Jilin

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Confucio.jpg Pastel de flango, né?

Este altigo foi fablicado na China e pode queblar a qualquer momento. O autor plovavelmente luta Kung Fu e tem uma pastelalia. Não estlague este altigo, pois Jackie Chan está de olho.

Cquote1.png JILIN!! A Chechênia chinesa!!! Cquote2.png
Marco Biachi sobre Jilin

Jilin (nome oficial da República Popular da Coreia do Leste; chinês antigo Xing Ling) é uma república separatista no extremo-nordeste da China dedicada ao bem-estar dos emigrantes norte-coreanos.

História[editar]

Apenas os mais condecorados generais servem na fronteira de Jilin.

Jilin surgiu no século XXX a.C., com a criação da Manchúria após uma guerra de 3.000 anos por causa da grande quantidade dos rivais eternos coreanos e chineses (apesar de coreano e chinês ser tudo igual). Jilin, chamado na antiguidade de Chi-lin se separou e proclamou independência da Coreia com a Guerra dos 100 Anos contra Heilongjiang (aka Coreia do Norte do Norte).

Se passaram muitos séculos de paz, até que no final do século XVIII, durante as Invasões japonesas na Coreia, depois dessa famosa treta, a Manchúria se dividiu em quatro repúblicas, sendo duas populares e duas socialistas que foram a República Popular da Coreia do Sul, a República Socialista da Coreia do Norte, a República Popular da Coreia do Oeste e a República Socialista da Coreia do Leste, atual Jilin.

Durante as Olimpíadas de 2008 a China, para demonstrar seu poder militar, a China desenvolveu uma campanha liderada por Mao Tsé Tung invadindo a Coreia do Oeste e Coreia do Leste, transformando a antiga Coreia do Leste na atual Jilin. Forças Rebeldes Nacionalistas Fundamentalistas ainda adotam o nome Coreia do Leste para a Província de Jilin.

Hoje, Jilin é o maior asilo político do mundo, abrigando 85% de sua população pessoas da etnia norte-coreana, 10% formado por russos/mongóis de Vladivostok e os restantes 5% por chineses tradicionais (o exército na fronteira).

Pastelaria[editar]

Em Jilin a pastelaria mais conceituada fica a uma quadra da guarida do QG do Partido Comunista. Chama-se Kilin House, ou "Casa do Cachorro", em alusão ao tipo de carne utilizada animal mitológico Kilin, que frequentava aquelas bandas. O sabor do pastel, apesar do nome, é de alface cozida com pão molhado, encharcado com óleo de soja Lisa. A massa é verde, e o recheio é vermelho e esverdeado, pois é feito com espinafre rehidratado e recozido remexido com Chu-chu (um legume local) vermelho. Ordens do Partido Comunista.

Ver Também[editar]