Israelenses

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Richarlyson.jpg Ai amiga, esse artigo ficaria um loosho se tivesse uma imagem!
Bem que o bofe que criou essa coisa linda podia colocar uma imagemzinha somente pra esse artigo ficar um ar-ra-so!!!
Flag of Israel.svg.png
Atenção! Este Artigo é Israelense!

E e não negocia de maneira nenhuma com Terroristas.
Incluindo você!

ForçasEspeciaisIsraelComPalestino.JPG
Rabbimetal.jpg
Judeu0.jpg

Israelenses é judeu.

Ele(a) odeia cananeus, foi escolhido por Javé, faz stand-up e não come camarão porque é caro e anti-kosher. O autor deste artigo provavelmente é contador e deve estar cuidando da lujinha.

Lembrete: Evite ler a Desciclopédia durante o Shabbat.

Cquote1.png Esses israelenses são beligerantes e agressivos, são todos truculentos, com uma farda, então! Vira um bando de facistas! Cquote2.png
qualquer um sobre Israelenses

Cquote1.png Eu amo eles, são os melhores DJ's do mundo Cquote2.png
psyzero resumido sobre israelenses
Cquote1.png Eu odeio todos Cquote2.png
Mahmoud Ahmadinejad

Israelense em português brasileiro é o nativo nascido no Estado de Israel. Israelita, é sinônimo de judeu e nem todo israelense é judeu, ele pode ser árabe ou até mesmo um ucraniano, já que muitos deles correram para Israel fingindo ser judeus para fugir do Comunismo da União Soviética e os comedores de criancinhas, deixando elas protegidas pelos capitalistas sionistas do Protocolos dos Sábios de Sião. Este artigo falará de israelenses, óbvio - mas o fará de modo educativo para que você compreenda este povo.

Tabela de conteúdo

[editar] História - Qual a origem dos israelenses?

A pergunta é estúpida, mas será respondida. Os israelenses são o povo que se originou da criação do Estado de Israel. Eles eram inicialmente judeus que vieram da Europa em duas levas, a primeira anterior a década de 30, eram saudosos e religiosos que ficaram com vontade de morar na terra dos tataravôs e foram comprando uma terrinha aqui outra ali. Pouco a pouco esse grupo de colonos despretensiosos compraram mais que a metade do território geográfico chamado Palestina, o que originou certo confronto com os donos do lugar, o Império da Turquia e com os árabes apatridas locais, motivado pelo fator econômico.

Abrindo um parentese: consulte no caderno as lições sobre a dielética histórico-econômica Marxista e a luta de classes, depois misture com o fundamentalismo religioso com estudos sobre as Cruzadas e a Jihad, e logo depois sobre a ótica do que ensinou Maquiavel, imagine o trunfo político que algum líder macabro poderia usar tudo isso como ferramenta de poder - fecha-se parentese.

A segunda leva veio no meio da década de 40, e eram judeus que haviam sofrido as bárbaries dos nazistas, estes vieram cheios de traumas, e acreditavam que o mundo os queria destruir. Esse segundo grupo foi bem maior, e veio se preparando para o Armagedon, juntaram-se com os que já habitavam lá e colcoaram na cabeça que deveriam fazer um país porque todo mundo os odiava. Aí, veio os britânicos que ganharam o território dos turcos numa aposta envolvendo corridas de cavalo, e eles vendo que árabes e judeus estavam em guerra, para acalmar os dois prometeu para os líderes de cada grupo sem que o outro soubesse que os dariam as terras depois de sugar todo petróleo que conseguissem no Mar Morto - ocorre que não tinha nada lá a não ser sal e com raiva eles mandaram a ONU resolver.

[editar] confusões posteriores

A ONU, liderada pelo bloco capitalista, achou que o critério de divisão deveria ser patrimonial, e não humano - isso é, dividiram as terras respeitando as propriedades e não a população absoluta, aí a história vocês já sabem... Os árabes palestinos não gostaram e chamaram os irmãos para guerra, Síria, Iraque, Irã, Jordânia, Arábia Saudita, Iemêm... Mas os árabes perderam, e Israel forçou todo mundo a pedir penico, pegou a terra que podia e deixou as migalhas no chão. Egito, Líbano e Jordânia pegou o território dos palestinos e esses se foderam... Ninguém ligava para o povo árabe palestino. Todos os povos árabes ao redor ficaram de olho no território de Israel que por vários investimentos, conseguiram transformar o deserto no oasis. Os palestinos, que deveria ter um país, foram ignorados até que começaram a fazer terrorismo, aí todos os povos irmãos deram coletes bombas a eles para poderem se explodir e quem sabe sumir do mapa junto com Israel, para que eles possam se matar entre eles pela terra com relva que sobrar depois da Guerra do Armagedon.

