Ingaí

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
O principal (e único) monumento de Ingaí. Não me pergunte o que representa.

Ingaí é um matagal perdido no meio de Minas Gerais. Possui uma população de 24 pessoas, contando com os animais que ficam circulando livremente pela avenida da cidade (sim, "avenida" no singular, pois a cidade possui apenas uma - Que nem pode ser considerada exatamente uma avenida, pois está mais para pista de motocross).

{{{AOW CARTUCHO}}} 

{{{Turco vendendo cartuchos?}}}

História[editar]

Seja bem vindo à Ingaí!

Por incrível que pareça, Ingaí tem uma história sim! Bom, está certo que não é uma história que se diga Cquote1.png Nossa, que maravilha, que beleza de história! Cquote2.png, mas já é alguma coisa para se contar e encher linguiça nessa seção.

Ingaí foi fundada no século XVII, por alguns fugitivos mineiros que estavam procurando um lugar bem distante para se esconder e desaparecer por completo. Como Ingaí fica um pouco depois do fim do mundo, quando chegaram lá, os fugitivos tinham certeza que poderia viver sossegadamente pelo resto da vida, e que ninguém os incomodaria (até porque ninguém os acharia, nem mesmo aqueles carinhas que encontram pessoas desaparecidas, que aparecem no programa do Gugu).

Como Ingaí era apenas um grande terreno baldio, os fugitivos tiveram que botar a mão na massa, e construíram alguns barracos de palha para morarem. Eles também tentaram plantar maconha, para passar melhor o tempo, porém, como Ingaí é um latifúndio inútil, acabou não nascendo nada. Por conta dessa total falta de produtividade, que também afetava todas as plantações de alimentos, os fugitivos acabaram morrendo de fome, pois a cidade mais próxima para buscar comida fica há mais de 666 quilômetros de distância.

Seria esse o fim de Ingaí? Sim! Não, pois, como sempre tem algum doido para morar nesses lugares onde Judas perdeu os calos, alguns anos depois, apareceram algumas pessoas, dispostas a desenvolver o terreno. Como os barracos de palha já estavam construídos, essas pessoas não tiveram muito trabalho, sendo que a única coisa que precisaram fazer foi começar uma criação de burros, que serviriam para puxar carroças e buscar comida nas distantes cidades vizinhas.

Cidade[editar]

Atualmente, Ingaí continua dependendo totalmente da comida que as carroças trazem todo começo de ano. Talvez seja por isso que a cidade seja considerada o centro mundial da desnutrição, superando até mesmo o Zimbábue, o Quênia e Tangamandápio. Porém, os moradores nem ligam pra isso, talvez porque eles fiquem o dia todos drogados e nem percebam o que está acontecendo ao redor.

Turismo[editar]

Inexistente. Ninguém é louco o suficiente para ir até lá. Dizem as boas e más línguas que o Osama bin Laden usou a cidade como esconderijo, logo após ter atacado o World Trade Center, mas ninguém acredita, afinal, os moradores que dizem isso estão completamente drogados.