Império Aquemênida

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


●هخامنشیان
●Tapeçaria Persa
●Pérsia

Bandeira do Império Aquemênida (550 a.C.–331 a.C.).png Tapete persa.jpg
Bandeira Brasão
Lema: Conquistar a Grécia e mais 24 territórios a sua escolha
Hino: Salve o Xá
Imperiopersa.png
Não inclui Esparta
Capital Persépolis
Língua Cuneiforme
Tipo de Governo Império Tapeteiro
Xerxes
Moeda Tapetes
População 20000 persas, e 9990000 das outras nações



Cquote1.png THIS IS SPARTAAAAAAAAAAAAAAA! Cquote2.png
Leonidas para o mensageiro persa, Jacaré.

Cquote1.png Fica lá na Conchinchina. Cquote2.png
Nero sobre Pérsia

Cquote1.png Não. Fica depois. Viajei por lá esse ano. Fazem uma ótima cachaça. Cquote2.png
Lula sobre Pérsia

Cquote1.png Civilização antiquada, arcaica e obsoleta, extinta hà milhares de anos. Cquote2.png
Beakman sobre Pérsia

Cquote1.png Eu tenho um gato e um tapete que nasceram lá. Cquote2.png
Velha desinformada sobre Pérsia

Cquote1.png Tenho boas lembranças de lá. Não sei por quê os Persas não acham o mesmo de minha performance . Cquote2.png
A Drag Queen Alexandre O Grande sobre sua turnê na Pérsia

Cquote1.png Paracatu? Cquote2.png
Baiano da Espaçonave sobre Pérsia

Cquote1.png Na União Soviética, VOCÊ cai sobre as Mil Nações do Império Persa! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Pérsia

O Império Aquemênida, conhecido no filme 300 como Império Persa foi um império grande pra cacete que viveu na Mesopotâmia e Ásia Menor, dominando o mercado de tapetes mundial entre 648 a.C. e 330 a.C.

Origem[editar]

Civilização da Antiguidade Antiga que surgiu antigamente, fundada pelo lendário Rei Perseu e extinta há milhares de anos quando os árabes, liderados pelo Sultão Mohammed XXIV, invadiram a Mesopotâmia em busca da Bola Quadrada do Quico, é a terra onde se situava a Pérsia, que era bonita quando era jovem, mas que hoje é feia porque é velha. Os maiores legados da civilização persa são: a lima-da-pérsia, o gato persa e o tapete persa. A Pérsia era uma estrela de cafetões, que viviam brigando por vadias, até que Ciro, um cabra macho com uma Pica maior que a dos outros, juntou um exército e colocou todos os cafetões juntinhos no mesmo império.

História[editar]

Sinceramente, a história da Persa é muito empolgante .Se você quer realmente ler esta aventura, prossiga, mas não diga que eu não te avisei!

Guerra contra a Grécia[editar]

O tataraneto de Ciro, Dario I, queria putass mais exóticas, e por isso atacou o Egito e a Grécia. Os gregos fizeram uma aposta com os persas. Se os gregos fossem derrotados em uma maratona, a Grécia seria dos persas. Os gregos acabaram perdendo a aposta, devido aos seus péssimos corredores.

Os gregos foram esquecidos durante um tempo, mas anos depois, o neto de Dario, Xerxes, ficou com mais tesão por putas exóticas do que por seus piercings, e decidiu tentar comê-las a todo o custo. Ele reuniu todas os seus soldados, seus elefantes e seus bofes, e foi derrotado em uma passagem montanhosa na Grécia, quando uma muralha de cadáveres caiu, e 300 espartanos saíram gritando SPARTAAAAAAAAAAAAAAAAA

Xerxes ganhou, e após sua morte, seu sucessor Dario III foi atacado por trás pelos exércitos de Alexandre, o Grande, apaixonado por Dario mas ao mesmo tempo querendo matá-lo (Crise existencial, coitado!). Acabou matando Dario III e se tornando rei da Pérsia. Chorou de arrependimento por 3 dias, e depois se casou com o filho do seu antigo rival. Enquanto queimava a rosca com seu novo marido, acabou incendiando Persépolis sem querer.

O Império Contra-ataca[editar]

Eles querem revanche

O fracasso do Império Róseo motivou uma enorme rebelião, comandada por um vizir que encontrou e cheirou um pó cor-de-rosa que um certo infeliz que passava por ali deixou cair, achando que fosse Cocaína. Isso o transformou em um super-herói do mal, com uma armadura púrpura e uma aura arco-íris que contagiava quem estivesse perto e o tornava alegrinho. Mas ele não contava com um príncipe anônimo, que usando uma adaga azul, resistiu contra a aura arco-íris e destruiu a armadura do cruel vizir aboiolado, que foi forçado a fugir para o Brasil (dando a bunda dentro do avião), uma terra com "muito sol, Homens sarados e alegres, muita festa e corrupção. Dando a bunda sempre feliz da vida, continuou cheirando pó e brincando com a bola quadrada do Quico enquanto redecorava seu gabinete.

O fim[editar]

A Pérsia atingiu sua glória máxima quando o Príncipe derrotou o Vizir, banindo o homossexualismo, instalando o Caicocentrismo e o Zoroastrismo como religiões oficiais e derrotando o Império Romano. Apesar disso, muitos anos depois, a Pérsia ficou pobre e foi atacada pelos árabes, que mudaram seu nome para Irã, em homenagem à marida do sultão, Mohammed Sayid Abdullah ibn Iran.

Resumo[editar]

Por fim, resumindo (e como já havia sido dito), a história Persa é uma senhora Merda. Os caras só sabem fazer tapete e hoje a gente fica a contar historinha deles. Deixa de ser uma anta e vai ler um artigo mais útil, como o do Capitão Óbvio, por exemplo.