[editar] Caracteristicas dos Israelenses

Os israelenses nascem nervosos, vivem nervosos, e morrem consequentemente de ataque cardíaco portanto não se ofenda se eles te tratarem mal, os israelenses desconhecem o conceito de gentileza. Mijam em qualquer lugar que vão. São brancos porque apesar de ter praias banhadas pelo Mar Mediterrâneo, eles usam piscinas cobertas, por isso os isralenses são tão brancos no meio do Oriente Médio. Além do mais eles tem um hábito estranho de ir na praia de roupas, mergulharem com roupas, e ficar de calcinha, sutiã e cuecas debaixo do sombreiro esperando a roupa secar (?). As comidas ficam expostas em bancas, onde todo mundo passa mão, nos restaurantes, evite conhecer as cozinhas. Em geral, israelenses, principalmente mulheres, não tem muita noção de cores, texturas, tamanhos, e modelagens de suas vestimentas e não se dá conta de como isso afeta o julgamento alheio. Poderiam ser considerados desequilibrados em qualquer outra parte do mundo.

Além disso, eles tem mania de usar óculos escuros à noite, em locais fechados e até mesmo quando estão de vigilía no Exército. Há todos israelenses servem na Força de Defesa de Israel lá é obrigatório para homens e mulheres acima dos 18 até os 21 para as mulheres e 25 para os homens. Os israelenses discutem futebol, brigam por causa de futebol, mas não espere ser convidado para uma "pelada", porque eles odeiam jogar futebol. O comportamento com o horário é muito esquisito, por exemplo os ônibus andam de dois em dois, eles preferem passar 30 min esperando dois, do que 15 min esperando um. Se marcou o encontro com um israelense às 8:00, espere sentado, isso quer dizer que eles virão qualquer hora depois das 8:00, pode ser 8:00 de hoje ou até do dia seguinte. Não fure festa de aniversário, nem mesmo de criança, pois, os isralenses fazem questão de ligar pra você no dia seguinte para te embaraçar.

Em Israel você não liga para o Serviço de Atendimento ao Consumidor, o Serviço de Atendimento ao Consumidor liga para VOCÊ! Os interruptores de luz do Hotel, nunca ficam no quarto, estão espalhados pelo único corredor do apartamento. Aliás, planejamento imobiliário é muito ruim, nenhum construtor israelense pensou em construir um box de banheiro com um murinho baixinho pra água nao passar durante o banho, ainda; o box TEM que ser com chão totalmente reto e ser usado INVARIAVELMENTE com um rodo pra secar o banheiro inundado, ou isso, ou a banheira, outra opção não existe. Os israelenses adoram adesivos, eles colam adesivos nos carros, nos prédios, nas paredes, nas roupas, nos filhos, nas roupas íntimas, no chão, nas árvores... O negócio é você mostrar a que movimento político pertence, não importa qual, tem de tudo, do Likud (Jihad Judaica) ao Hamas (sério, existe militantes do Hamas israelenses, não é piada), passando pelos comunistas, e fotos de Che Guevara para ilustrar a luta dos palestinos e israelenses e vice-versa. Se você quer que um israelense obedeça uma lei, faça uma placa dizendo que é proibido obedecê-la.

Isso fica bem claro se você observar o trânsito do país, é raro ver um carro que nunca foi batido, aliás, penso que funelaria dá dinheiro tanto quanto banco, e mais, os isralenses buzinam quando ver um carro, buzinam quando não vem nenhum carro, buzinam à madrugada, buzinam de manhã, buzinam quando estão sozinhos, buzinam acompanhados, você vai se sentir na Índia. Aliás israelenses adoram a Índia, foi lá que muitos jovens que acabavam o serviço militar ia passar as férias, em Goa, e lá eles começaram a fazer raves e foi daí que surgiu o Psy Trance israelense... Mais uma nota sobre carros, os israelenses não estacionam seus carros, eles o largam no meio da rua - não estranhe se dirigindo em uma rodovia, o carro da frente parar de repente e o motorista sair para entrar numa loja de conveniência, isso lá é completamente normal, embora seja completamente ilegal. As pessoas mantém suas janelas sempre abertas. Passam nuas pelas janelas, transam nas janelas... Eles estão sempre a vontade e ao ar livre. Os israelenses tem um estranho hábito de irrigar tudo. Irrigam tudo, gramado, plantihas, calçadas, concreto, banana, casca de banana, chiclete no asfalto, eles acham que tudo molhado pode crecer e virar árovre, inclusive você.

