pintadas na Região de Troodos são um monte de igrejas pintadas (e daí? Um monte de igrejas são pintadas) na região de Troodos, onde fica as montanhas mais altas do Chipre (com aproximadamente 5 metros de altura), mas com altura suficiente pra ter neve em invernos fora do normal.

Igreja pichada pelos religiosos, um dos vandalismos mais antigos do mundo.

Nessas montanhas, existem dezenas de igrejas construídas para nada, já que quase ninguém mora na Região de Troodos, enquanto as cidades de Chipre tem poucas igrejas, obrigando a população urbana a todos os domingos enfrentar trilhas perigosas e chegar até as igrejas. A região de Troodos é uma das mais importantes do Chipre.

Troodos[editar]

Nelas são formados os famosos esquiadores do país, os quais eu não conheço. Além dos esquiadores, as montanhas em Troodos são usadas por pessoas que acham que esquiam muito bem e tentam provar isso, até quebrarem uma perna, um braço ou outra parte do corpo.

Vale ressaltar que todos os esquiadores em Troodos são pobres ou miseráveis, que não podem pagar uma passagem de avião para pistas verdadeiras de esqui. Quando não é inverno, a região sobrevive de variados bicos, como plantações de maconha ou simplesmente pedindo esmola para quem estiver por perto. Troodos agora está começando a usar as igrejas velhas para atrair turistas e pedir esmola a eles, arrecadando assim 60% do dinheiro ganho nessas montanhas.

História[editar]

Essas igrejas foram feitas pelo Império Bizantino numa época em que os otomanos se uniram a terroristas islâmicos, atacando qualquer um que fosse cristão ou judeu. Os religiosos bizantinos fugiram para Chifre Chipre, uma ilha que não chamaria a atenção dos otomanos. Os monges bizantinos gostavam muito de igrejas com desenhos esquisitos sem sentido, os quais eles chamavam de "arte".

Então, eles construíram igrejas nas montanhas e dentro delas pintaram um monte de pessoas. Como os caras nao eram artistas, os desenhos ficaram muito distorcidos e feios, mas com a desculpa de que "a arte deles era assim", justificaram o que fizeram de errado. Como o Chipre é muito pobre, neles existem poucas escolas, porque o governo não tem grana para fazê-las. As igrejas e monastérios serviam de colégios, ensinando aos jovens a vida religiosa.

Eles odiavam estudar, principalmente ensino religioso. Mas não tinham opção, então aguentavam a tortura. A Turquia, depois que descobriu que os religiosos bizantinos fugiram, invadiram o Chipre para capturá-los, mas não alcançou esse objetivo. Os desenhos toscos nas igrejas, por serem exemplos da arte primitiva, viraram um patrimônio mundial, um feito incrível para um conjunto de rabiscos em paredes.