Jacarta

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Descarta Jacarta é a capital da Indonésia (um monte de ilhas que sofrem com erupções vulcânicas, terremotos, tsunamis e pobreza extrema). Possui 17 milhões de habitantes de dia, e 10 milhões de habitantes de noite. É um importante centro de prostituição na ilha de Java

História[editar]

Pescadora navegando nos rios da cidade.

A cidade aparece quando alguns holandeses criaram uma vendinha em algum lugar por ali e assim comprar pimenta e vender maconha em troca. Esse comércio atraiu milhões de muçulmanos, mendigos, bandidos e prostitutas, que iniciaram uma orgia e colonizaram e cresceram o pequeno vilarejo.

A Companhia Holandesa das Índias Orientais sempre adorou fazer paradas em Jacarta, o único lugar em todas aquelas bandas que você poderia ter maconha quase de graça, e putas por apenas R$ 1,99 a hora.

Durante as invasões árabes, o Sultanato de Brunei conquistou Jacarta sob o comando do General Aladdin. Todos os infieis foram enforcados e durante dois anos os líderes estabeleceram debates para saber para que lado fica Meca.

Durante a Segunda Guerra Mundial, os japoneses chegaram a conquistar essa cidade quando poram em prática seu plano de dominação mundial. Infelizmente para as forças japonesas, 80% de seus soldados e marinheiros morreram de AIDS nessa época em Jacarta.

Hoje é a cidade que orgulhosamente ostenta o título de centro urbano com mais bêbados, mendigos, drogas e prostitutas por centímetro quadrado.

Religião[editar]

A população é formada por 95% de muçulmanos e 5% de infieis.

Problemas[editar]

Jacarta enfrenta típicos problemas crime, extorção, corrupção, trapaça, terrorismo, poluição tóxica da água, ar e solo, comida envenenada, tráfico de drogas, armas, escravos e prostitutas, pobreza, assaltos, assassinatos e revoluções civis.