Intentona Comunista

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Não querendo dar spoiler, mas já dando, a cara do Prestes nessa foto já deixa claro o resultado do levante né...

Intentona Comunista foi a única vez realmente legítima tirando aquele bando de pé-rapados terroristas dos tempos da Ditadura Militar de 1964 em que os comedores de criancinhas tentaram realmente dar um golpe de estado no Brasil, isso em 1935, mais especificamente no dia 27 de novembro. Também é chamado de Revolta Vermelha de 35, Revolta Comunista de 35, Levante Comunista ou Burrice Stalinista Tupiniquim liderada pela Aliança Nacional Libertadora (uns milicos que não cantarolavam aquela cantiga besta de "a nossa bandeira jamais será vermelha") e com o apoio do Partido Comunista do Brasil antes de se separar e virar Partido Comunista do Br... ops, buguei e do Comintern (os escrotinhos da "Internacional Comunista" que só financiaram umas garruchas enferrujadas e assinaram dizendo que ajudaram...).

História[editar]

Se quiser conhecer mais sobre os "amiguinhos" do Olavo de Cagalho, clique em Comunismo no Brasil

A ideia brilhante de fazer uma Intentona Comunista foi tentando resgatar alguns dos ideais do Tenentismo (ao menos a galerinha mais canhota à esquerda da parada) e tentando mexer com os brios de uns que já deviam estar de saco cheio de a uns cinco anos serem governados pelo tal do Entulho Vargas que já tinha dado um rolê na Constituição Brasileira de 1934 pra conseguir mais quatro anos (sendo que o primeiro governo nem devia contar já que era pra ser só provisório e o gauchinho conseguiu ficar quatro anos "provisoriamente" e tomando seu chimarrão de boinha).

Além disso, o partido dos comunas desde que foi fundado em 1922 já tinha sido jogado no escanteio da desgraça dos partidos inúteis que não têm direito de eleger nem um síndico pra um prédio no meio de uma favela randômica qualquer. Nesse tempo o Stálin já vinha montando umas ideiazinhas de ir comendo pelas beiradas e tentar conquistar a adesão de países da América e da Europa pra não se sentir mais tão sozinho lá na União das Republiquetas Socialistas Sovinas, digo, Soviéticas e também afrontar de levis seus rivais Inglaterra e Estados Unidos. Com isso em mente, vários comitês do Partido Comuna BR foram convocados e decidiram colocar seus principais homens dentro das forças armadas pra fazer o levante. Agildo Barata, Luís Carlos Prestes (sim, aquele lá da Coluna que Não Presta) e sua "parceira-amante-espiã-mal amada-musa-baranga-alemã-judia" Olga Benário, além de mais uma pá de militantes de diversos estados e até de outros países se juntaram pra fazer essa baguncinha no Brasil.

O levante e o... que palavra devo usar? A queda? A derrocada? O deitante? Tem isso de deitante?[editar]

Após perceber que visivelmente os otários da ANL não passavam de milicos fantoches do comunismo russo, o Entulho declarou essa aliança ilegal. Com isso os caras acenderam o facho e decidiram partir pro "ou tudo ou nada". Começando na cidade de Natal no dia 23 de novembro, foi se espalhando por outras capitais: Recife em 24 de novembro e na Cidade Bostavilhosa a 27 de novembro, a data que acabou sendo considerada a oficial, pois os carinhas literalmente chegaram a se aproximar do Palácio do Cacete, digo, do Catete. Pelo menos é o que uns dizem, já que oficialmente os otários sequer conseguiam passar de motins babacas nos quarteis, como os que rolaram na Escola Militar da Praia Vermelha e na Vila Militar.

O levante deu com os burros n'água principalmente pela burrice astronômica do Prestes, que não fazendo nada que prestes, achava que poderia cantar de galo no Exército inteiro devido lá aquela Coluna lá ridícula que ele fizera anos antes com um bocado de pracinhas babacas. Pra piorar, ele passou muitas informações pra um agente duplo da MI6 britânica e pra um general brazuca nada confiável, que passaram a fita toda pro governo meses antes do levante se dar, o que obviamente fez com que o governo já armasse várias formas de abafar a porra toda e deixar o Prestes com o cu na mão.

Vendo que deu tudo errado plano furado, Prestes e Olga deram um jeitinho de se esconder por um bocado de tempo, mandando inclusive matar uma tal de Elvira que não era a Rainha das Trevas, alegando que ela costumava fofocar com as amigas do bairro sobre o levante e poderia ter soltado a língua indevidamente. Mas não demorou muito pro carrasco-mor do governo varguista Filinto Müller pegar os dois com as calças curtas num motel de pulgas em São João do Meriti e trancafiar o Prestes até 1945 (quando o Varguinhas tentou fazer uma aliança bizarra com seu velho inimigo e que deu foi zica pra ele) e mandou Olga pra Alemanha para lá titio Hitler fazer o que bem entendesse com ela...

Cquote1.svg Você quis dizer: Morte Cquote2.svg
Google sobre Olga Benário

Essa treta ridícula e besta foi entretanto um pretexto perfeito pro Vargas decretar estado de sítio no país, e com a ajuda dos integralistas forjar um plano mirabolante dos vermelhinhos pra fazer um golpe ainda mais fodão do que a Intentona fora (o que, vamo ser sinceros, dado a desgraça que este foi, nem seria difícil de conseguir fazer mesmo) e assim decretar o Estado Novo, mais um cheat code pro Vargas ficar no poder por tempo indeterminado.

Outras tretas relacionadas (ou não)[editar]

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Intentona Comunista no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg