Jacinto

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome-searchtool blue.png Jacinto é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Às vezes, uma criança atende na prefeitura.

Sciences de la terre.svg.png

Cquote1.png Você quis dizer Jacinto, personagem da mitologia grega? Cquote2.png
Google, tentando ajudar na hora da sua pesquisa.
Cquote1.png Abra a Bribia no livro de Salmo capitro 6 versico 1 a 8 e medite nas palavra de Deus? Cquote2.png
Pastor, de uma nova igreja evangélica estabelecida em Jacinto, orientando os fiéis.
Cquote1.png Vamos pra Almenara para respirar um pouco da civilização! Cquote2.png
Cabeleireiro jacintense falando para uma cliente do salão o que iria fazer no final de semana.
Cquote1.png É verdade que o prefeito não gosta do padre? Cquote2.png
Conhecido advogado perguntando a um vereador
. Cquote1.png Você é parente do Hosmany Ramos? Cquote2.png
Um comerciante de Almenara perguntando a um conhecido fazendeiro de Jacinto

Cquote1.png Como vocês falam feio! Não é nem mineirês e nem baianês! Cquote2.png
Um turista carioca comentando com uma moça de Jacinto

Cquote1.png Nunca vi cidade mais bonita do que esta! Cquote2.png
Geraldo Magela, o ceguinho, depois de passar pela cidade



A Cidade[editar]

Patrocinador melhor.jpg

História[editar]

Nossa cidade surgiu no final do século XV, quando Jacinto Pinto Aquino Rego, conhecido boiola baiano matou por ciume, com uma peixeira, a beira de um rio, seu namorado Apolo, rapaz que mantinha um relacionamento fixo com ele. O motivo alegado, depois de ser preso pela PM de Almenara, foi que Apolo tinha traiçoeiramente ido para um motel comer ou fazer troca-troca com um italiano chamado Carlo Dantesci. Revelou ao repórter da TV Bandeirantes que alucinado pelo ódio, cortou o pinto de Apolo e jogou na água pros peixe comer, mas que estava arrependido. O local do crime ficou conhecido como rio do Jacinto. Foi aí que outros baianos fizeram uma capela e nos anos seguintes, depois da vinda de Cabral de Porto Seguro com um conjunto de 12 pessoas que só tocava músicas da Cláudia Leitte e Ivete Sangalo, começou devagarzinho a formar um pequeno povoado, que em 1808 já tinha 30 habitantes e era conhecido como "Barra do Jacinto". Com a chegada de mais baianos o povoado foi crescendo espetacularmente.Em 1820 infelizmente ocorreu uma epidemia de varíola que dizimou quase toda a população.

Se fudeu hein malandro!!!

Com a chegada de mais baianos houve a recuperação e no dia 8 de dezembro de 1838, o povoado foi elevado à categoria de vila e já tinha 878 habitantes. Foi nesta época que juntamente com Jordânia e Salto da Divisa, Jacinto quase de desmembrou de Minas Gerais para fazer parte da Bahia. O rei D.Antonio Carlos I fez uma proposta (???) quase irrecusável para ter os votos destes municípios. A idéia foi abortada, graças ao prestígio, a moral ilibada e a popularidade do grande lider jacintense Hosmany Ramos, que liderou uma revolta popular contra esta mudança e conseguiram reverter a situação. Além de Hosmany,exemplo maior para toda a sociedade de Jacinto, muitos jacintenses elevaram o nome desta cidade, como Antonio e José Lúcio Mauro, professor Pardal, Virgulino Ferreira da Silva, mais conhecido como 'Lâmpada Fluorescente' Flávio Cavalcanti, Marco Luque e muitos outros, que junto com o povo ajudou Jacinto a progredir cada vez mais.


Se não fosse a grande mortandade de habitantes com varíola em 1820 a nossa cidade seria hoje maior do que Montes Claros e Teófilo Otoni. Em 16 de dezembro de 1848, o município de Jacinto foi elevado a categoria de comarca, pelo decreto imperial 24.


Turismo[editar]

Jacinto pedra verruga.jpg
Um bêbado na Festa

A alta temporada turística em Jacinto começa em janeiro e termina em dezembro.A cidade tem como tradição as festas em homenagem aos milagrosos santos todos nascidos no Nordeste: Antonio, João e Pedro, durante todo o mês de junho, com as tradicionais danças de quadrilha (o interessante é que para dançar a quadrilha os caipiras vestem de caipira). São montadas muitas barraquinhas, todas enfeitadas com bandeirolas, servindo 'explosivas' guloseimas como batata doce, canjica, bolinho de fubá e amendoim torrado etc. Com estas 'explosivas' comidinhas ninguem suporta o festival de peidos que vem depois da comilança. A sorte é que o odor fétido de milhares de peidos misturam-se com o cheiro de enxofre dos foguetes estourados e ninguem consegue distinguir qual é qual.


Atualidade[editar]

1234.jpg


Nos últimos anos, Jacinto está sofrendo uma outra terrível epidemia, bem pior e difícil e rebelar do que a da varíola de 1820, chamada pelo seu nome em latim corrupticis politicus, cujo agente causador já foi identificado pela FTC de Itabuna, porém ainda não foi criada uma vacina. O virus causador não precisa de microscópio para ser visto e pode ser observado a olho nu. Muitos são gordos e carecas. É muito seletivo, quanto a sua alimentação. Apodera-se vorazmente de qualquer tipo de papel moeda (tem preferência pelas cédulas verdes!) e assim inviabiliza a chegada de recursos públicos para as necessidades básicas principalmente dos menos favorecidos pela sorte, que ficam sem segurança, sem educação,sem saneamento básico e sem assistência médica adequada. Se não for exterminado rapidamente o terrível corrupticis politicus vai fazer nossa cidade desaparecer do mapa e virar uma fazendona.


O rio Jequitinhonha em Jacinto
Município de Jacinto
"A Terra Natal de Hosmany Ramos"
Bandeira Carmopolis.jpg Brasão jacinto.jpg
Aniversário 31 de agosto
Fundação 31 de dezembro de 1843
Gentílico jacintense
Lema Spem Reduxit
Prefeito(a) Carlos Dantez
Localização
Localização de Jacinto
Estado Minas Gerais
Mesorregião Mesorregião do Cu do Mundo
Microrregião Microrregião da Preguinha do Cu do Mundo
Região metropolitana Almenara
Municípios limítrofes Almenara,Jordania, Salto da Divisa, Santa Maria do Salto e a bosta de Rubim.
Distância até a capital 4.243 quilômetros
Características geográficas
Área 1.390 km²
População 6 (eu, o padre, você, sua mãe, seu pai e o amante da sua mãe) (senso comum) hab. Contagem da População 2010

- IBGE

Idioma Não disponível
Densidade 0,019 hab./km²
Altitude 10 metros
Clima quente, morno, infernal e infernal
Fuso horário UTC -39
Indicadores
IDH 0,020 PNUD/2000
PIB R$ 103,00 IBGE/2008
PIB per capita R$ 17,16 IBGE/2008

único meio de transporte de Jacinto
Linda garota nascida em Jacinto
Eu não tenho. Para que serve isto?


O Que Não Falta em Jacinto[editar]

  • morena gostosa e provocante
  • quarentona enxuta, peituda e fogosa
  • mulheres feias, sem bunda e simpáticas
  • beata e papa-hóstias
  • fiéis que comungam na missa sem confessar
  • jogador de futebol que não sabe jogar (uns oito da S. E. Jacintense)
  • maconha, crack e cocaina
  • vagabundo
  • mulher feia, sem bunda e antipática
  • mulher feia, rica e sem bunda
  • mulher feia, pobre e sem bunda
  • mulher feia, com bunda e ajeitadinha
  • mulher feia, inteligente (de óculos), sem bunda, sem peito e que adora as músicas da Maria Gadú
  • cachaça
  • moto sem documentos
  • puta gorda, de vestido vermelho (sempre) e com bunda sobrando da calcinha
  • os filhos delas
  • buteco
  • puxa saco de politico
  • corno manso e conformado
  • boiolas assumidos
  • boiolas enrustidos (ainda no armário)
  • boiolas que foram para Belo Horizonte e visitam a cidade com a cara e os trejeitos do Luan Santana
  • homem barrigudo, careca e broxa
  • promessas falsas de politicos
  • bobo pra acreditar nessas promessas
  • motorista sem carteira (alguns dirigem melhor dos queos que têm)
  • mal pagadores
  • carne dura no churrasco
  • professora despreparada
  • pretinhas que não gostam de namorar pretos
  • duplas metidas a cantar música sertaneja (e mal)
  • dono de boteco que não sabe atender clientes
  • barangas que se acham gostosas
  • mentirosos e mentirosas
Cavalos.gif



História de Importantes Famílias Jacintenses[editar]


Os 'Almeida'[editar]

Livia de Andrade

O sobrenome procede de Fernando Canelas que em 1245 fundou na Beira, uma aldeia que passou a se chamar Almeida em 1258, da qual tirou o sobenome. Almeida deriva-se da palavra árabe Al Meda ou Talmeyda, que significa Mesa. Uma lenda local conta que teria existido uma mesa (pequena elevação) cravada de pedras preciosas, da qual teria dado o nome à terra. A vertente brasileira proveio de Duarte de Almeida, que sendo condenado em Portugal pelo crime de abigeato foi obrigado a se imigrar para o Brasil para poder ser anistiado. Chegou em 1634 em Salvador e logo depois amasiou-se com uma dançarina de cabaré e teve vasta prole. Uma das mais conhecidas é a cantora e jurada de programa de televisão Aracy de Almeida que deixou longa descendência, inclusive os Almeida de Jacinto.


'Os 'Alves'[editar]

A origem do sobrenome da família também é portuguesa. Alves é uma corruptela de Álvares (filho de Álvaro). Os primeiros Alves vieram escondidos em caravelas da expedição exploradora de Gaspar de Lemos no início do século XVI. Descobertos pelo capitão foram abandonados em Porto Seguro. Passaram a temporada na praia, mantiveram contato com alguns jacintenses e um casal decidiu vir para Jacinto e montar um restaurante. A família Alves tem uma plêiade de 'modelos' famosas como Michele Alves, modelo paranaense de medidas perfeitas; Juliana Alves, modelo carioca que participou do Big Brother Brasil para ter chance de posar nua para a Playboy e Camila Alves, modelo mineira que namorou o 'big boss' Peter Nelson da Columbia Sony e diz que vai casar com o ator norte americano Matthew McConaughey de quem ficou grávida por acidente: furou a camisinha. Todo mundo sabe que hoje 'modelo' é um eufemismo para 'garota de programa'. Todas estas 'modelos' tem parentesco com os Alves de Jacinto.


Os 'Carvalho'[editar]

Carvalho é uma árvore europeia cujo nome em latim é 'quercus'. A origem da família foi na região de Coimbra, Portugal, próximo de onde aconteceu a batalha de Aljubarrota, no solar do antigo Morgado de Carvalho. Existe como sobrenome desde quando Soeiro Gomes, filho do Morgado de Carvalho passou a adotar em 1386 o nome de Soeiro Gomes de Carvalho. Existem registros de que os primeiros Carvalho vieram para o Brasil em 1598, desembarcando em Salvador na Bahia. Eram marceneiros e tanoeiros. Os marceneiros construiram carros de bois para traansportar materiais para as obras na cidade como a sede do governo e o elevador Lacerda. Seus descendentes espalharam para o sul da Bahia, formando ramos da familia em Itabuna e Vitória da Conquista. Foi de Itabuna que vieram os primeiros do sobrenome para Jacinto. Os mais famosos que usam o sobrenome são a cantora Beth Carvalho, a modelo e atriz Mônica Carvalho e a ex-dançarina do Tchan Scheila Carvalho.


Os 'Ferreira'[editar]

Ana Ferreira

De origem castelhana, seu solar ficava na vila de Ferreira, no reino de Castela, hoje chamada Herrera de Rubisverga. A pessoa mais antiga com este sobrenome foi D. Álvaro Rodrigues Ferreira, conde de Leão, que morreu em 1170. Seu neto D. Fernando Álvares Ferreira, viveu em Portugal no Paço de Ferreira, situado no concelho de Aguiar de Sousa, serviu ao rei D.Sancho I e dele recebeu como recompensa terras no referido concelho. Do seu casamento com D. Mariana nasceram três filhos, dos quais provem os Ferreira de Portugal. Os Ferreira vieram para o Brasil durante o governo-geral de Mem de Sá, desembarcando em Salvador, na Bahia, junto com um grupo de estudantes que participavam de um programa de intercâmbio do Rotary Clube. Alguns dos Ferreira mais letrados assumiram cargos públicos na própria cidade e outros partiram para o sertão em busca de pedras preciosas. Encontraram as pedras em Teófilo Otoni, que na época chamava Filadélfia, nome mais tarde copiado por uma cidade dos Estados Unidos. Fizeram fortuna e espalharam a sua descendência pelo norte de Minas, vindo a atingir esta merda da cidade de Jacinto. Algumas celebridades que têm o sobrenome são, o escritor Ferreira Gullar, o ator Procópio Ferreira e sua filha atriz Bibi Ferreria, a atriz Ana Ferreira e a 'modelo' Mila Ferreira.


