Império Romano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Romanopre.jpg
ROMANI ITE DOMVM!!!


HÆC ARTICVLVS ROMANVM EST. LATIM LOQVÆBITVR. NON INTERLEGIT? HVMORIS PRIVATVS NON EST. MVITISSIMVS ENGRAÇATVS!!! SED ROLA MEAM VADE MAMARE! VADE FŒDERE CVM PORRIBVS NOSTRVM.

Spqrpre.jpg
PepinoVerde.png
Batmanhieroglifo.jpg

Este artigo é relacionado à história.

Não estranhe se o artigo mencionar coisas como calvinismo, flogisto ou VHS.

Artigo tombado - Patrimônio histórico.

Extenção Extinção do império romano

Cquote1.pngVocê quis dizer: Sauna gay?Cquote2.png
Google sobre Império Romano
Cquote1.png Primeiro império soviético, só não vê quem não quer! Cquote2.png
Olavo de Carvalho sobre Império romano
Cquote1.png Esses romanos são uns neuróticos! Cquote2.png
Asterix sobre Império romano
Cquote1.png Esses romanos são loucos! Cquote2.png
Obelix sobre Império romano
Cquote1.png Isto é uma porra do caralho e uma desonra aos Vikings, nós os Vikings iremos derrotar esses putos e a história se lembrará do império Viking, Saudações Vikings, Olaf o Viking Cquote2.png
Olaf, o Viking sobre o já então falido Império romano
Cquote1.png Na União Soviética, o império romano é dominado por VOCÊ ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Império romano
Cquote1.png Derroto todos ele em um dia Cquote2.png
Chuck Norris sobre Império romano

Cquote1.png Antinoooouu!! Antinoooo!! Onde está tu Antinoooo???!!! A terma já está quente, fofo!!! Cquote2.png
Resumo da administração imperial romana
Cquote1.png Há 2000 anos atrás já no tempo em que Jesus Cristo ainda era vivo, em plena civilização europeia do Mediterrâneo, os romanos quando falavam em dinheiro quando realmente precisavam comprar algo ou não, xingavam os pobres caloteiros, ou seja, para eles era um palavrão feio, tinham ojeriza ao assunto salário, mais parecia uma utopia negativa, uma palavra sem sentido algum. Ao invés de pagarem os gladiadores com sal, o comiam. Cquote2.png
Professor de latim especializado em história das civilizações antigas e palavras de baixo calão explicando sobre a relação entre os romanos e o dinheiro
Cquote1.png Hoje em dia o assunto dinheiro e salário tem um sentido positivo e verdadeiro na norma culta das línguas europeias, isto é, um tema valorizado nos países do Terceiro Mundo como uma forma de realização dos sonhos para muitas pessoas em países como o Brasil e os demais da América Latina. Para isso existe o conhecimento intelectual para ser usado. Cquote2.png
Professor de geografia especializado em economia sobre a importância do dinheiro no mundo atual e comentário acima

Tabela de conteúdo

[editar] História

O Vexillum romano.
Quando da conquista da Grécia, diversas práticas gregas foram incorporadas na cultura romana

O Império Romano foi uma super comunidade gay que fazia conexão com a África, Ásia e Europa.Apesar do grande número de mulheres gostosas que existia no Império, a maioria dos homens romanos preferia a companhia de mancebos. Segundo o pensamento dominante na época, mulher era considerado "coisa de viado", enquanto que o homossexualismo quando praticado entre homens do mesmo sexo não era considerado viadagem, mas uma prova de virilidade. Segundo o filósofo romano Viadus Enrustidus, discípulo dos filósofos gregos (que inventaram essa viadagem chamada de filosofia), "é precisus est muitus machus para ter a coragem de dar us cus". Por isso, em Roma, enquanto os maridos ficavam fora, participando de guerras e agachando-se para pegar os sabonetes que escorregavam nas termas romanas, as mulheres eram obrigadas a diversos artifícios para suprir suas necessidades carnais. Algumas damas romanas acabavam aderindo ao lesbianismo, quando rolava o maior velcro. A principal fonte de estudos a respeito das relações lésbicas no Império Romano são antigos ensaios fotográficos publicados em antigas edições da revista Penthouse, que foi fundada pelo próprio imperador Calígula, aquele que nomeou um cavalo senador e traçou as próprias irmãs. Esses antigos exemplares da Penthouse foram encontrados inteiramente preservados nas ruínas de Pompéia, cidade vitimada pela erupção do Vesúvio. Outra solução encontrada pelas mulheres romanas solitárias era arranjar um amante (quase sempre um leiteiro,escravo ou gladiador)ou comprar vibradores importados da Gália, e que eram comercializados nos inúmeros sex-shops de Roma.

O Imperador podia, se quisesse, ter uma mulher gostosa e peituda acariciando seu queixo e fazendo sexo com ele a noite inteira. Essa mulher quase sempre era a própria mãe ou irmã, pois os romanos adoravam um incesto e o justificavam com um antigo provérbio, cuja autoria é atribuída a Nero, o único pitbull a se tornar imperador: " A família que trepa unida permanece unida". Tal frase teria sido proferida na mensagem de Natal que o imperador Nero leu em cadeia nacional para os telespectadores cristãos pouco antes desses serem atirados aos leões por terem levado a culpa do incêndio em Roma. No entanto, a maioria dos imperadores desprezava as esposas, preferindo comer o rabo dos escravos e do povinho em geral. O imperador mandava nos legionários, que não passavam de um bando de gays que ficavam marchando ao som de músicas do Village People. Enquanto o imperador só dormia, dominava e comia sua esposa ou escravo,os legionários enviados para fora só apanhavam do Asterix e do Obelix e de outros povos bárbaros.

