Itapaci

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Itapaci é o nome daquele lugar que fede naquele caminho de terra no meio do mato que liga as fazendas de Ceres e Pilar de Goiás. É uma das cidades menos importantes da Liga dos Municípios Medíocres do Centro de Goiás.

História[editar]

Avenida Floresta. Local onde o povo vai praticar atropelamento, esporte local.

Segundo precisos e respeitáveis dados arqueológicos do Indiana Jones, pinturas rupestres encontradas na Serra da Figura em Itapaci levam a crer que já existia vida sem inteligência por aquelas bandas antes da chegada dos portugueses.

Mas foi em 1924 que abriram uma quitanda por ali para vender a mais pura cocaína boliviana. O codinome adotado pelos traficantes para aquele buraco foi Água Fria, devido ao fato dos riachos locais serem capazes de encolher o pau de qualquer um de tão frios.

Em 1935 uns caras lá erguem um cruzeiro e fundam o vilarejo hotel-fazenda de Floresta, que recebeu esse nome por motivos óbvios, floresta é o que mais se vê nessa terra selvagem. Até hoje a população de Itapaci tem que se preocupar com ataques de onças, lobos-guarás e anacondas.

Finalmente em 1939 cria-se o município de Itapaeci depois que os Caçadores de Mitos comprovam a existência do vilarejo. O nome Itapaci no antigo dialeto bengalelê-guarani significa "Pedra Fudida".

Um importante conflito aconteceu em um dos bairros mais famosos de Itapaci que se chama Vila Santana. O ex-prefeito Adedi Catra fundou a Vila Santana, em 1980, com o intuito de reunir todos seus filhos desabrigados, ao redor do mundo, em um bairro só. Com o desenvolvimento da economia itapacina, a Vila Santana cresceu e saiu da era primata e seus moradores começaram a trocar os porretes por facas, tendo maior êxito nos assaltos a mão armada.

Revoltados com o descaso por parte governo da cidade, que fechou dois botecos que abasteciam a região, os moradores da Vila Santana declararam independência de Itapaci, no ano de 1995, e instituíram pedágio obrigatório para moradores itapacinos que desejassem entrar no novo Município da Vila Santana. A decisão obrigou as autoridades itapacinas a tomarem providências. A prefeitura liberou verba para a região, construindo novos puteiros, e também, legalizou o tráfico de drogas no bairro. Com as novas medidas, os líderes do Município da Vila Santana aceitaram reintegrar o Município de Itapaci. Hoje a Vila Santana é considerada patrimônio mundial, pela UNESCO e bairro de Itapaci.

Economia[editar]

A cidade se destaca na produção de tomate, melancia, cana-de-açúcar e qualquer outro vegetal típico de regiões pobres e subdesenvolvidas.

É considerada segundo confiáveis dados do IBGE, a maior cidade exportadora de porteiros, camelôs e pedreiros para Goianésia, sem falar nas putas que o povo de Goianésia usa uma só vez e descarta pra outras cidades da região.

População[editar]

Assim como no resto do Brasil, em Itapaci existe bastante diversidade racial. Segundo levantamento feito pela Nasa, Itapaci é dividido da seguinte forma:

  • 30% - Nordestinos
  • 30% - Filhos do ex-prefeito Adedi Catra Santana
  • 20% - Descendentes da tribo Akidauânus
  • 20% - Pilarenses

Lazer[editar]

Itapaci se destaca no campo da diversão e é considerada por seus cidadãos como a cidade mais divertida da Vila Santana e o lazer dos Pedra-bonitenses e dos visitantes é garantida por atrações tais como:

  • Forró do Zezinho - Ambiente familiar, um lugar limpo e arejado considerado por seu avô como um estabelecimento de paquera garantida. Toda sexta-feira é realizado o torneio de briga de faca, o vencedor é premiado com o melhor espeto de gato angorá e um maço de cigarros Euro.
  • Choperia Brazil - Também conhecido como Bar 88, é o templo da sinuca Pedra-Bonitense, deste primoroso Bar vieram os mestres da sinuca da região ele é equipado com quatro mesas de excelente qualidades que são planas como a estrada para o Guarínos e te proporcionam tacadas precisas. Os bêbados escornados na sarjeta acrescentam um ar revigorante ao jogador, que também pode desfrutar de um belo pastelzinho de vento frito na banha de porco, que lhe dá aquela gostosa sensação de ter bebido solução de bateria. Recentes melhorias incluem um novo banheiro tão limpo como a ficha do prefeito e aconchegante como dirigir na rua Mato Grosso.
  • Posto Aranha - Atração da noite Pedra-Bonitense, atrai uma galera jovial e transada que curte pegação. É localizado em um local estratégico, entre a cidade e o Motel Kalanchuê, que em Tupi-Guaraní significa Pênis torto. Sua estrutura aberta proporciona o cliente uma ventilação natural que é muito bem vinda no verão Itapacino já que a temperatura das Damas locais chegam facilmente ao ponto de combustão e o cheiro de bacalhau e chifre queimado podem se alastrar pelo recinto. O Bar ainda conta com um sistema de banheiro maratona em que o cliente percorre 40 metros para dar aquela mijada, ou em outros casos chapiscar o azulejo com os petiscos oferecidos no cardápio. O som é garantido pelas bandas locais, como a famosa dupla Itapacina " Pica fumo & Rasga Palha" ou o novo estouro de Goianésia " Tadeu & Tadano", aos sábados é garantido o som pelos playboys da cidade patrocinados pela Abelwolks e Abelbeatles, sucesso garantido para a diversão das fêmeas dos Machos e dos intermediários.
  • La Viola - Um dos mais importantes pontos de diversão da noite itapacina é a famosa Danceteria La Viola. Construído por engenheiros da Universidade de Harvard, a parede do estabelecimento resiste bem a mijadas e defecadas. Tal fato facilita a vida dos clientes, que não precisam se deslocarem aos banheiros para realizar suas necessidades fisiológicas, podendo mijar no próprio bar, fazendo com que o aroma do local seja diferenciado. Segundo pesquisas realizadas pela ONU, o La Viola é o melhor bar de praça do Brasil. E é onde a juventude local se encontra para diversão saudável aos finais de semana. Entre as atividades de entretenimento estão fumar crack; orgias sem o uso de preservativos; sexo com travestis e apostas em brigas de galo.
  • AABB - Itapaci possui uma AABB que conta com um campo de futebol tão esburacado quanto as ruas da cidade; uma sauna LGBT; uma quadra de peteca de areia; um bar que toca o melhor do sertanejo universitário; uma super academia com capacidade pra 5 pessoas e uma piscina semiolímpica, recheada de DST’s. É desse belo clube que nascem os talentos futebolísticos locais, chamados de "Os meninos do buracão". O jogador itapacino de maior sucesso chegou a disputar a terceira divisão do campeonato alagoano de futebol, defendendo o tradicional Coruripense FC.
  • Feira Coberta - Ponto de encontro dos bêbados, dos viciados em dominó e dos raizeiros de Itapaci. Nela pode-se encontrar o Famoso Pastel X-Morte, uma iguaria itapacina muito apreciada por nativos mas provavelmente letal a estrangeiros que nos visitam especialmente playboys requintados de Rubiataba. Após uma breve espera de 3 horas e meia, você pode desfrutar seu X-Morte com suco de graviola enquanto aprecia o sol nascendo e os bêbados acordando.
  • Lago Azul - Mais famoso cartão postal do Vale do São Patrício, o Lago azul "de coloração verde-musgo" surgiu de uma disputa entre a tradicional família Holanda e os índios Akidauânus que detinham o direito de posse das terras hoje conhecidas como Setor Aeroporto. O antigo Imperador da cidade Adedi I resolveu a questão, construindo o lago entre os disputantes e demarcando a fronteira.
Exposição Agropecuária

Considerada a festa mais aguardada do ano pela população de Itapaci e região. Tudo começou quando o Ilustríssimo Ex-prefeito Adedi Catra Santana decidiu fazer uma reunião de família, e foi decidido pela prefeitura a doação do espaço ao evento já que o estádio da cidade era demasiadamente pequeno para comportar tantos filhos, a reunião familiar foi um sucesso e aos poucos se transformou na festa que conhecemos hoje. Normalmente a entrada é francamente gratuita e só é cobrado que se vote no prefeito na próxima eleição.

O antes tradicional torneio de briga de faca foi trocado pelo torneio de briga de corno, já que as facas foram banidas do evento e os cornos são abundantes na festividade.

A festa é bem servida em qualidade de bebidas e comidas. A bebida mais famosa da festa é o Gozomeu, mas também podem ser encontradas batidas de Balalaika com laxante e doril. A parte da comida é bem representada pelos espetinhos de felinos e caninos, mas também os famosos pastéis de vento são oferecidos pelos famosos X-morte da região.

O folião não precisa se preocupar com seu veículo pois temos um eficiente sistema de garagens que operam valores simbólicos:

  • Bicicleta:10 cruzeiros
  • Cavalo: 15
  • Yamaha: 20
  • Moto de verdade:45
  • Uno:50
  • Carro de verdade:60 reais + um beijo no flanelinha.

Uma festa de reconhecimento internacional como esta tem presença garantida dos grandes nomes da musica, tais como:

  • Aviões do forró
  • Teodoro e Sampáio
  • Belzebu & Satanás
  • Padre Periquito
  • E a sempre presente, prata da casa: Cana Caiana.

Turismo[editar]

Quem cai na cilada de visitar Itapaci tem muitas opções de lazer:

  • Fazer nada.
  • Ver a grama crescer.
  • Ir no Lago Azul.
  • Ir no Lago Azul fazer nada.
  • Ir no Lago Azul ver a grama crescer.
  • Ir na Fonte Luminosa.
  • Ir na Fonte Luminosa fazer nada.
  • Ir na Fonte Luminosa ver drogados .
  • Masturbar-se.