Jem e as Hologramas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.


Placa80.svg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 80's!
E vivia vendo preço ser remarcado por conta da inflação.

Passarinho.jpg

Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.
Certamente, fãs idiotas alienados odiarão este artigo!!

Jem e as Hologramas
Jem and the Holograms
Jem rosto.jpg
O uou Jem!
Gênero Música, Purpurina
Mangá
Autor Christy Marx
Divulgação Marvel Comics
Onde sai
Primeira publicação
N° de volumes
Anime
Dirigido por Hasbro
Estúdio Toei Animation
Onde passa Brasil, EUA, Japão
Primeira exibição 1985
N° de episódios 65
Filmes
OVAs

Cquote1.png Você quis dizer: Josie e as Gatinhas Cquote2.png
Google sobre Jem e as Hologramas
Cquote1.png Experimente também: Hannah Montana Cquote2.png
Sugestão do Google para Jem e as Hologramas
Cquote1.png Transformaram a gente em mulheres! Cquote2.png
Whitesnake sobre Jem e as Hologramas
Cquote1.png Tem holograma, mas não é original. Cquote2.png
Verdade sobre Jem e as Hologramas

Jem-capfgt jem sing-sidearmsup.png

Jem e as Hologramas é um desenho animado oitentista que retrata o cenário musical da época de forma bastante fiel.

A ideia original[editar]

Jem, um holograma que transborda realismo.

Tudo começou quando a MTV, ainda em seus primórdios, resolveu criar um desenho animado para se autopromover pelo mundo. O nome do desenho a princípio seria M (de MTV), pois a emissora queria ter todos os direitos absolutos sobre a letra.

Então, algum maluco cheirador de gatinhos criou um enredo que consistia no seguinte: uma garota chamada Morgan Benton seria a líder de uma banda formada por seus amigos, todos homens. Só que na hora dos shows, Morgan se transformaria na personagem secreta M e os demais integrantes virariam... mulheres!

Foi então que essa ideia chegou aos ouvidos da Hasbro, que viu ali uma excelente estratégia para lançar bonecas no estilo Barbie, mas achou a história um tanto boiola demais e adaptou-a para o que realmente foi ao ar.

A ideia que foi ao ar[editar]

A personagem principal foi rebatizada de Jerico Jerrica Benton (não é Jessica, embora a dublagem brasileira cometesse esse erro trocentas vezes) e a cantora em que se transformava passou a chamar-se Jem. As demais integrantes da banda eram mulheres o tempo todo, e não travestis.

Com os estragos consertados, mais empresas se interessaram e quiseram tirar uma casquinha do desenho: a Marvel (tudo a ver) e a Toei (que foi a responsável pela animação). Ou seja, Jem e as Hologramas é um americanime.

Nos EUA, estreou em 1985, na MTV mesmo. No Brasil atrasado como sempre, estreou em 1988, quando já tinha deixado de ser produzido. E como ainda não tinha MTV por aqui nos anos 80, Jem e as Hologramas passou no SBT e na Globo.

História[editar]

Tinha gente que achava essa coisa gostosa.

O pai de Jerrica Benton acaba de falecer, o que seria algo muito triste, se o velho não fosse cheio da grana. Então, provavelmente Jerrica herdou uma grande fortuna, certo? Errado! O sovina deixou para ela apenas um orfanato feminino e uma gravadora, ambos com o mesmo nome (Starlight), pra ver como o velho era criativo.

Ainda por cima, o orfanato está caindo aos pedaços, então Jerrica vai até a gravadora pedir dinheiro para Eric Raymond, antigo sócio de seu pai e que agora é dono de metade da gravadora junto com ela. Mas Eric então revela-se um vilão ao negar o dinheiro e dizer que agora ele dominará sozinho a Starlight Records, pois Jerrica é apenas uma menina imatura.

Como se já não tivesse sido avacalhada o bastante, Jerrica é humilhada pela banda As Desajustadas, novas contratadas de Eric para a gravadora, que adentram o escritório em motocicletas em forma de guitarras (WTF?). Muito puta, a jovem Benton vai embora e jura que vai se vingar de Eric. MWAHAHAHAHAHA!

Cartaz nem um pouco apelativo anunciando o lançamento de Jem e as Hologramas.

Voltando para casa, Jerrica encontra um par de brincos destinados a ela, e acha que foi presente do namorado. Mas ao botá-los, uma mulher muito estranha, meio transparente e luminosa, aparece para ela. Trata-se de um holograma produzido por Energia, um mega computador secreto criado pelo pai de Jerrica antes de morrer (não, ele criou depois de morto) que é capaz de produzir hologramas perfeitos, e os novos brincos de Jerrica são o controle remoto. O holograma feminino que apareceu para Jerrica trata-se da representação "humana" de Energia.

A partir disso aí, Jerrica decide montar uma banda de rock com a desculpa de que quer juntar dinheiro para o orfanato, mas na verdade o que ela quer é dar o troco em Eric e As Desajustadas. Por isso, a vocalista da banda não é extamente ela, mas sim um holograma produzido por Energia sobre ela, a cabeluda rosa Jem. As demais integrantes de Jem e as Hologramas, embora também possuam cabelos absurdamente enormes e coloridos, não se tratam de hologramas, apenas gurias retardadas comuns com excesso de maquiagem.

O empresário de Jem e as Hologramas é Réu, Hell ou algo parecido, o namorado de Jerrica, que desconhece a dupla identidade da moça, e logo começa a interessar-se por Jem também. Ou seja, ele trai a namorada com ela mesma.

Incoerências[editar]

  • Se Energia sabe produzir hologramas tão perfeitos como os de Jem, por que aquele que representa a si mesmo é tão podre?
  • Se Jem é o único holograma da banda, por que a mesma se chama Jem e as Hologramas?
  • Por que o pai rico de Jerrica deixou pra ela uma porcaria de herança e ainda por cima fez ela ter que dividir com um cara que nem fazia parte da família?
  • Por que Glenn Danzig nunca processou os criadores da série por terem usado o nome The Misfits (As Desajustadas, no Brasil)? Pô, essa não conta! Como é que um cara que queria ser o Wolverine no cinema ia processar um troço da Marvel?

Imagens[editar]

Vídeos[editar]

Abertura original Abertura em português

Link externo[editar]

v d e h
Este artigo fala sobre um anime.