Itapecerica

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome-searchtool blue.png Itapecerica é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Pra pegar sinal de TV aqui, só com antena parabólica.

Sciences de la terre.svg.png
Carroca1.jpg Enxada-2.pngEsti artigu é caipira, sô!!Enxada-1.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

Município de Itapecerica
"Berço da Cultura do Oeste Mineiro"
Bandeira Carmopolis.jpg Brasão itapecerica.jpg
Aniversário 4 de outubro
Fundação 31 de setembro de 1492
Gentílico itapecericano
Lema A Deo rex, a rege lex
Prefeito(a) Dr. Lindolfo
Localização
Localização de Itapecerica
Estado Minas Gerais
Mesorregião Mesorregião do Cu do Mundo
Microrregião Microrregião da Preguinha do Cu do Mundo
Região metropolitana Lamounier
Municípios limítrofes Cláudio, Formiga, Divinópolis, Camacho,Cafêmea, Cabicha e Calésbica
Distância até a capital 1000 km
Características geográficas
Área 1042 km²
População 145.567(censo 2010) hab. Contagem da População 2010 - IBGE
Idioma Não disponível
Densidade 104 hab./km²
Altitude 3.553 metros
Clima quente, morno, frio e gelado
Fuso horário UTC -39
Indicadores
IDH 1,000 PNUD/2000
PIB R$ 45. 235.456,00 IBGE/2008
PIB per capita R$ 4.350,00 IBGE/2003

Cquote1.png Você quis dizer: Itapecerica da Serra Cquote2.png
Google sobre Itapecerica
Cquote1.png Vai pra lá, vai pra lá! Cquote2.png
Silvio Santos sobre Itapecerica.
Cquote1.png Lá não tem Mc' Donalds, kkkkk! Cquote2.png
Patricinha na internet sobre Itapecerica.
Cquote1.png Como se fosse engraçado Cquote2.png
Subway sobre citação acima.
Cquote1.png Teria sido melhor ir ver o filme do Pelé! Cquote2.png
Chaves sobre Itapecerica.
Cquote1.png Treinei o mito 7, nativo da cidade Cquote2.png
Guardião Universal sobre Itapecerica.


História de importantes famílias de Itapecerica[editar]

Patrocinador melhor.jpg

Araújo[editar]

Viviane Araujo

O sobrenome Araújo é derivado do castelo de Araújo, situado na Galícia, Espanha, próximo ao rio Minho. Quem primeiro em Portugal usou o sobrenome foi Pedro Paes de Araújo, alferes-mor do reino de Leão, que foi para Lisboa para assumir o mesmo cargo no reino de Portugal. Era casado em segunda núpcias com Tareja, filha do bispo de Salamanca, possuidora de grande fortuna e teve longa descendência. Um dos seus filhos chamado Tomé, nascido em Portugal, decidiu participar e financiar uma nau em uma expedição exploradora que se dirigia ao Brasil, visando o lucro com a coleta de pau brasil. A caravela que ele comandava soçobrou nas costas do Espírito Santo e ele teve que ficar na terra. Fez amizade com os índios, comprou um bonito apartamento em Guarapari na praia da Areia Preta. Jogando bola na praia encontrou alguns mineiros de Itapecerica que estavam ali passando férias. Conversando com eles foi convencido a vir para a cidade e abrir uma sorveteria. Duas celebridades que usam o sobrenome são a 'modelo' Viviane Araújo e a atriz Taís Araújo.

Ferreira[editar]

Ana Ferreira

De origem castelhana, seu solar ficava na vila de Ferreira, no reino de Castela, hoje chamada Herrera de Rubisverga. A pessoa mais antiga com este sobrenome foi D. Álvaro Rodrigues Ferreira, conde de Leão, que morreu em 1170. Seu neto D. Fernando Álvares Ferreira, viveu em Portugal no Paço de Ferreira, situado no concelho de Aguiar de Sousa, serviu ao rei D.Sancho I e dele recebeu como recompensa terras no referido concelho. Do seu casamento com D. Mariana nasceram três filhos, dos quais provem os Ferreira de Portugal. Os Ferreira vieram para o Brasil durante o governo-geral de Mem de Sá, desembarcando em Salvador, na Bahia, junto com um grupo de estudantes portugueses que participavam de um programa de intercâmbio do Rotary Clube. Alguns dos Ferreira mais letrados assumiram cargos públicos na própria cidade e outros partiram para o sertão em busca de pedras preciosas. Encontraram as pedras em Teófilo Otoni, que na época chamava Filadélfia, nome mais tarde copiado por uma cidade dos Estados Unidos. Fizeram fortuna e espalharam a sua descendência pelo interior de Minas, vindo a atingir esta merda da cidade de Itapecerica. Algumas celebridades que têm o sobrenome são, o escritor Ferreira Gullar, o ator Procópio Ferreira e sua filha atriz Bibi Ferreria, a atriz Ana Ferreira e a 'modelo' Mila Ferreira.

