José Sarney

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Sarney achou este artigo engraçado e diz que o autor do mesmo já possui uma posição avantajada na Câmara

Aviso importante: Politicagem aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa com sua opinião sobre a TAM, o PUM ou o PAC. Seja engraçado e não apenas idiota.


Zé Sarnento
Freddiemercury.jpg
Presidente de República das Bananas
Período 15 de março de 1985
31 de fevereiro de 1990
Vice-presidente Ele já era vice, seu mongo!
Predecessor Tancredo Neves Figueiredo
Sucessor Fernando Collor
Pessoal
Nascimento 24 de abril de 1830
Maranhão
Profissão Ladrão de bosta Político
Inventor da taturana embaixo do nariz
Batedor de carteira nas horas vagas.
O tamanho da influência de Sarney no Governo não é proporcional à longueza de um de seus órgãos, quer dizer, quando este funcionava.
Bandeira modificada do Maranhão após a independência.

Cquote1.png Você quis dizer: O cocô da mosca do cocô do cavalo do bandido Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: Dom Corleone Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: Dono do Maranhão Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: O maior feiticeiro do Brasil Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: José SarnECA Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: Mário Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: Corrupção Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: Filho de Satã Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: José Sarnento Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: José Serra Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: Dono do Maranhão Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: Hideki Tojo com cabelo Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: O Poderoso Chefão Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Você quis dizer: Mumm-Rá Cquote2.png
Google sobre José Sarney
Cquote1.png Quem? J'zé Sarney? Rapá, esse caboco é um boiola siô! Cquote2.png
Povo maranhense sobre José Sarney
Cquote1.png Eu vou fugir é pro Acre, pra ninguém me achar. Cquote2.png
José Sarney, fugindo da crise, já que no Maranhão está manjado, vai para o seu outro estado de Fim de semana
Cquote1.png Nossa que bom, eu fico tão sozinho por aquí. Cquote2.png
Michael Jackson sobre o comentário acima
Cquote1.png Ninguém tem paciência com ele!!!! Cquote2.png
Chaves sobre Jusé Sarney
Cquote1.png Brasileiros e Brasileiras!!!! Cquote2.png
José Sarney
Cquote1.png Político nordestino de merda! Cquote2.png
Capitão Nassimento sobre Sarney
Cquote1.png Nosso mestre! Cquote2.png
Irmãos Metralha sobre Sarney
Cquote1.png A crise é do Senado, não é minha é do Senado!! Cquote2.png
José Sarney sobre os intermináveis escândalos do Senado, onde é presidente
Cquote1.png Na União Soviética quem deixa a inflação na miséria é VOCÊ!!! Cquote2.png
União Soviética sobre Sarney
Cquote1.png Vem cá, te conheço? Cquote2.png
Laura (Maria Clara Gueiros sobre Sarney
Cquote1.png Na política brasileira, não há porta de saída, apenas de entrada. Cquote2.png
Sarney, explicando o porque de não largar o osso
Cquote1.png Marrapáaaaaaaa! Cquote2.png
Maranhense sobre Sarney
Cquote1.png Filho da puta! Cquote2.png
Figueiredo sobre Sarney
Cquote1.png José Sarney não tem um organograma no senado, ele tem uma árvore genealógica. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Sarney e seu nepotismo.
Cquote1.png EI, SARNEY...VAI TOMAR NO CÚ!!!! Cquote2.png
Cem mil espectadores do show do Capital Inicial no Rock in Rio
Cquote1.png EI, SARNEY...VAI TOMAR NO CÚ!!!! Cquote2.png
Mais cem mil espectadores do show dos Detonautas no Rock in Rio
Cquote1.png FORASARNEY!!! Cquote2.png
Estudante sem vida que nem sabe o que está acontecendo mas fala isso porque todo mundo no Twitter fala sobre Sarney
Cquote1.png Isto é uma coisa simplesmente medonha Cquote2.png
Primeiras Impressões de Vladimir Safatle sobre livro de Sarney que seria traduzido para o alemão