Os 'Lima'[editar]

Sônia Lima

O sobrenome deriva-se de Límia, uma palavra galega de origem Lígure que significa "esquecimento" que passou a ser o nome de um rio que nasce na Galícia e desagua no Atlântico, em Portugal. Dizia a lenda que quem atravessasse este rio, ficaria esquecido de tudo. Um rico proprietário de terra, atravessou o rio no local hoje conhecido como Ponte do Lima e esqueceu seu nome passando a partir de então ser conhecido como Joaquim de Lima, o patriarca de todos os Lima. Mais tarde foi descoberto o seu verdadeiro nome que era D. Mem Gonçalo de Meireles, mas, já era tarde, o sobrenome já tinha arraigado. Os Lima de Minas Gerais procede do mesmo tronco que deu origem ao grupo musical 'Família Lima' do Rio Grande do Sul. Um dos membros mais feios do grupo musical, o Lucas, teve a honra de tirar o cabaço a virgindade de Sandy (será?). É por isso um dos orgulhos da família. O ator Lima Duarte, o escritor Lima Barreto, o ajudante de palco Liminha, a atriz eapresentadora Sônia Lima (um dos símbolos sexuais dos anos 80) e as 'modelos' Adriana Lima e Fernanda Lima são outros ilustres membros da família.


Os 'Oliveira'[editar]

Cristiana Oliveira

O membro mais antigo da família que se tem registro é Pedro de Oliveira, casado com Elvira Pestana, progenitores de D. Martim Pires de Oliveira, arcebispo de Braga em 1350. O solar da família era o Paço de Oliveira, na freguesia de Santa Maria de Oliveira. No século XVII alguns membros da família vieram para o Brasil e fundaram a cidade de Oliveira, no centro oeste do estado que infelizmente com o passar do tempo ganhou a fama de ser uma terra propícia para a veadagem, passando a concorrer com Juiz de Fora e Campinas. Para não virar veados ,pois já estavam levando jeito, alguns Oliveira mudaram correndo para Jacinto. Celebridades que têm o sobrenome destacam-se Luma de Oliveira, e sentindo uma coceirinha no cu. as atrizes Cristiana Oliveira e Paola Oliveira, a cantora Dalva de Oliveira e as 'modelos' Vanessa de Oliveira e Ana Paula Oliveira.


Os 'Rodrigues'[editar]

Jair Rodrigues

Em Portugal os Rodrigues chegaram em 1580 depois que o Felipão (Luiz Felipe Scolari) passou a ser o técnico das duas seleções de futebol de Portugal e da Espanha. Vieram das Astúrias e criavam ovelhas. Eram filhos do Rodrigo, daí o patronímico Rodrigues. Depois da restauração do reino de Portugal em 1640 emigraram para o Brasil, dando ouvidos a promessas mirabolantes de um cristão-novo que morava em Salvador, e oferecido ao chefe da familia um emprego de diretor numa empresa que caçava baleias no litoral do Espírito Santo. Não teve o emprego, ficando abandonado na cidade com a família. Os homens da família, ajudados por conterrâneos, seguiram para Minas Gerais na grande leva de aventureiros da época do ciclo da Mineração. Foi depois da exaustão das minas que vieram para Jacinto para montar um puteiro e se deram muito bem. São membros bem conhecidos da família o cantor Jair Rodrigues, o escritor, dramaturgo e jornalista Nelson Rodrigues, as atrizes Pepita Rodrigues e Cláudia Rodriges, o ator humorista Arnaud Rodrigues e as 'modelos' Andréia, Debora e Camila Rodrigues.