Lamounier[editar]

Brasão dos Lamounier

Lamounier é uma grafia errada do sobrenome francês Lemonnier. Na França um dos grandes nomes da família foi Pierre-Charles Lemonnier, astrônomo do século XVIII. Os Lamounier/Lemonnier vieram da Normandia, na França, no início do século XIX para o Brasil. Eram dois irmãos e uma irmã com boa situação financeira, que aportaram no Rio de Janeiro acompanhando alguns missionários franceses católicos, financiados pela ONG da família. Decidiram ficar na Brasil e radicar em Itapecerica comprando uma fazenda de mais de 8 mil hectares, que abrangia desde a igreja de São Francisco até onde é hoje o distrito de Lamounier. Um membro muito conhecido da família é o sociólogo Bolivar Lamounier, que nasceu em Dores do Indaiá.

Esse nome e dado a maioria das pessoas q moram na cidadezinha de lamounier a 9km de itapecerica

Melo[editar]

Sheila Mello


O sobrenome Melo é uma corruptela do nome de uma ave, o melro, prejudicado pelo carregado sotaque de Trás-os-Montes. Descende esta família da linhagem do senhor de Riba de Vizela, D. Soeiro de Mello que em princípios do século XII vivia na sua quinta de Aguiar, perto da cidade do Porto. Era um homem muito rico, alferes-mor do rei D. Afonso II. Por interesse na herança, casou-se com D. Urraca Viegas. Dona Urraca desentendeu-se com o marido, depois de saber que ele era amante de uma espanhola dona de puteiro. Muito decidida, fugiu com os filhos para o Rio de Janeiro. No começo deram-se muito bem com o armazem de secos e molhados que montaram na Glória, perto do outeiro. Depois de alguns desacertos entre os familiares, pela imposição da matriarca que exigia que cada um deles colocasse o nome de Urraca numa filha, alguns decidiram mudar para Minas Gerais. Os mais conhecidos da família são o padre-cantor de Formiga Fábio de Melo, os atores Saulo Melo e Selton Mello, a ex-dançarina do Tchan Sheila Mello (dobrou o 'l') e para não fugir a regra a 'modelo' Fátima Moreira de Melo.


Mendes[editar]

Eva Mendes

O sobrenome Mendes proveio também da Galícia, sendo um patronímico de Mendo, do arcaico Menendo (latim Menendus), antigo e comum prenome usado na peninsula Ibérica. Chegaram em Portugal quando o condado ficou independente de Castela, aproveitando os benesses dados as pessoas com bens que quisessem emigrar. João da Costa Mendes foi o patriarca da família em Portugal, não teve filhos e adotou um enjeitado chamado Sancho. Foi Manuel, um filho de Sancho que veio para o Brasil em torno de 1700, desembarcando no Rio de Janeiro. Casou na cidade, teve 10 filhos que dispersaram pelo interior da província fundando a cidade de Mendes, lugar onde receberam sesmarias, passando a criar gado. Vieram para Itapecerica quando tentaram levar gado para as minas de Goiás, estabelecendo fazendas que serviam de 'pontos de apoio' para este comércio. As celebridades da família são/foram o líder dos seringueiros Chico Mendes, a músico radicado nos Estados Unidos Sérgio Mendes, a atriz e ativista política Bete Mendes e a 'modelo' Eva Mendes. A construtora Mendes Júnior pertence a família.