Cquote1.png Antigos espíritos do mal,transformem essa forma decadente em Sarney ,o de mandato eterno!! Cquote2.png
Mumm-Rá fazendo a sua macumba pra ganhar eleição
Caricatura de José Sarney
Sarney na sua última viagem para a Áustria (paga com verba do Senado, é claro)

José Stalin Ribamar Sarney, ex-presidente do Brasil de 1985 a 1990, gênio das letras e imortal da Academia Brasileira de Letras, Imperador Constitucional do Maranhão, Senador vitalício do Amapá, autor dos sensacionais Marimbondos de Fogo e do Plano Cruzado é ne realidade Darth Bigode, um Lorde Sombrio de Sith que controla o Império Democrático Absolutista Brasileiro com o apoio dos Tucanos Azuis e dos Sapos Barbudos Vermelhos.

Como nasceu José Sarney[editar]

Sarney exerce sua influência nos States. O chefe de Polícia de Bee Movie foi criado à sua imagem e semelhança
O pai de José Sarney era um artista popular. Vendia bonequinhos de Lampião, sanfonas recondicionadas, educação para argentinos e até mulheres para o Clodovil. Um dia, comeu uma comidinha simples: dois pratos de sarapatel, duas muquecas, uma buchada de bode com os chifres e tudo porque estava com preguiça de mexer na própria cabeça. Tomou também duas doses de noku e um litro de jurubeba do norte com catuaba que fazia bem pro cu. Com esta merda toda na barriga, sentiu uma puta caganeira. Estava na praia, procurou um coqueiro livre pra cagar atrás dele, mas estavam todos ocupados por maranhenses cagando e andando. Em desespero de causa, apanhou um côco onde pudesse soltar o cocô. Aliviou-se, esvaziou a barriga e encheu o saco de quem está lendo e também o cocô. Segurou o cocô e ia jogar no mar, mas teve uma ideia. Guardou a merda do cocô que estava cheio de merda, pintou um bigode e ficou admirando a obra-prima até que Paulo Salim Maluf descobriu a merda toda, pegou o cocô, colocou um ingrediente extra na mistura - O Elemento X, enxertou num sujeito que tinha nascido sem a cabeça e o Franskenstein do Maranhão virou presidente do Brasil. Mas que merda, hein!
Sarney antes de ser político perseguia uns gatinhos

Diz a História que até o nome de Sarney é mentira... O avô do Sarney se chamava Ney e arranjou um serviço de office-boy em um escritório da Great Western of Brazil Railway (companhia ferroviária inglesa, avó da RFFSA), mas, o moleque Ney era um tremendo vagabundo que só vivia fugindo do trabalho, e o gringo inglês a quem o ocioso Ney enrolava ficava procurando pelo malandro gritando dentro do escritório “sir Ney... sir Ney...”, a mundiça tupiniquim maranhense entendia “sarney” e gozavam o vadio dizendo que o inglês achava que ele tinha sarna, e o indolente Ney popularizou-se como Sarney. O aspirante a político Zé de Ribamar resolveu tomar vantagem desta pecha transformando-a em nobreza - coisa de todo politiqueiro malandro, fazer os vícios virarem virtudes -, assim, adicionou o Sarney ao próprio nome e “dourou a pílula” mandando espalhar que “sir Ney” era uma homenagem ao seu ilustríssimo avô dado por um poderoso e eminente visitante estrangeiro, a estória ora dizia ser Winston Churchill em visita incógnita ao Brasil, ora dizia ser o presidente americano Harry Truman, ora dizia ser Gandhi que veio participar como passista em um desfile em uma escola de samba do Rio, segundo o próprio Sarney esta versão é a mais certa e toma o finado Clodovil como testemunha ocular desse crime; fato só revelado recentemente porque o Sarney queria preservar a imagem viril do Clodovil, pois, a revelação sobre Gandhi ocorreu quando ambos dividiram uma cama em um cruzeiro Gay no Caribe pago às custas do erário público brasileiro. Desta forma, a "herança ilustre" passou para José de Ribamar Ferreira de Araújo, o monarca do Maranhão, José Sarney, popularmente, Zé das Sarnas.


