Jogos fitness

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Jogos fitness é um eufemismo para "instrumentos de tortura para prática de BDSM em formato de videogame", sendo o gênero mais fracassado de jogos de videogames, uma vez que não atende à necessidade do público alvo tipicamente jogador de videogame (nerds obesos preguiçosos que não querem levantar do sofá nem para tomar banho direito ou nerds magros antissociais que não querem interagir com ninguém), sendo assim os jogos fitness sempre foram aqueles jogos que são jogados uma vez por ano (geralmente durante o aniversário de alguém) e que depois ficam abandonados, afinal se algum nerd obeso realmente decidir que deve evitar morrer prematuramente de infarto agudo do miocárdio, ele irá fazer uma caminhada no parque, e não ligar o videogame (embora tal auto-resolução nunca aconteça de fato).

Jogadora com o traje correto para um jogo fitness.

Os jogos fitness podem ser muito mais variados do que se imagina, havendo uma grande diversidade de aparatos de tortura, desde vibradores em formato insinuante, como o Wii Remote, até câmeras de filmagem amadoras para cenas de sexo amador filmadas ao vivo, como o Kinect.

História[editar]

A primeira ideia de jerico sobre jogos relacionados a exercícios físicos foi o lançamento do Power Pad, lançado para o NES em 1986, tal aparato na verdade era um plástico bem foleiro que deveria ser aberto no chão, e um par de pessoas deveriam simular diversas posições do Kama Sutra utilizando círculos coloridos estampados em tal pano para marcar pontos. Obviamente o jogo foi um fracasso, pois se hoje em dia os nerds ainda são virgens derrotados, imagina em 1986, eles jamais teriam alguma amiga para chamar para jogar esse negócio, tendo que ficar se esfregando nos amigos cheios de acne, sem dúvidas algo bem grotesco que não teve futuro.

Com o enorme fracasso do Power Pad, a indústria dos videogames passou os próximos anos alimentando o sedentarismo nas crianças sem lançar nenhum jogo de exercícios físicos, e somente em 1999 com Dance Dance Revolution e Pump It Up veio a moda dos jogos de dança, mas nunca que um jogador conservador e original jamais se aproximaria de tais jogos nos shopping, ficando estes jogos reservados para gente descolada e legal.

Com o maior crescimento da consciência sobre a saúde física, muitas bizarrices começaram a surgir no mundo, como o Exertris que é uma bicicleta ergométrica acoplada num jogo tetris, e o Gamercize que são aparatos de tortura medieval que podem ser montados no PlayStation 2.

Tarados fetichistas por voyeur também foram incluídos no mundo dos videogames em 2005 com a chegada do Kinect e do primeiro jogo lançado o EyeToy: Kinetic, e depois os demais jogos de Kinect que obrigavam as pessoas a se levantarem do sofá e controlar um boneco leproso desossado com lag e enjoar disso rapidamente como qualquer jogo fitness.

O ápice dos jogos fitness surgiu seguindo o sucesso incontestável do best-seller em mais de 100 países 50 Tons de Cinza e a popularização do BDSM entre todos casais do mundo, em 2006 a Nintendo lança o Nintendo Wii para introduzir casais a este mundo de luxúria anteriormente tão obscuro e proibido, criando um aparato de video-game para o público sádico e masoquista, cujos principais instrumentos de tortura eram o Wii Remote (um vibrador num formato desconfortável) e o Wii Balance Board (uma prancheta que serve de base para sessões de tortura sexual, amenizado como sendo jogos de yoga e zumba), mas havendo muitos outros aparatos, como algemas em formato de elástico para prender pulsos e um plug-anal denominado de Nunchuk.