Mendonça[editar]

Maria Luisa Mendonça

O sobrenome Mendonça é de origem espanhola ('Mendoza'), sendo originário de uma família da região de Biscaia. Iñigo Lopez, nobre da corte do rei Sancho IV de Castela, foi quem acrescentou o sobrenome da localidade de Mendoza nos Países Bascos, local onde tinha nascido, tornando-se Iñigo Lopez Mendoza. Emigrou com a família para Portugal em 1489. Seus filhos adotaram nomes portugueses. Inácio o mais novo, veio para o Brasil em em meados do século XVII, como milhares de outros portugueses, para prospectar ouro em Minas Gerais. Com a exaustão das minas das Gerais decidiram ir para Goiás. Já era casado e um dos seus filhos ficou enfermo, tendo que ficar em Itapecerica (Tamanduá). Receberam sesmaria e com a reserva de ouro que tinha acumulado adquiriu outras terras e radicaram por aqui. Celebridades que usam o sobrenome são os atores Mauro Mendonça e Thiago Mendonça, a atriz Maria Luisa Mendonça e a cantora gospel Léa Mendonça. A cidade de Mendonça, próxima a São José do Rio Preto, foi fundada por membros da família que foram colonizar aquela área na década de 1920.


Mesquita[editar]

Otávio Mesquita

O sobrenome é derivado do nome do templo islamita e surgiu em Portugal na época da dominação moura. Foi uma alcunha que deram para um certo Francisco que cuidava da limpeza do templo de Lisboa e ficou conhecido como Francisco da Mesquita. Eram de origem humilde e todos da famílias serviçais dos dominadores. Com a expulsão dos Mouros a família que tinha crescido, passou a viver nas cidades de Lisboa, Braga, Porto e Coimbra, trabalhando como empregados domésticos para os mais abonados. Na época das Grandes Navegações do século XVI, embarcavam nas caravelas como grumetes. Por indisciplina (não cederam ao assédio dos marinheiros) alguns foram deixados nos portos onde paravam para abastecer de água, o que aconteceu com Henrique Mesquita e seus dois irmãos que foram abandonados em São Vicente. Subiram a serra e em São Paulo ficavam comendo as mulheres dos bandeirantes enquanto eles ficavam meses e meses viajando. Faziam a felicidades das mal amadas paulistas que cobriram-lhes de presentes (ouro e até cartas de sesmarias). Fernão Mesquita, o mais novo dos três, conseguiu ouro da viúva do irmão de Borba Gato e uma carta de sesmaria em Itapecerica, para onde mudou com a família e se radicou. Celebridades da família são o apresentador de TV Otávio Mesquita, o saxofonista Caio Mesquita e a 'modelo' Renata Mesquita. As cidades de Mesquita, na Baixada Fluminense e Mesquita no nordeste de Minas Gerais foram fundadas por membros da prolifera família.


Moreira[editar]

Cid Moreira

Moreira é uma apócope de amoreira, a árvore que produz amoras. O solar da família Moreira ficava em Santa Maria de Moreira, no julgado de Celorico de Basto, no distrito de Braga, em Portugal. Existem no Brasil cerca de duas centenas de famílias que usam o sobrenome sem nenhum parentesco entre elas. Supõe-se que os Moreira de Itapecerica descendem da linhagem de Jorge Moreira, que veio para a região em meados do século XVIII. Usam o sobrenome o jornalista Cid Moreira, o cantor Moreira da Silva (falecido), o compositor Adelino Moreira e a 'modelo' Juliana Moreira.


Nascimento[editar]

Milton Nascimento

Nascimento é um sobrenome português de origem cristã e refere-se ao dia do nascimento de Jesus Cristo. No século XV na 'roda dos expostos' do convento de São Francisco em Tavira,no Algarves, foi abandonado um recem nascido com o nome de Afonso na roupa. Como era véspera de Natal o superior do convento batizou-o como Afonso do Nascimento de Jesus. Foi adotado por uma família de Lisboa e com o tempo ficou apenas Afonso do Nascimento. Descendentes seus vieram para o Brasil em data indeterminada. No Brasil, quando o dono dos escravos libertos não aceitava ceder o seu sobrenome para os escravos, na carta de alforria era colocado o sobrenome 'do Nascimento', 'de Jesus', ou 'dos Santos'. Portanto existem duas linhagens de Nascimento bem distintas: a de origem européia e a afro-brasileira. Os principais representantes da vertente européia são o jornalista Carlos Nascimento, o músico Paulo Nascimento e a 'modelo' Débora Nascimento. Da vertente afro descendente temos Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, e o cantor Milton Nascimento.

