Iturama

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Iturama é conhecida como o piercing do pênis de Minas Gerais. Mas não é à toa que ganhou esse título: a cidade é a recordista do estado entre a quantidade de estupros em bailes funk que ocorrem nos arredores, organizadas por playboys e demais riquinhos durante os domingos. A mulher é um artigo de luxo na cidade. Basta ficar 1 dia na cidade e você já quer voltar para casa... Acredite.

Fundação[editar]

A fundação começa quando uma velha proprietária de uma fazenda bate a cabeça e percebe o sentido da vida. Como não tinha ninguém para contar o sentido da vida, ela funda um município que pegaria até a vila mais próxima da sua fazenda. Dessa maneira, ela como prefeita poderia fazer uma casa de graça e contatar todos para falar o verdadeiro sentido da vida.

Após ter desembolsado os 2 reais e 15 centavos (que na época eram em cruzados... Ah! Foda-se a moeda antiga), a cidade era fundada na virada do século XIX, quando Hitler ainda era um artista fracassado e tanques de guerra eram usados para limpar banheiros.

Cidade[editar]

Até hoje nunca ninguém soube o sentido da vida. A velha e fundadora da cidade não contou para ninguém pois após o seu salto alto ter se partido ao meio, teria acontecido algo que só se vê em filmes como premonição: o vibrador de metal que ela levava na bolsa teria saído e perfurado o chão, logo, como visa a física, quando ela tropeçou foi bem na boca dela que o vibrador atravessou.

O final não é muito bonito.

A cidade teria feito homenagem a alguns nomes que só custa lembrar durante época de ENEM como é o caso da avenida prefeito Juca Pádua, um dos prefeitos cuja única ação durante o mandato foi beber rum e intitular a avenida principal da cidade com seu nome. Mas hoje não continua nada muito diferente. A corja dos Baianos estão governando a cidade. Corja essa que rouba, rouba, rouba e não faz. Vide o Sr. ex-careca, baiano Mor, continua milionário, com um "exemplo" família e excelência em governança. E pra melhorar é a população, vive reclamando de corrupção e sempre ta votando nesse pessoal, pra não perder a boquinha prefeitura.

Tem um vasto bananal, distribuído pelos inúmeros buracos nas vias públicas.

Cultura[editar]

Em outros sites informativos lê-se muito sobre festas na cidade, observa-se que na verdade esses sites são irreais. As poucas festas que a cidade oferece, no caso uma por semestre, são o suficiente para deixar a população endividada. Devido à raridade desses eventos, a população se vê na obrigação de comprar roupas novas e arrumar o cabelo no salão para comparecer de maneira adequada. As roupas são parceladas nas lojas locais em várias vezes no "carnezinho", juntamente com os sapatos. O cabelo normalmente é arrumado no melhor salão da cidade, Esther Cabeleireiros. Além desses gastos básicos há também o ingresso da festa. Resumindo, acontece um evento por semestre para que a população tenha tempo de pagar as dívidas do evento anterior.

Custo de vida[editar]

A grande maioria dos moradores de Iturama vive no fantástico mundo de Bob, nunca saíram da cidade e quando saem vão no máximo a Fernandópolis. O custo de vida é absurdamente alto, pois os Ituramenses acham que estão no nível de Veneza, Paris ou algo nesse sentido. A cidade tem menos de 70 anos, mas as casas parecem que foram construídas no século XVII. Consegue-se alugar uma casa caindo aos pedaços por aproximadamente R$900,00. Desconto é algo que não existe no vocabulário dos Ituramenses! Preferem não alugar o imóvel ou perder a venda do que negociar e diminuir o preço do produto. Os supermercados competem entre si pelo maior valor dos produtos, cada um cobra mais que o outro. Na lojas locais você compra um vestido por R$250,00 para depois encontrá-lo em Uberlândia ou São José do Rio Preto por R$50,00.

Trânsito[editar]

Diferentemente de outras cidades, Iturama apresenta um trânsito bem peculiar. As Avenidas largas são a que têm "Pare" nas esquinas. As ruas menores que cortam as Avenidas largas são aquelas que não possuem "Pare". Há lombadas em quase todas os quarteirões nas ruas do Centro. As lombadas são próximas das esquinas e não são sinalizadas. Além disso, são muito mal feitas e acabam com o peito de aço do carro, pois é impossível passar sobre elas e não batê-lo. Se você sabe que elas existem, você tem sorte! Diminui a velocidade e passa lentamente e lateralmente, destruindo menos seu automóvel. Se você não sabe da existência delas, prepare seu bolso para os estragos. Além do trânsito abençoado de carros velhos e do desconhecimento dos motoristas sobre um item básico dos automóveis que se chama SETA, há o trânsito de bicicletas! Pessoas de bicicletas surgem de todos os lados e lugares, não há regras. Andam nas calçadas, na contramão, no meio da rua e do jeito que der na telha. Se vc anda de carro se prepare para atropelar uma delas um dia, se vc é pedestre se prepare para ser atropelado por elas um dia. É a vida.

Atualmente[editar]

Alguém conhece Iturama? Não. Alguém gostaria de conhecer?

Nenhum motorista sabe usar a seta, e só estacionam em frente a sua gsragem


Tumbleweed01.gif