Itapeva (Minas Gerais)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Cidade que é menor que seu artigo na Wikipédia Cquote2.png
Google sobre Itapeva (Minas Gerais)

Itapeva é uma cidade tão diminuta que quando se fala dela só se lembra em uma cidade ainda mais diminuta que fica em São Paulo. O irônico é que a Itapeva de São Paulo briga com a Itapeva de Minas Gerais para ver qual é a cidade menor ou então qual é a que tem a maior ausência de poderes públicos e outras ações da prefeitura.

A cidade tem uma praça: a única coisa que a prefeitura fez até hoje, que não seja festas que honram a putaria na cidade. A praça é usada por mendigos que queimam cachorros para sobreviver. Isso provocou até mesmo uma inflação na adoção de bichinhos de estimação da cidade.

Rodovia Cidade[editar]

A cidade fica em uma rodovia chamada BR-381, em outras palavras chamada de "rodovia menos importantes do Brasil". Como que uma rodovia como essa ganha um título desse? Bem, dizem que se ela passa por algum trecho de Minas Gerais, do Espírito Santo ou de Mato Grosso ela automaticamente é declarada como inútil já que ninguém usa essas rodovias mesmo.

A cidade cresceu à partir dessa rodovia que enquanto era construída, os construtores iam se estabelecendo aos arredores. As obras foram tão lentas que quando terminaram de construir a praça de Itapeva, a rodovia estava apenas 10% concluída. Eis a prova que o Brasil é um país bem avançado e preocupado com rodovias. A situação estava tão preta que após 50 anos de fundação da cidade a rodovia havia sido concluída 30% e por fim, quando terminaram ela a cidade já havia se emancipado e ganhado o título de cidade-lixão de Minas.

Agora querem exterminar todas as estradas de terra de Minas para ter um estado 100% asfaltado. Bem, alguns dizem que isso só acontecerá em 2500, pois só tem 5 pessoas cuidados das obras mesmo.

Imóveis[editar]

Itapeva: a terra da desgraça (pior que rimou isso...)

Os imóveis são a coisa mais interessante da cidade, provavelmente algo que prove a inutilidade e tentativa forçada da cidade crescer. Bem, como podem ter visto, falamos mais da rodovia do que da cidade em si. Agora vamos falar mais dos imóveis do que as pessoas que habitam essa droga de cidade.

Há mais imóveis do que pessoas por lá, tanto que até mesmo mendigos podem ter suas próprias mansões em Itapeva. Onde os imóveis arranjam lucro? Bem, eles vendem certificados de terrenos na Lua para otários que passam na cidade querendo apenas ver uma igreja ou algum ponto turístico que em outra cidade iria parecer 100 vezes melhor do que em Itapeva.

Economia[editar]

Economicamente falando a cidade só é importante para aumentar 1 centavo de arrecadação de impostos feitos pelo governo de Minas Gerais. Cidades como Ouro Preto e Belo Horizonte arrecadam mil vezes mais do que Itapeva consegue em 50 anos. Desa forma, dizemos que cidades como Itapeva são os "centavos" na conta do estado.