Ilhas Ashmore e Cartier

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Ilhas Ashmore e Cartier são um conjunto de ilhotas inúteis da Austrália que ficam lá perto do Timor-Leste e não possuem relevância nenhuma, mas que deveriam pertencem a alguém, mesmo que ninguém fizesse questão, essa incumbência ficou para a Austrália. O único grande destaque das Ilhas Ashmore e Cartier são a sua seleção de futebol de botão, duas vezes campeã mundial sobre a favorita seleção de Sealand.

História[editar]

Descoberta das Ilhas Ashmore.

As Ilhas Ashmore e Cartier foram descoberta respectivamente por Ash Ketchum e Jacques Cartier, ambos marinheiros do Domínio de Melchizedek que navegavam sonhando participar da Liga Johto.

Depois de séculos abandonada como uma ilha deserta, atualmente continua a mesma porcaria com o desfecho da Segunda Guerra Mundial e a proibição imposta pela ONU do Japão ter mais ilhas, as Ilhas Ashmore e Cartier ficaram sem dono, e como a Indonésia tem mais de 8000 ilhas, estas ficaram esquecidas, e como se não quisessem nada os australianos construíram uma steakhouse lá e acabaram proclamando aquelas ilhas para eles por nenhum motivo aparente.

Geografia[editar]

Ilhas Ashmore[editar]

Composta por três ilhas, cada uma do tamanho da casa da tua avó, na região é o único lugar onde um ou outro australiano vai a cada 10 anos para trocar a lâmpada de um farol que existe lá.

Ilha Cartier[editar]

Apenas uma ilha tão útil quanto uma bicicleta é útil para um peixe.

Recife de Hibernia[editar]

Esta região aqui nem ilha é, apenas um recife que é a capital de Pernambuco.

População[editar]

Há conforme último censo uns 5 cientistas australianos e mais 15 pescadores indonésios de lulas para consumo próprio.

Transporte[editar]

Não existem portos e nem porra nenhuma, para desembarcar lá, apenas por bote ou pulando de para-quedas de um helicóptero que venha de algum porta-aviões (helicópteros não tem autonomia de combustível para viajar do continente até lá e ainda voltar).