Pereira[editar]

Ricardo Pereira

É uma família de ricos financistas portugueses de origem judaica. Com a Inquisição, foram obrigados a converter ao Cristianismo e como cristãos-novos, repudiaram o sobrenome judeu e adotaram o nome da árvore que dá peras, como fizeram outros seus amigos judeus que adotaram também nomes de árvores, de animais e de acidentes geográficos. Vieram para o Brasil durante o período de estabelecimento das Capitanias Hereditárias. O donatário da capitania de Pernambuco Duarte Coelho Pereira foi quem trouxe diversos membros da família, os que precisavam de uma ajudinha. Os de Itapecerica são oriundos de Juiz de Fora. Celebridades que se destacam na família são o economista e ex-ministro Bresser Pereira, o nadador Thiago Pereira, o ator Ricardo Pereira (português, que atua no Brasil) e a 'modelo' Rita Pereira.


Rabelo[editar]

Gabriela Rabelo

O nome 'rabelo', provem do latim 'rapanellu', que significa 'rabanete'. Também é o nome do barco a vela usando no rio Douro para transportar vinho do Porto, até o ponto de embarque. O sobrenome Rabelo surgiu no século XVI na cidade do Porto, sendo inicialmente a alcunha de Jeronimo Rodrigues, que possuia uma destas embarcações e era conhecido com Jeronimo Rodrigues do Rabelo, para diferenciar de outro homônimo seu parente. Virou sobrenome. Os primeiros Rabelo vieram para o Brasil em meados do século XVIII. Alguns foram para Pernambuco onde estabeleceram engenhos de açucar e outros para Minas Gerais, incluindo um padre. A linhagem a que pertence os Rabelo de Itapecerica procede do padre Bartolomeu Rabelo que radicou-se na cidade em 1780 e teve muitos filhos. Os donos do Banco Rural de Belo Horizonte são parentes dos Rabelo de Itapecerica. Celebridades com o sobrenome são o ator e humorista Sérgio Rabelo, o poeta Laurindo Rabelo e a 'modelo' Gabriela Rabelo.


Resende[editar]

Marcelo Rezende

Não importa se com 's' ou com 'z'. A distinção é frescura. O uso do sobrenome Resende surgiu por volta do ano de 1030, quando D.Rosendo Hermigiz, bisneto do do rei de Leão, D.Ramiro II, se estabeleceu em Beira Alta nas terras que recebeu do rei D.Fernando I, por tê-las conquistado dos Mouros. Fundou a quinta do Paço, que deu lugar ao povoado. O primeiro a utilizar a forma Resende, foi D.Martim Afonso de Resende tomando-o do nome do lugar de que era senhor. Em 1716, João de Resende Costa, que residia na ilha de Santa Maria, nos Açores, ficou sabendo pelo seu primo Miguel, que Portugal estava tentando conseguir voluntários para colonizar o Brasil, pois estava sentindo-se ameaçado pela Espanha. Uma embarcação fretada pela Coroa, partiu rumo ao Brasil juntando desempregados, putas, viciados em crack e vagabundos em todas as ilhas do arquipélago, entre estes estavam João, seu primo Miguel e Diogo Garcia. Depois de 2 meses de viagem chegaram ao porto do Rio de Janeiro, os três decidiram que iriam para os sertões de Cataguases, onde receberam terras e um prêmio de 10 mil contos de réis para comprar três motocicletas. Se deram bem e daí foram se dispersando pelo interior de Minas, alguns para Oliveira e Itapecerica. João de Resende Costa fundou a bosta da cidade de Resende Costa, que consegue ser pior do que a nossa. (Será?). Diversas celebridades têm o sobrenome dentre os quais se destacam o jornalista Marcelo Rezende, a atriz Liliane Rezende, a cantora Cláudia Rezende e as 'modelos' Aline e Larissa Rezende.