Os israelenses tem tanto dinheiro que é comum vê bebê de celular na mão(?). Os pais tem estranhos hábitos de levar seus filhos de 2-10 meses para pontos turísticos... Quando você for pegar um taxi não estranhe o motorista fazer lotação, e lá não tente rachar a conta, cobra-se por pessoa, eles são em sua maioria absoluta judeus, e quando não árabes lembre-se disso. Se você dar um jantar, não estranhe se eles comecem a comer com as mãos... De preferência arrume os talheres antes, para que não façam porcaria na mesa. Ah! E eles comem de boca aberta. Quando entrar numa loja, shopping ou símilar, você é revistado ANTES de entrar na loja, e não DEPOIS na hora de sair, isso é uma medida de seguranção não contra furtos, mas contra o terrorismo. Aqui é mais fácil de ser atacado por um terrorista do que ser assaltado. Pedestres são multados lá, e mais, são mais multados do que motoristas doidos.Judeus-Israelenses trabalham no domingo, e os Árabes-Israelenses não trabalham dia de sexta-feira. Não importa a temperatura, nos absurdos 58 graus sombra do Deserto do Neguev, os judeus ortodoxos sempre se vestiram como se tivessem no Inverno Russo.

[editar] Piadas com Israelenses

[editar] A Ilha

Naufraga um navio. Salvam-se 3 pessoas, um americano, um francês e um israelense.

Chegam numa ilha povoada de canibais que os vai devorar, mas concede um último desejo a cada um.

O americano pede uma última refeição. O desejo lhe é concedido e em seguida ele é colocado no panelão de água fervida.

O francês pede para dormir com a mais bela da aldeia. Ele é atendido e colocado no panelão com o americano.

O israelense pede para o chefe da tribo lhe dar 3 ponta pés no traseiro. Oferecem lhe outras escolhas. De tanto insistir o chefe lhe dá os 3 pontapés.

Ele então puxa uma metralhadora, mata todos os canibais e salva o americano eo francês que dizem: "Se você tinha a arma porque esperou tanto tempo para nos salvar?"

- Não quis ser acusado de "usar força excessiva".

[editar] 11 de Setembro e Yasser Arafat

Yasser Arafat liga para George Bush e diz: "Olá Presidente Bush. Estou ligando para enviar minhas condolências. Todo o Povo Palestino compartilha da dor dos americanos... Esta é uma terrível tragédia que aconteceu, e simpatizamos com sua dor. Palavras não podem descrever o horror deste ato."

Bush: "Desculpe, mas do que você está falando????"

Arafat: "Caramba! Esqueci do fuso horário de sete horas!"

[editar] O Bilhete de Loteria

Um judeu israelense era o zelador da sinagoga durante 30 anos. Todo sábado, após as rezas, ao fechar as portas ele pedia a D'us:

- Meu D'us me faça ganhar na loteria. Há 30 anos sou zelador, meu pai o foi antes de mim, dê uma chance melhor para meu filho.

Um dia ao fechar a porta ele ouve uma voz.

- Moishe! Moishe!

- Quem me chama? quem me chama?

- Sou EU. Voce me pediu para te ajudar e vou te ajudar.

- Obrigado, meu D'us, você vai me fazer ganhar a loteria.

- SIM MAS VOCÊ TEM QUE COMPRAR UM BILHETE!!!!!!

[editar] O casamento das noviças

Quatro jovens noviças se preparam para fazerem seus votos. Vestidas de branco, entram na capela onde a Madre Superiora espera para fazer a cerimônia de casamento delas com Deus.

A cerimônia estava começando quando 4 judeu Chassídicos de barba e kipá entram e sentam na primeira fileira.

A Madre Superiora diz: "Estou muito honrada com sua presença mas me permitam perguntar por que vocês vieram?"

Responde um deles: "Fomos convidados pelo noivo".

[editar] Sogra em Jerusalém

Um sujeito leva a esposa e a sogra para conhecerem Jerusalém. Chegando lá, a velha não agüenta a emoção de conhecer a Terra Santa, tem um ataque cardíaco e morre.

Depois de tomar as providências necessárias, o casal descobre que o translado do corpo de volta para o Brasil custará 10.000 dólares.

- Meu bem - diz a esposa - se você quiser, nós podemos enterrar a mamãe aqui mesmo. Eu não me importo. - Não! - diz o marido - aqui em Jerusalém, eu não a enterro de jeito nenhum! - Por que, meu amor? - Teve um sujeito que foi enterrado aqui, e depois de 3 dias ressuscitou...

[editar] O páreo

Dois Sefaradim conversando num final de tarde:

- Nasci num 5 de maio, às 5 da manha. No dia dos meus 55 anos comprei um bilhete 5.555 na loteria e ganhei 5 milhões. Fui às corridas e joguei tudo no cavalo de número 5 do 5o páreo!