[editar] Legionários romanos

Legionários romanos se preparando para serem surrados pelo Asterix
O mais cruel legionário romano

Os legionários eram um tipo de soldados punks, usavam moicanos ou se enchiam de armaduras para bater bem forte nos inimigos, apesar de também serem viados. Eram ao mesmo tempo, os poucos homens machos que haviam por lá. Eles gostavam de tomar um porre de cerveja e assistir os jogos de futebol romano. Os legionários gays usavam espadas moles e as guardavam enroladas no peito, para imitar o seio de uma mulher. Já os machos usavam uma lança, que levavam dentro da calça para dar a impressão que tinham um pênis grande. Existiam muitos e muitos legionários entre as fileiras do exército romano. eles sempre eram surrados pelo Asterix e pelo Obelix e por outros gauleses. Átila, o huno era também outra ameaça constante aos romanos, pois ele batia nas criancinhas, incentivava o heterossexualismo e sabotava as festas dos romanos. Seu mais conhecido ataque foi o Trote de Spekulatius, por ocasião do batismo do parreco do filho do imperador Constantino. Constantino, um garoto criado pela avó, que após o falecimento dela um sacerdote cristão o adotou e o ensinou a Bíblia sempre sentado no colo. Logo estava o jovem Constantino completamente integrado na ritualística do culto aberto, tendo sido então um dos primeiros coroinhas da história. Mais tarde, Constantino viria ajudar os cristãos a entrarem melhor no meio do império. Átila odiava Constantino (na verdade, puro ciúme de viado), então no dia da festa de Constantino ele ligou para o FBI avisando que haviam crianças sendo molestadas. A denúncia resultou na prisão de mais de quinhentos mil legionários, e o filho do imperador teve de esperar até quase três da manhã no banco da delegacia, quando o seu pai veio e o buscou de carro. A história do império romano é marcada por invasões.Vários povos bárbaros, como os vikings, anglos e jamaicanos invadiam suas regiões.Os jamaicanos iam lá para fumar maconha com os legionários nos fins de semana. Havia também os que vendiam pulseirinhas e pedaços de palha pintados na beira da praia, mas esses não eram os jamaicanos, mas sim os vagabundos. Com a abertura da rota da seda ligando a China ao ocidente, houve a incorporação de técnicas de kung fu chinês pelas legiões romanas.

Glorioso Senado Romano, pior só em Brasília. Quero ver o governo aprovar a CPMF aqui... a oposição aqui é na base da punhalada, Júlio César que o diga
Apesar de todas as suas conquistas, o Império Romano passou por um longo processo de decadência que culminou em seu total desparecimento no ano de 476, dando início ao período chamado pelos historiadores de Idade Mérdia ou "Idade das Merdas". Entre as causas dessa decadência estão as invasões bárbaras. Os invasores bárbaros vinham das das regiões mais distantes do norte da Europa, especialmente da Paraíba, Alagoas, Sergipe e Ciméria, onde vivia Conan, o bárbaro que se tornou governador do reino da Califórnia. Esses invasores entravam ilegalmente no Império Romano, atravessando a fronteira mexicana e chegando à rodoviária do Tietê, o maior terminal rodoviário de Roma, construído durante o reinado de Vespasiano. Chegando em Roma, esses invasores se estabeleciam como camelôs (que não devem ser confundidos com os vagabundos)na praça onde funcionava o fórum romano e tornavam as ruas intransitáveis. Os bárbaros também invadiram vários terrenos da prefeitura de Roma, construindo favelas nos morros que circundavam a cidade. Outra razão para o fim do Império Romano foram as constantes e violentas brigas entre as torcidas organizadas nas arquibancadas do Coliseu. A torcida dos Leões vivia batendo na torcida dos cristãos.

Apesar de ter desaparecido, o Império Romano deixou várias contribuições que ainda influenciam o atrasado mundo moderno. A principal contribuição dos romanos para a cultura universal foi o Direito Romano, adotado no Brasil e em outros países burrocráticos onde o sistema judiciário é lento, moroso e não funciona.

Legião romana em uma guerra no Oriente Médio

[editar] Medos do império romano

Corram, romanos de merda !!

O império romano teve muitos medos, aqui vão alguns exemplos:

  1. O maior medo do império romano era a "irredutivel aldeia gaulesa", na qual viviam Asterix e Obelix e o resto de gauleses loucos que batiam neles todos os dias para se divertir.
  2. Átila, o huno era uma ameaça constante ao império romano, pois ele estrupava todos o habitantes que achava e arrancava os pênis dos legionários.
  3. Povos germânicos eram uma ameaça horrivel ao império romano, normalmente enfiavam as lanças no forévis dos soldados por quê achavam que os deuses ficavam felizes ao ver essas cenas.
  4. Mafagafos

EUDES BANGUELA ,CHING LING 1954

[editar] Veja Também

v d e h
Estados Extintos




Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas