Invasão alienígena

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Monalien.jpg ┘¶Æ╦Ù⌂ï◙ Ð˧©Î©£ØÞÉÐÎÅ !!!

Este artigo contém altas doses alienígenas! Se você se confundir é porque sua mente primitiva e obsoleta é muito subdesenvolvida. Se vandalizar, o Captain Viridian enfiará uma sonda em você!

Alienwantyou.jpg
Chupa-cabras, uma das principais armas de dominação mundial dos aliens.

Cquote1.png Você quis dizer: Fim do mundo Cquote2.png
Google sobre Invasão alienígena
Cquote1.png Eu sou seu amigo. Cquote2.png
Alien sobre Invasão alienígena
Cquote1.png Eu tentei avisar! Cquote2.png
Ufólogo sobre Invasão alienígena
Cquote1.png FSSSSSSSSSSSS! Cquote2.png
Xenomorph sobre Invasão alienígena

Invasão alienígena e a nomenclatura dada para um catástrofe apocalíptica muito comum nas mídias de Ficção Científica, sobretudo dentro do subgênero Sci-Fi Horror. Também vem a ser a atual versão para o futuro fim do mundo, já que após o fracasso das profecias de 2012 e do último Papa, a população fanática de mensageiros do apocalipse e falsos profetas precisou encontrar um novo motivo para que suas medíocres existências valessem a pena.

Breve descrição[editar]

A ideia de invasão alienígena é um dos temas mais recorrentes no cinema e na literatura de Ficção Científica. Basicamente, ela nada mais é do que o fruto da paranoia implantada na mente da população por parte de chapados fãs de música eletrônica conhecidos como ufólogos, exímios vagabundos que por não ter nada de útil para fazer decidiram espalhar aos quatro ventos historinhas de terror sobre o fim da universidade.

Não há uma padrão na descrição das criaturas que podem a vir invadir o nosso planeta, sendo que a descrição das mesmas pode variar desde baixinhos cinzas com cabeça de porongo, até aberrações demoníacas lovecraftianas e repletas de tentáculos (o que por vezes, acaba despertando os instintos sexuais mais perversos de gente depravada - tais como os japoneses.)

Alienígenas iniciando uma investida contra um grupo de caipiras desolados.

Porém, as histórias de invasão alienígena, tais como qualquer tema de recorrência na ficção científica e no horror, segue uma fórmula básica e batida, repleta de clichês ultrapassados que qualquer ser humano no planeta está careca de ver em obras do gênero: uma civilização alienígena e tecnologicamente mais avançada decide aventurar-se no espaço sideral em busca de sociedades inferiores e intelectualmente menos desenvolvidas para tiranizar, escravizar e em algumas ocasiões, utilizar como ingrediente principal na janta. Como de costume, o planeta escolhido é sempre a Terra, que de alguma maneira, costuma ser sempre vista com mal olhos por outras civilizações. A explicação mais provável é que isso deva-se a presença de uma grande quantidade de funkeiros, telespectadores do Big Brother Brasil, leitores de Crepúsculo, e do Quico em nosso planeta, o que os faz pensar que todos os seres humanos tem cérebro de avestruz, tornando dessa forma, a sociedade humana um alvo aparentemente fácil.

A utilização da invasão alienígena em obras também pode ser uma espécie de protesto, o qual se manifesta fazendo alusão a escravização que grandes polos econômicos que julgam-se superiores aos demais habitantes do planeta (tais como Estados Unidos e a Europa) tentam impor, visando unicamente a submissão total do restante do mundo, por meio de artimanhas inescrupulosas como os fast foods e as grifes de marca.

O tema também atua como reflexo da xenofobia que permeia a humanidade, na qual pessoas que se acham superiores e portadoras de um ego digno de vilão de histórias em quadrinhos, tem medo de se depararem com investidas de inimigos vindas de outros países. A exemplo disso podemos novamente citar os norte-americanos e seu medo inexplicável de muçulmanos, negros, cubanos, mexicanos e brasileiros (embora qualquer um tenha medo desse último grupo). Isso explica porque países como os EUA tentam a todo custo mandar no planeta, achando-se no direito de se meter inclusive em questões políticas que que não são da sua conta. Vale ressaltar que embora o Tio Sam tenha comprado a ideia, toda essa mania de dominação global começou com Adolfinho e sua trupe.

Por fim, é uma característica padrão para uma invasão alienígena, que os aliens responsáveis não tenham em mente qualquer objetivo de doutrinar os humanos e ajudá-los a crescer intelectual e tecnologicamente, sendo seus únicos interesses restritos em escravizar, dominar, devastar e destruir completamente toda a gentalha que habita o planeta. Há quem diga que a invasão alienígena seja uma realidade e já esteja em processo de andamento, o qual teria começado com o sequestro em massa de vacas, o constante aparecimento de chupa-cabras por todo o mundo, os avistamentos cada vez mais frequentes de balões naves espaciais ao redor do planeta e a ascensão e queda do já falecido ET do Panamá.

Origens[editar]

Ver também[editar]