Os 'Santos'[editar]

Marquesa de Santos

A família Santos de Jacinto é descendente direta de Filipe dos Santos, líder da revolta nativista em 1720, considerada precursora da Inconfidência Mineira. Filipe foi executado pela Polícia Federal e sua família foi banida de Ouro Preto. Com a ajuda de padres franciscanos, que iam realizar uma missão, vieram residir em Jacinto e Almenara, onde ganharam sesmarias. Destacam-se como membros ilustres da família, a insaciável ninfomaníaca Marquesa de Santos, o boiola inventor do aeroplano Santos Dumont, o apresentador de televisão Sílvio Santos, o cantor Lulu Santos, a ginasta Daiane dos Santos e a 'modelo' Mirela Santos. A cidade de Santos, importante porto do estado de São Paulo, foi fundada por membros da família, assim como do time de futebol que lançou Pelé, um das pessoas mais convencidas do mundo (refere-se a ele próprio na terceira pessoa) que com sua lábia, pinto grande e dinheiro comeu até a Xuxa, que queria subir na vida e para isto precisava dar para alguém influente. O maior orgulho da família dos Santos é que a Bahia é de todos os Santos e os baianos portanto são inquilinos deles. Se fuderam hein baianada!!!


Os 'Soares'[editar]

Andressa Soares, a Garota Melancia

Soares é um sobrenome de origem portuguesa, variação de Soarez, derivado de Suáriz, Suárizi, do latim Suárici, classificado como sendo um patronímico, pois deriva de um nome próprio, vem do nome Soeiro. Segundo alguns historiadores a família Soares teve sua origem em Toledo, na Espanha e de lá emigraram para Portugal na época em que ambos os reinos eram governados por Felipe I. Segundo algumas fontes os Soares vieram para o Brasil em 1765 em uma expedição que veio buscar pau brasil em Porto Seguro. Eram degredados que concordaram em vir para o Brasil em troca da anistia de seus crimes. De Porto Seguro Jeronimo Soares veio para Jacinto. Importantes personalidades com o sobrenome são a cantora Elza Soares, o apresentador Jô Soares, a modelo piauiense Gyselle Soares e Andressa Soares, a Garota Melancia.



Os ‘Sousa’[editar]

Daniele Souza, a 'Mulher Samambaia'

Existem Sousa e Souza, sendo a última uma versão arcaica da grafia. Deriva-se do latim Saxa (significando 'seixos', 'rochas'), que no século XI em Portugal foitransformado em Sausa. O primeiro a usar o sobrenome em Portugal foi D. Egas Gomes, nascido em 1035 e que acrescentou Sousa, do lugar onde tinha suas terras. Casou-se com Châmoa Gomes Gonçalves. Martim Afonso de Sousa, neto de D. Egas, foi quem trouxe o sobrenome para o Brasil em1530. Os Sousa desembarcaram em São Vicente, e foram mais tarde para a recem fundada vila de São Paulo. Alguns da familia, menos afeitos ao trabalho, montaram uma rede de casas de prostituição em São Paulo na rua Aurora (Boca do Lixo) e conseguiram ficar muito ricos. Suas filhas queriam participar do negócio (trabalhando de graça) e para evitar estes transtornos venderam tudo para um judeu e resolveram vir para o norte de Minas Gerais. Os Sousa/Souza de Jacinto são descendentes desta linhagem de São Paulo. A modelo Fernanda Souza e Daniele Souza, a famosa 'Mulher Samambaia' do programa 'Pânico na TV', são algumas celebridades que usam o sobrenome.




O que há Para Fazer em Jacinto[editar]

Típica bunda da maioria das mulheres de Jacinto, que não são baianas. (esta é uma foto que roubei da minha irmã!)
  • Nada
  • Pescar
  • Nada
  • Tomar cachaça
  • Nada
  • Pescar
  • Ficar olhando as muié feia de bunda achatada (igual de japonesa)
  • Nada
  • Falar que todo baiano é preguiçoso e boiola (auto-crítica?)
  • Assistir a missa, cochilar na hora do sermão, peidar baixinho e comungar sem confessar
  • Sentar na praça e ficar falando mal dos outros
  • Nada
  • Ir na igreja evangélica pra vê as únicas moças virgens (será?) da cidade. As que conseguiram resistir ao assédio do pastor.
  • Passear de moto com a namorada com calça de cintura baixa mostrando o rego da bunda
  • Ficar olhando o rego da bunda das namoradas dos cara de moto
  • Nada
  • Tomar cachaça
  • Nada
  • Falar mal do prefeito e dos vereadores puxa-sacos dele
  • Nada
  • Fumar um cigarrinho de palha (alguns com cheiro de mato??)
  • Nada
  • Ajudar a mulher do corno (aquele!) a ser feliz...
  • Escutar musica baiana bem alta, com a tampa do bagageiro do carro levantada
  • Nada
  • Ficar em turma sentado na porta do buteco, sem camisa, de óculos escuros e tomando cerveja.
  • Nada

Ver também[editar]