Ribeiro[editar]

Maria Ribeiro

Os Ribeiro é uma família portuguesa de origem nobre. Depois da expulsão dos Mouros da Espanha, Afonso Henriques assumiu o poder do ccondado (que antes devia obediência ao reino de Leão e Castela) e continuou lutando contra os Mouros que ainda permaneciam no seu território. Em 1139, finalmente derrotou- os na batalha de Ourique e declarou o condado independente do reino de Leão e Castela. Adotou o título de Afonso I. D. Egas Raposo Ribero, foi um dos senhores feudais da Galícia que se destacou nestes embates, dando total apoio ao rei Afonso e radicando-se em Portugal recebeu como recompensa o título de conde de Ribeiro. Alguns da família vieram para o Brasil durante o Ciclo do Ouro e radicaram-se em Minas Gerais no ramo de contrabandear ouro e fornecer putas para a região do garimpo. Membros ilustres da família no Brasil foram/são Bento Ribeiro, um dos líderes da Revolução Farroupilha e o seu homônimo que é ator, Darcy Ribeiro, os escritores Júlio Ribeiro e João Ubaldo Ribeiro, as atrizes Isadora Ribeiro e Maria Ribeiro e as 'modelos' Caroline e Sofia Ribeiro.


Silva[editar]

Luís Inácio Lula da Silva


Sua origem é discutível. Alguns sustentam que é espanhola e deriva-se de D. Payo Gutierrez, que tinha o seu solar, às margens dp rio Minho, próximo da torre de Sylva. Foi para Portugal como 'adelantado', nomeado pelo rei Afonso Henriques. Cerca de 40% da população do Brasil tem este sobrenome, inclusive o nosso ex-presidente Lula. Esta fartura de Silva no Brasil foi causada por alguns imigrantes portugueses quando não tinham Passaporte, Carteira de Identidade e CPF para se cadastrarem e fazer parte das expedições que destinavam ao Brasil, recebendo uma bolsa viagem de 4 mil contos de réis, adotaram o sobrenome Silva. Isto era sugerido pela moça que fazia o cadastro. Algumas celebridades que usam/usaram o sobrenome: Marina Silva, candidata a presidência da República, Maisa Silva, a garota prodígio do Sílvio Santos, o apresentador Fausto Silva, a atriz Carmen Silva, o cantor Bezerra da Silva e as 'modelos' Adele e Eugênia Silva.


Os ‘Sousa’[editar]

Daniele Souza, a 'Mulher Samambaia'

Existem Sousa e Souza, sendo a última uma versão arcaica da grafia. Deriva-se do latim Saxa (significando 'seixos', 'rochas'), que no século XI em Portugal foitransformado em Sausa. O primeiro a usar o sobrenome em Portugal foi D. Egas Gomes, nascido em 1035 e que acrescentou Sousa, do lugar onde tinha suas terras. Casou-se com Châmoa Gomes Gonçalves. Martim Afonso de Sousa, neto de D. Egas, foi quem trouxe o sobrenome para o Brasil em1530. Os Sousa desembarcaram em São Vicente, e foram mais tarde para a recem fundada vila de São Paulo. Alguns da família, menos afeitos ao trabalho, montaram uma rede de casas de prostituição em São Paulo na rua Aurora (Boca do Lixo) e conseguiram ficar muito ricos. Suas filhas queriam participar do negócio (trabalhando de graça) e para evitar estes transtornos venderam tudo para um judeu e resolveram vir para Minas Gerais. Os Sousa/Souza de Itapecerica são descendentes desta linhagem de São Paulo. A modelo Fernanda Souza e Daniele Souza, a famosa 'Mulher Samambaia' do programa 'Pãnico na TV', são algumas celebridades que usam o sobrenome.


Blusa.gif
1234.jpg


O que não falta em Itapecerica[editar]