Depois de tão nefastas ações, o Sarney entrou na lista negra do Jack Bauer como inimigo N° 1 do Universo depois do pagode, e está finalizando os planos para finalizar o Sarney em seu próximo filme.

Governabilidade a todo preço[editar]

Veículo oficial de Sarney em suas visitas pelo seu domicílio eleitoral
Cquote1.png Se for para algum desses aventureiros tomar a coroa, que sejas tu, meu filho Cquote2.png
D. João VI sobre D. Pedro I e a Independência do Brasil

Cquote1.png Se for para algum desses aventureiros tomar a coroa, que sejas tu, minha filha Cquote2.png
José Sarney sobre Rosena Sarney e o trono do Maranhão

Sarney é exemplo vivo de governabilidade no pais. Desde Cabral Sarney vem governando o pais. Tomou posse como Deputado em 1959. Foi garçom líder do boteco Governo de Jânio Quadros. Quando da ditadura, Sarney estava lá ao lado dos Militares, foi eminente deputado da ARENA e logo depois presidente do PDS (nome de rebatismo da ARENA) que foi rebatizado de PFL. Quando da redemocratização, Sarney estava lá e era vice-presidente do governo democrático. Finalmente ele chegou lá, chegou embalado pelos sons dos zabumbas e tarós de Codó (um dos currais da fazenda Maranhão) onde encomendou aos feiticeiros codoenses uma passagem de ida para o velho Tancredo. Tancredo trancou-se e o Zé de Riba assumiu e ainda pediu mais um ano de mandato.

Antes de vir ao Brasil, Sarney já demonstrava extensa experiência política em seu currículo. Foi Faraó no Egito Antigo tendo deixado seu reinado em mãos de sua filha Cleópatra Roseanna. Assessorou, na Mongólia, o reinado de Genghis Khan, sendo vaiado pelo povo por ter desviado o dinheiro público no escândalo dos Cavaleiros do Estepe acabou renunciando ao cargo. Ao fazer um convênio com Edir Macedo no Séc. V se encaminhou para o Brasil, local no qual onde chegou e imediatamente casou-se com Gretchen tendo três filhos: Pikachu, Radhamantis e Paulo Coelho.

Em breve nas piores livrarias do país.

O próprio imortal, depois de ter sido Presidente da República, não quis largar o osso e se aposentar. E, enquanto o diabo não o carrega, Sarney exerce com fome sua influência política. Escreveu até um livro intitulado "O Dono do Mar" O que será que ele quis dizer? "O Dono do Mar(anhão)". Percebendo que o Maranhão não o elegeria, comprou votos de índios passa fome do Amapá e, com menos votos que elegeria um vereador na Vila Xurupita, tornou-se múmia paralítica SenilDor do Cão-gresso Nacional. Curiosamente, cogitara inicialmente comprar uma casa de veraneio fixar residência na reserva indígena Roraima e eleger-se SenhorDono por esta Unidade Indígena Federada, mas acabou optando pela Floresta Nacional Federada do Amapá, mais próxima ao Maranhão.

Eleito e coroado empossado SenhorDono, aliou-se ao FHC, ao Lula, a Dilma e se junta com qualquer fdp que apareça para manter o seu nefasto feudo, provando que se pode SIM acender uma vela para Deus o Diabo e Satã. Sarney tem bom trânsito político, conversa diariamente com Deus, com o Diabo e com o responsável pelo purgatório, e indicou ministros e secretários para todos eles.

Finalmente, num golpe de mestre, deixou o PFL e migrou para o PMDB, mas deixou sua ar-rebenta, a grande Roseana Sarney no PFL para governar em seu nome a colônia da família, o estado mais atrasado do pais Maranhão; mas, o PFL não era de ferro e sucumbiu a fúria sarneada, hoje, sorumbático, sobrevive com a alcunha de PR - Partido da Ré-Pública.

Para garantir a desgovernabilidade brasileira, convenceu a NASA a gastar todo o seu orçamento em festas reagadas a álcool, viados e prostitutas no Cão-gresso Brasileiro, isto faliu essa autarquia estadunidense mandando-a de vez para o espaço; quem disse que o Sarney não influencia o mundo.

Grandes Feitos do Sarney[editar]

Em seu desgoverno, o Sarney às custas de grande endividamento externo, realizou faraônicos desvios de dinheiro público e ampliou a sua presença na economia do Maranhão, quer seja nas áreas de comércio e energia como nas telecomunicações e bancos. Mas, o Sarney não foi totalmente inútil, também fez o seguinte:

• fez o crescimento econômico brasileiro perder o ritmo de vez com o Congelaumento, e a partir de então a crise econômica do país e as dificuldades da Nação se agravaram.

• Em 1986, detonou o BNH - Banco Nacional da Habitação, criado em 1964, para fornecer crédito para habitação da população.

• Em fevereiro de 1987, o governo declarou moratória unilateral da dívida externa brasileira. Criando uma inflação jamais vista na história do país.

• Em 1988 promulgou a Constituição Federal com a inserção de artigos desconexos pertubando a ordem jurídica de vez.

O Plano Inflação Cruzado[editar]

Eu sou fiscal do Sarney, e você?
Sarney salvou o país fodeu de vez com o demônio da inflação. Assim que ela começou, Sarney fodeu de uma vez pro todas tentou salvar comprando todos os produtos que vinham de importação pro Brasil com todo dinheiro que tinha da reserva nacional e assim vendia todos esses produtos para a população por preços baixíssimos e assim enganando toda a população que pensou que ele estava fazendo um bom governo e que tinha solucionado o problema da inflação, mas isso foi bom.......por um tempo! Depois como consequência, o demônio voltou e muito mais bravo! Foi a inflação mais alta do Brasil, se não do Mundo, 83,4% AO MÊS!!! Totalizando 6.400% em um ano, um feito histórico do Sarney não batido até hoje em toda a história do Universo.
O viado atleta Sarney em 1986, treinando para dar cruzados de esquerda nos brasileiros.

Em sua época foi trocada a moeda, para o Cruzado, simbolizando o que o trabalhador levaria na cara todo dia durante o seu desgoverno.

A liga da justiça revisitada, os Fiscais do Sarney, se ergueram em todo o Brasil pelo congelamento, brilhante ideia de congelar a remarcação de preços para ver se a remarcação parava, mas Sarney permitiu um mega aumento antes de congelar os preços foi o célebre congelaumento, marca registrada da ditadura presidência de Sarney.

Mas o brilhante presidente não contava com as revoltadas leis da Economia. Rebeldes, os congelados tiraram seus produtos das prateleiras, e o congelamento acabou. Centenas de preços derreteram e aumentaram o nível dos mares, provocando muitas inundações, especialmente em São Paulo, terra da garoa.

Mas, tudo isto não preocupava o Sarney que devotava o seu tempo para fazer o seu sucessor, o Fernando Collor de Mello.

Escândalo na Presidência do Senado[editar]

É uma injustiça o que estão fazendo com o poeta, jornalista e senador José Sarney. O Lula tem razão: Zé Sarney não é um cidadão comum! Ele é um dos poucos brasileiros que têm um personal estado da federação só dele, o Maranhão. Aliás, um estado só, não. Ele tem dois: o Maranhão e o Amapá, onde passa os fins de semana. Não contente em ser o imperador do Maranhão, também acumula a presidência do Senado em Brasília. Onipresente e ubíquo, Sarney está em vários lugares ao mesmo tempo e, por isso mesmo, recebe auxílio-moradia em cada um dos seus domicílios. E, como se não bastasse, Sarney também tem uma rica vida intelectual. Além de ser o escritor preferido de Millôr Fernandes, Zé Sarney é um homem místico e também se dedica ao ocultismo, principalmente o ocultismo de verbas públicas. Praticante da magia negra e da cabala, o alquimista José Sarney criou vários decretos secretos nomeando milhares de pessoas seus parentes e depois arrumou um emprego no Senado para elas.

