Itutinga

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Galinhacaipira.jpg Enxada-2.pngEsti artigu é caipira, sô!!Enxada-1.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

Cquote1.png Ahahahahahahahahah Cquote2.png
Tatu sobre como é feliz em morar em Itutinga

Cquote1.png Eu vou me mudar daqui!!! Cquote2.png
Canhotinho do Macuco sobre o fato de ir na matinê e não pegar ninguém!
Cquote1.png Macaia é que é da hora! Cquote2.png
Lavrense sobre o fato de não ter casa em Camargos
Cquote1.png O que é aquilo?? Cquote2.png
Priscila Fantim sobre o antigo coreto espacial, quando ela passou em Itutinga
Cquote1.png Ah, eu quero um igualzinho! Cquote2.png
Xuxa sobre o antigo coreto espacial
Cquote1.png Eu acredito. Cquote2.png
Fox Mulder sobre a ligação do antigo coreto com ovnis
Cquote1.png Tipo assim, muito irado! Cquote2.png
Dani Monteiro sobre sua subida na laje do Cruzeiro
Cquote1.png Setembro chove? Cquote2.png
Trio Parada Dura sobre ser convidado para cantar no Mafra

Itupinga é um município mineiro do estado de Minas Gerais. Claro, se é mineiro, é também um município brasileiro. Então, Itutinga é um município brasileiro, que não sabe se fica na zona da mata ou se vai para o sul de Minas.

História[editar]

O desbravamento da região, feito em 1760 a.C.por bandeirantes desocupados de Taubaté (tinha muita tábua? nóoo... tinha tauba até!!!) em busca do ouro, diamantes, pedras preciosas e índias seminuas, marca o início de um povoado, o que deu origem ao Arraial de Santo Antônimo da Ponte Nova – nome super criativo, criativissimo que se deve a construção de uma ponte de madeira sobre o Rio Grande. Antes dessa construção, a travessia era feita com cipós, ao estilo Tarzan. Os jovens índios sofriam muito para irem à tribo vizinha de Nazareno, para os rituais de sábado a noite, daí a enorme importância da ponte. A primeira edificação de que se tem notícia no local foi de uma capela, erguida em 1794 sob a invocação de Santo Antônio. Fontes não-seguras asseguram que na verdade, a primeira construção foi o Poerão, campo de futebol onde os bandeirantes jogavam contra os nativos. Destaca-se a figura de Tipassu Orrodo, índio ágil que driblava meio time do recém criado Itutinga Futebol Clube. Pelas diversas goleadas sofridas, os portugueses resolveram erguer uma capela.

Itutinga teve em seu passado o espectro da escravidão. Ah, como dissemos, Itutinga faz parte do terriório brasileiro e, como os outros trocentos municípios, também tinha escravidão (ou seria uma ilha de liberdade para os cativos em plena monarquia?). Ah, claro, Itutinga possuía escravos. E senhores de escravos. E quilombos. Onde estão os resquicios dos quilombos de Itutinga? Bairro do Rosário? Rua do Capim? Campestre? Pombeiro? Itumirim seria um quilombo? A fazenda do Pombeiro foi construída pelos escravos, obviamente. Já pensou os senhores de escravos ralando no masseiro de adobe e os escravos em suas liteiras? Se estávamos na época da escravidão, estranho seria se a própria princesa Isabel estivesse massando barro no Pombeiro. Também foram construídos por eles o moinho d’água, o monjolo, carros de bois, o coreto espacial, a serra do Cruzeiro , a serra de Carrancas e o areado.

Arquitetura monumental encontrada em Itutinga.

Distração Pública[editar]

A primeira escola de Itupinga foi criada em 1907 por padres jesuítas encarregados de educar e catequizar os indios e portugueses do local e funcionou muitos anos na Prainha da Cemig, onde os jesuítas escreviam na areia as lições, mas depois passaram a usar o prédio onde hoje é a Prefartura Municipau. Era conhecida por todos (até pelo seu avô)como Distração Pública. Só haviam duas salas de aula, em compensação possuía duas psicinas olimpicas, quadras de volei e basquete, futebol society e sauna. A terceira turma recebia os ensinamentos em casas de professores, mas como os pais ficaram preocupados com aulas realizadas nesses locais, preferiram que as aulas acontecessem debaixo da árvore de jaca perto do quebra-mola, que naquele tempo nem existia. No prédio não havia banheiro, era uma escola muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada. Ninguém podia entrar nela não, porque na escola não tinha chão. Ninguém podia dormir na rede, porque na escola não tinha parede. Ninguém podia fazer pipi, porque penico não tinha alí,… mas era feita com muito esmero, na rua dos bobos, número zero...e os alunos tinham que ir até em casa quando precisavam, inclusive os meninos, devido a uma professora jovem, bonita e muito talentosa.