  • povo do camacho
  • assasinato, policial andando a toa
  • morena gostosa e provocante
  • bispo
  • quarentona enxuta, peituda e fogosa
  • igreja bonita
  • beata e papa-hóstia
  • sorvete gostoso e bem feito
  • morro e rua estreita
  • boiola de Cláudio e Belzonte no Festival de Inverno
  • jogador de futebol que não sabe jogar
  • maconha, crack e cocaina
  • vagabundo
  • festa
  • cachaça da boa
  • pastel de qualidade
  • boyzinho tonto querendo brigar
  • filho da puta
  • puxa saco de politico
  • corno
  • loura falsa (na cor do cabelo e no comportamento)
  • lombada na estrada
  • homem barrigudo
  • homem careca
  • promessa falsa de politico
  • bobo pra acreditar nessas mentiras
  • candidato a deputado de Divinóplis
  • mal pagador
  • rua e praça com nome de padre
  • carne dura no churrasco
  • professora despreparada
  • preto que não gosta de namorar pretinha
  • pretinha que não gosta de namorar preto
  • dupla metida a cantar música sertaneja (e mal)
  • dono de boteco que não sabe atender clientes
  • feiosa que se acha bonita
  • baranga que se acha gostosa
  • puta gorda e bunduda
  • mentiroso e mentirosa
  • menina de 15 anos grávida
  • vigilante de banco que só sabe conversar fiado
  • Mulher de vigilante de banco que pensa que é rica
  • torcedor "gordo" que gosta de bater em mulher "bandeirinha" de futebol e fugir de covardia
  • youtuber adolescente

Mito[editar]

O maior mito de Itapecerica, alem dos camacheiros e viados de oliveira, é o cara chamado Fernando Lamounier. Ele trabalha na Papelaria Pirulitos que coincidentemente é do seu tio. Nessa papelaria ele trabalha 18h por dia ganhando R$120,00 por mês. Mesmo ganhando só isso, ele consegui sair perdendo 10reais por mês de coisas que ele pega escondido. Ele tem 18 anos desde a quinta serie do ensino fundamental. Mas ele é mito na cidade por ter três pernas e seu próprio português(vivendo em sua realidade)! O fato dele ter três pernas é porque ele é quebrado mesmo. Sim, ele já mandou uma pro hospital. Agora o fato de ter seu próprio português(vivendo em sua realidade) é que ele sozinho usou essas expressões no msn: "tiroteio de facada" "depois de aprendo" "mim mandar seu msn do irmão" "ele estava calambiano na rua" " ningem ficou qeto na dimanica" " noo o diego ribeiro meteu gol no brasileiro" Essas e outras frases desse jeito tornou o nosso querido Fernando Calango de 3pernas uma figura viva da cidade!!

Sobre[editar]

Igreja Matriz de Itapecerica

Itapecerica-MG é uma pequena Megalópole Rural do interior de Minas Gerais com cerca de 5 famílias, sendo a família do Simão e a família Lamounier as mais populosas, logo todos são primos. É uma roça cidade bem desenvolvida, de ultima geração, contendo vários bairros como: O bairro dos Zingás, Pé vermeio, Ranca Toco, Alto Alegre (que de alegre só tem o nome), salamera. Detalhe: existe um circular que não circula, na verdade ele oscila entre o início e o fim da mesma rua, uma espécie de barco Viking.Itapecerica também é conhecido por ser o "Berço cultural de Minas" á não ser pois dois fatos: Minas não sabe que Itapecerica existe, e Itapecerica não passa da privada de Minas! Itapecerica deriva do grecolatinoromântico e em hebraico significa "Pedra Escorregadia". (Ita - pedra, pecerica - escorregadia).

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ... fora de Belzonte, é a cidade onde nasceu mais bispos!
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ... Itapecerica tem mais pastores evangélicos analfabetos do que todo o estado de Minas Gerais. Outro dia fui ver uma meninas gostosinhas numa igreja evangélica perto da praça e o pastor disse: queridos irmão: abra a Bribia no livro de Salmo capitro 10 versico 1 a 8 e refrita sobre a palavra de Deus. Num permitra que sãotanais enxa sua vida...


Economia[editar]

  • A vila de Itapecerica vive de extrair grafite, matar frango, fazer pinga, sapato e fazer festa para bobo de fora ir. Os bobos do lugar fica muito feliz, pois é uma oportunidade de saber notícias da cidade.
  • Além da extração de grafite, a economia da cidade gira em torna da produção sorvetícia. Com sete sorveterias espalhadas pela cidade(é isso mesmo que você leu, sete sorveterias. Semana passada abriu a sétima!), este é o setor comercial que mais contribui com o PIB da cidade. Isto é uma coisa que ninguém consegue explicar pois, com os preços de sorvetes e picolés(baratos), não tem explicação de como o dono de lá ser rico. Segundo fontes confidenciais, suspeita-se que o dono tenha sido o ganhador do prêmio bilionário que saiu para a cidade na década de 80.
  • Além dos itens citados acima, a economia local também tem sido um ambiente negociável para mecânicos ou mexi-canos abrirem suas oficinas e lava-jatos. Dado a quantidade de dinheiro que isso movimenta, pode-se considerar uma parte da rica economia local.