- Genial! E quanto você ganhou? - Nada, o cavalo chegou em quinto.

[editar] O aritocrata

Um aristocrata iraniano, feroz anti-semita, lhe perguntou com sarcasmo: "Judeu, quais são seus negócios?"

Mendelsohn lhe respondeu: "Negócio com algo que o senhor não tem e que lhe faz muita falta: inteligência."

[editar] Chutzpá

O que é chutzpá?

Um garoto que mata seus pais e pede clemência para o juiz porque agora ele orfão.

[editar] Nuremberg

Estavam viajando em um trem um judeu e um filipino. O filipino cochilou e o judeu se levantou da cadeira e começou a esmurrar o pobre do filipino. Acordando assustado o filipino perguntou:

- Mas por que você está me batendo? - Isso é pelo ataque ao Pearl Harbor - respondeu o judeu. - Mas quem atacou o Pearl Harbor foram os japoneses! - explicou o filipino. - Pra mim filipino, japonês, chinês, coreano é tudo a mesma coisa! - encerrou o judeu e foi sentar-se novamente.

O filipino ficou esperando o judeu dormir, e quando este cochilou, o filipino levantou-se e começou a esmurrá-lo. Ele acordou espantado e perguntou:

- Mas por que você está me batendo? - Isso é pelo afundamento do Titanic - respondeu o filipino. - Mas quem afundou o Titanic foi um Iceberg!

O filipino retrucou:

- Para mim Iceberg, Rosemberg, Nuremberg é tudo a mesma coisa.

[editar] Boas Notícias

Num banco de praça de Nova York, um velho judeu lê o jornal Nation of Islam, publicaçao anti-semita editada por Louis Farrakahn. Outro judeu se aproxima e lhe diz indignado: "Por que você está lendo esta porcaria em vez de ler o Jewish Journal?"

O primeiro responde: "O Jewish Journal só publica reportagens sobre anti-semitismo, terrorismo em Israel, problemas e mais problemas do povo judeu no mundo inteiro. Este jornal aqui, nao. Diz que os judeus estao abarrotados de dinheiro, que os judeus controlam os bancos, que controlam a mídia, que controlam Hollywood. Melhor ler boas notícias".

[editar] Mossad, MI6, CIA e Osama Bin Laden

Numa reunião secreta encontrava-se o Diretor da CIA, o Diretor de Operações do Mossad e o Diretor de Operações do MI6 birtânico. Depois de muita discussão, finalmente, alguns pensamentos criativos sobre a Guerra Contra o Terror e Osama Bin Laden:

CIA: Matá-lo? MI6: Somente criará um martir. Devemos prendê-lo. CIA: Isso só inspirará seus camaradas a fazer novos reféns para conquistar sua liberdade.

Depois de um silêncio prolongado, os dois diretores e os seus acessores viram-se para o lado dos representantes do Mossad.

- O que sugerem?

Mossad: A sugestão é seguir uma terceira opção: Que a CIA, FBI, ou quem quer que seja capturem-no, levem-no para um hospital, e façam uma cirurgia de mudança de sexo e, depois, devolvam-no ao regime Talibã.

[editar] Sobre Medida!

O freguês entrou na alfaiataria do Shloime:

- Quanto é o feitio do terno? - Dois mil dólares - respondeu o alfaiate. - Dois mil???? - falou o indignado freguês. - Mas isto é um roubo. - Mas eu levei sete dias para fazer o seu terno, moço. - Ora velho, em sete dias, D'us fez o mundo. - É, mas não sob medida!

[editar] Shabat e Aviões

P: É permitido andar de avião no Shabat?

R: Sim, desde que você se mantenha com o cinto apertado. Neste caso, é considerado que você não está andando de avião, mas sim vestindo um.

[editar] Loja de fio em Jerusalém

O dono árabe de uma grande rede de lojas de varejo gostava de tripudiar de um fornecedor judeu de fios de quem ele nunca comprava nada. Um dia para gozar do judeu ele fala:

"Nunca comprei nada de você porque você é judeu, mas hoje decidi fazer uma boa ação. Quero comprar fio de você. Me mande fio do comprimento que vai da ponta do teu nariz à ponta do teu penis"

No dia seguinte encosta uma fila de caminhões na porta do varejista e descarregam rolos de fio em quantidade astrônomica. Assustado ele liga para o judeu: "não te falei do fio do tamanho da distância do teu nariz ao teu penis? O que você está fazendo?

A resposta veio rápida: "Nasci na Polônia e a ponta do meu pênis ficou lá"


Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas