Ipaba

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Ipaba é uma cidade empoeirada como qualquer outra em Minas Gerais se não fosse pelo fato de quase 30% da produção nacional de vídeos amadores pornográficos serem produzidos aqui, agora, Ipaba, lar da putaria. O Xvideos mandou um certificado para o prefeito da cidade como "o usuário que mais contribuiu em vídeos amadores para o Xvideos".

Agora explicando, o município só tem um computador e por isso todo mundo usa a mesma conta, como se diz em Ipaba: "Ser pobre é foda...".

História[editar]

Infelizmente, ninguém sabe o caminho para o bordel município.

Uma cidade muito religiosa, duas partes se desenvolveram paralelamente, a capela que é a mais frequentada da cidade e o bordel. No meio termo ficou a cidade de Ipaba mesmo em que você tinha que escolher o seu lado. Enquanto o bordel rendia vários sermões sobre sacanagem e putaria fora do casamento muitos carolas, logo após saírem da igreja iam para o bordel.

Esse bordel cresceu até que um padre da cidade levou ao pé da letra a frase "cuidar do seu rebanho com unhas e dentes". Aconteceu que ocorreu um piti, ele descobriu que até a velha mais carola do município se esbaldava com os go-go-boys do bordel e que o padre tinha ficado de otário virgem "salva-todos".

O padre engatinhou sua escopeta e foi bater na porta do bordel sendo recebido por dançarinas. Ele então pediu para elas levarem ele para o cafetão delas para que pudesse ter uma conversa com ele. O padre tinha oferecido que dividissem o que o cafetão lucrava no bordel e o restante ia para a Igreja. Se não tinha como lutar (afinal, trazer Bissexuais importadas da República Checa custava muito caro) contra aquele bordel pelo menos ia tirar algum proveito dele.

O cafetão se mostrou muito religioso e topou. Um final feliz ao menos. Atualmente, o bordel é fonte de renda de Ipaba.

Economia[editar]

Como já foi dito, Ipaba gira em torno de um puteiro. Apesar de tudo, a linhagem de padres decidiu começar uma campanha de emancipação da cidade, fazendo com que o município adotasse um sistema teocrático. Como a maior parte do tempo os caipiras ficavam no bordel ou em suas casas quase nunca o padre tinha tempo para sua ideia.

Então foram 120 anos arrastando a ideia da emancipação da cidade. Até que certa vez apareceu o prefeito de Caratinga, o cafetão do distrito de Ipaba, chegou pedindo para que os caipiras saíssem do bordel e deixassem ele fazer uma suruba com todas as "empregadas" do bordel pagando o dobro para o cafetão que mandava na parada.

Irritados, os habitantes decidiram optar pela emancipação do Bordel... DO BORDEL do restante de Ipaba. Atualmente o município vive com a conta no Xvideos. Metade da população fica naquele bordel e a outra metade fica na igreja.

Ver também[editar]