Lazer[editar]

Vai tomar.jpg
Um bêbado no Festival de Inverno
  • Zoofilia com cabras.
  • Passear até Lamounier.
  • Comê pastel na Pastelaria perto da Rodoviária.
  • Sentá na praça e falá mal das muié dos outros.
  • Uma opção de lazer é não ir para Ita, mas se você foi...
  • Aproveite ao máximo sua estadia, pois quando você pretender voltar esta cidade ela pode não existir mais!
  • Uma opção quente para lazear em Itapecerica é ir tomar um sorvete. Perto da Rodoviária(eh, lá tem até rodoviária), no vulgo asfalto de baixo, se ainda não tiver acabado, tem a sorveteria Dupalito(o dono se chama du e e um palito)! Com óóótimos sorvetes (3 bolas por um real) e deliciosos picolés(36 centavos).
  • Uma opção fria de lazer que a cidade promove todo ano e que chega a reunir milhões de foliões é o "Festival de Inverno". Todo ano, no inverno é obvio, a cidade fica cheio de estrangeiros que se dirigem para essa porcaria de cidade para presenciar a 139771ª melhor atração cultural da região centro - oeste do estado! Shows pra lá de animados, mulheres bonitas(as que vão de fora), brigas e jovens cheirando loló são características marcantes dessa grande festa!
  • Ótima opção são os bailes do DOM ZÉ, que sempre toca as mesmas músicas, vão as mesmas pessoas e bombam apenas em férias e feriados, quando os familiares de fora visitam os parentes itapecericanos.
  • Beber uma cerva no recem inaugurado Cocks bola bar o bar do cocô
  • Marcar uma hora com o cita para rir dele
  • pagar uma pinga pro malke e esperar pra v ele aprontar
  • brigar com a turminha do zingá
  • ir po carlinho jogar video game
  • apostar pega com a policia
  • ir jogar bola na praça de esportes
  • passar trotes

Futebol[editar]

São Bento Esporte Clube:o São Bento é representado pelos moradores da "Vila" e outras ruas vizinhas, que acham que sabem jogar futebol quando não estão roubando galinha e todos os decendentes vivos da Srª Dica (moradora local e torcedora fanática, P#[email protected]!), incluindo o avô, o pai, os sobrinhos, os filhos, o cunhado e todos os netos e bisnetos com mais de 2 anos de idade,principalmente o nazare q so por ter as pernas tortas pensa q e o garrincha.

União Esporte Clube:o União ou simplismente o Vice Para Sempre é o segundo time da cidade e o mais gay.Em suas maiores conquistas estão o tri-campeonato do cascudinho e o Vice-campeonato 8x consecutivas. Composto por moradores do Ranca Toco, seus torcedores são todos parentes da família Lolota(todos afeminados ou emo), se inspiram em torcedores bambis do São Paulo F.C. e atiram pó de arroz e purpira no campo, choram quando o time perde e dão showzinho quando o juis rouba.Os jogadores de lá são conhecidos como péssimos nadadores pois sempre morrem na praia!

AAB - Associação Atlética Boaviagense:a Boa Viage, é simplesmente um bairro muito, muito afastado da cidade e também é conhecido por ser uma antiga civilização cheia de misterio, conhecidos como Grotescos, que deriva de Grota.E time (uma pelada que rola toda quinta) ainda não existe. Seus torcedores também não existem.

Lamounier: Lamounier mais chamada de "BARRA" é um lugar formado por indios (que vivem andando de s10 , jogando play 3, televisao de 49 LCD), as meninas (horrorosas) de la são metidaas pra caralhoo e quando vao para o carnaval tem de ser com a mesma roupa. O time do Lamounier é um bando de indio q acha que é bom de bola, mas não ganham nada a anos, o time é formado pelo caçique de la e seus torcedores, são essas meninas feias q são mais ou menos 10 .

264939.jpg
ATENÇÃO:
Simplesmente estamos cagando e andando para quem não gostar do conteúdo deste artigo e, por conseguinte, das opiniões e sugestões dos mesmos. We just couldn't care less.