Características Aleatórias[editar]

A cidade possui uma estação de rádio, onde você pode ouvir Deus, digo, Cid Moreira, diariamente ao meio dia. Cobertura de telefonia celular (mas não tem cobertura nos pontos de ônibus!), pousadas cuti cuti, e rodovias que a interligam com as vilas de Carranca a minha dentro, Lávaras e São João del-Gay. A cidade possui clima agradável, quando não está chovendo nem fazendo muito sol, nem nevando, e população bastante hospitaleira, ou seja, vive no hospital.

Aspectos Gerais[editar]

• Área do município: 372,08 km² - uns 100 Maracanãs, com a vantagem de ter menos flamenguistas.

• População em 2000: 4.158 habitantes, sendo 2.739 na área urbana, 1.419 na área rural, e uns 50 que moram na Cemig e não sabem se é zona urbana ou rural, mas sabem que é uma zona.

• Altitude da Pedra do Cruzeiro: 930 m. Altura da Torre de Telefonia Celular: 68 m. Altura da minha namorada: 1,68m. Altura da minha: 26 cm!

Energia Elétrica[editar]

A premeira usina de Itutinga foncionou de 1936 a 1953, mas, como nenhum cidadão tinha eletrodoméstico nem lâmpada, não tinha muita utilidade. Recebeu o nome de Distribuidora de Energia Ribeirão da Chácara, mais conhecido como Ribeirão da Chica. No verão, funcionava até o amanhecer, como um rapaz recém-casado, e nas demais estações, das 18h as 23h, igual a um marido de meia-idade. Após 10 anos de funcionamento começou a fornecer energia também durante o dia. Agora sim! As lâmpadas poderiam ser acesas durante o dia! Que utilidade imensa! Ah, tinham os eletrodomésticos, mas como nenhum cidadão, à exceção de Juscelino Kubitscheck, que morou uns tempos na rua do Sossego, tinha eletrodomésticos. Juscelino tinha uma geladeira Frigidaire, e vendia picolés nas ruas antes de se tornar governador e depois presidente do Brasil. A distribuidora foi desativada ao ser montada uma unidade que alimentava o acampamento da Usina da CEMIG e também a cidade de Itutinga. O camping da Cemig já era estiloso desde essa época, desbancando outros lugares turisticos. Em meados, que quer dizer, na metade, para os analfa que estão lendo, de 1954 foi inaugurada a Usina de Itupinga (e tu pinga? sim, eu pingo, respondeu a moça) pelo então governador Juscelino Kubitschek (ele, de novo) e a usina de Camargos foi inaugurada em 1961. Desde então, milhares de lavrenses pobres vêm à itutinga se banhar nas águas. Lavras é uma cidade dependente de Itutinga. Diversão e energia são suas principais deficiências, supridas por Itutinga. A subestação de Furnas, onde hoje um itutinguense só trabalha se for de porteiro, inaugurada em 1968, juntamente com o álbum Live in Camargos, dos Beatles, envia energia para o Rio de Janeiro, iluminando as favelas e o Leblon, para as novelas da Globo.

O Meteorito de Itutinga[editar]

Em meados de 1960, uma pedra estranha foi encontrada pelo Antonio Lampião, 2 km a noroeste de Itutinga. Possuindo um brilho intenso, mudava de cor conforme a hora do dia, piscava e voava sozinha também, como as edras de um episódio do Chapolin. Doada à força à Escola de Minas e Brothers de Ouro Pereto, a massa principal do meteorito pesava cerca de 5 kg (o que pesa mais: um quilo de meteorolito ou um quilo de chumbo?) e em dimensões é comparável a um televisor de 14 polegadas (dos antigos, porque LCD é fininho e ninguém iria dar valor a um meteorito pequeno, fininho). Analisado (lê-se alisado com o ânus) e classificado, o meteorito se encontra (com quem ele se encontra?) no setor de Mineralogia da UFOP - Universidade Federal de Ouro Preto. Há ainda outros espécimes no Museu Nacional (Quantas pedras eram? Não era só uma?). Boatos dizem que na Amaralina foram encontrados vestigios de meteorito Itutinga parecidos com os de Smallville, o que explicaria alguns itutinguenses não parecerem pessoas normais.

Geografia[editar]

Demografia[editar]

Segundo o Censo de 2007, a população de Itutinga é de 4.051 habitantes, incuídos aí os emigrantes cabeça chata.

Hidrografia[editar]

Por Itutinga passa boi passa boiada, passa o Rio Grande e o Rio Capivari, passa o Corgo do Gordura, o poço do Dié e o açude. Tem a mina do Caqueiro e a Mina do Biscoito. Você conhece a mina do Biscoito?