Ilhas Comandante

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Tango.gif ¡¡NO DJORES POR MI, DESCICLOPÉDIA!!

La hinchada del Boca Xuniors há assegurado que esto artículo és un lerrítimo arrentino porteño, y por eso, és lo más merrór de la Desciclopédia, así como Maradona és merrór que Pelé.


As Ilhas Comandante são a colônia russa mais desgraçada próxima da Argentina.

Fundação[editar]

A localização das ilhas

As ilhas Comandante foram fundadas por acaso, quando uma expedição russa passava pela costa sul-americana e acabou batendo em uma baleia. Com o casco avariado e sem possibilidades de conserto, a tripulação acabou se refugiando em um pequeno arquipélago nas proximidades, que acabou sendo nomeado Arquipélago de Comandante, em homenagem ao comandante do navio, óbvio (constatando como o povo russo é sem criatividade). E ficaram lá por dias e mais dias, esperando ajuda de qualquer pessoa, até que no 8º dia, um barco argentino chegou na ilha, e tiveram contato com os russos, que ficaram desesperados ao saber onde estavam (além de estarem longe da Mãe Rússia, estavam perto da Argentina!). Imediatamente, metade cometeu suicídio, enquanto a outra metade resolveu esperar mais, e expulsou os argentinos da ilha. Contudo, os argentinos, ao ver seu orgulho ferido, resolveram responder com guerra.

A Guerra das Comandantes[editar]

Cquote1.png Você quis dizer:Guerra das Malvinas? Cquote2.png
Google sobre Guerra das Comandantes

Um dos soldados argentinos altamente equipado(retrato falado)

A Argentina juntou os cacos das Malvinas e mandou os melhores navios e soldados para invadir a ilha. Os comandados comandadores comandantóides comandantenses se desesperaram, ao saber que uma esquadra inteira atacaria a ilha praticamente desprotegida. Contudo, na Hora H, um submarino nuclear da Marinha russa passava pelo local, procurando a tripulação perdida, e acabou arrasando a esquadra argentina, que provou que não leva jeito em guerras quando há ilhas envolvidas. A tripulação do arquipélago, então pode voltar para casa.

Re-colonização[editar]

Depois de voltar para a Rússia, o imperador mandou chamar os náufragos, que contaram toda a sua experiência vivendo na ilha. Admirado, o imperador resolveu colonizar as ilhas, e instalar lá uma base avançada do exército russo. Os navios do império, novamente tiveram que enfrentar a Argentina, que havia já povoado a ilha, para evitar novas derrotas. Claro que essa medida foi inútil, e eles foram novamente esculachados. Conquistado o arquipélago, foi montada lá a Base Avançada da Marinha Marítima e Oceânica Russa do Reino Imperial da Rússia, Ilhas Comandantes e mais um Bocado de Lugar, para proteger o litoral e interior da ilha e garantir os interesses russos, seja lá quais sejam.