"Grandes e pequenas também Obras" de Sarney pelo Maranhão[editar]

Sarney recebe todo o amor e carisma de um povo!
Não é verdade que Sarney nada faça pelo Maranhão. Sarney fez MUITO pelo Maranhão:
  1. No primeiro dia, Sarney criou o céu do Maranhão. As águas da Bahia de São Luis cobriam o vazio.
  2. No segundo dia, Sarney levantou as terras do Maranhão das águas.
  3. No terceiro dia, Sarney criou as dunas do Maranhão
  4. No quarto dia, Sarney criou as matas do Maranhão e os bichos do Maranhão
  5. No quinto dia, Sarney criou o maranhense, já com título de eleitor para votar na Roseana
  6. No sexto dia, Sarney chegou ao ápice máximo da criação. Criou a Mulher e governadora perfeita, Roseana Sarney.
  7. No sétimo dia, Sarney descansou com uma abonada pensão de senador do Maranhão pago pelo eleitor maranhense.
  8. No oitavo dia, Sarney morreu e o eleitor descansou.

Grandes Obras de Sarney pelo Amapá[editar]

Foto da época em que Sarney trabalhava no Xou da Xuxa como um dos paquitos.

O Sarney não sabe onde fica o Amapá.

O Sarney confunde o Amapá com mapa.

Quando falam Amapá, o Sarney diz "adondes???"

Mas, o Sarney também fez grandes obras pelo Amapá:

  1. No primeiro dia, Sarney criou o Amapá com uma sobra do Pará e um pedaço da Guiana Francesa.
  2. No segundo dia, Sarney se elegeu senador pelo Amapá trocando votos de índios por cachaça.
  3. No terceiro dia, Sarney se reelegeu senador pelo Amapá trocando votos de índios por cachaça.
  4. No quarto dia, Sarney se reelegeu senador pelo Amapá trocando votos de índios por cachaça..
  5. No quinto dia, Sarney se reelegeu senador pelo Amapá trocando votos de índios por cachaça..
  6. No sexto dia, Sarney se reelegeu senador pelo Amapá trocando votos de índios por cachaça..
  7. No sétimo dia, Sarney se aposentou com pensão completa de senador pelo Amapá.
  8. No oitavo dia, Sarney inventou o cheiramento de gatinhos e elegeu um mafagafo como senador do Amapá.
  9. No nono dia, Sarney criou a Manhoca e elegeu um boneco-palito como senador do Amapá.

Grandes Obras de Sarney como estadista brasileiro[editar]

Tumbleweed01.gif

Fúria de Titãs[editar]

Te cuida Desciclopedia!
Uma prática amapaense muito comum é a censura aos blogs, de onde Daniela Cicarelli triou sua inspiração. Dado a grande cumplicidade com a justiça, o imortal senador moveu justíssimos processos contra blogs criminosos por terem publicado uma charge que em muito ofendia o grande ex-presidente Sarney.

Um tesão de bigode[editar]

Sarney nem sempre teve taturana debaixo do nariz bigode, veja esta prova: esta foto de aniversário aos 15 anos extraída do seu álbum de recordações queridas; a comemoração (e que comemoração!) foi numa boate gay com direito a bundalelê e tudo mais!

Nos anos oitenta, o bigode de Sarney foi tema de muitas fantasias eróticas femininas e masculinas. Um bigodão roçando o clitóris era tudo de bom em 1986. Hoje é algo anacrônico que nem mesmo o Sarney sabe porque usa, talvez para esconder o preenchimento de lábio que não deu certo, de todo modo ainda serve de referência para o pessoal de serviço de limpeza do Cão-gresso nacional tipo: está vendo aquele sujeira por trás daquela taturana desmilinguida, cuidado com ela, pode te dar fim.

Um homem atual, e que fim levou?[editar]

Movimento pró renúncia de Sarney da Presidencia do Senado, que já mobilizou pelo menos mais de 10 pessoas em Brasília, umas 50 no resto do pais (São Paulo, SP) e outros tantos famosos: Marcelo Tas, Marcos Mion, etc...

O diabo ainda não levou o Sarney, ainda mora na Ladrolândia, mas não é nem sombra do rei das tramoias do passado. Vejamos:

A principal dedicação de Sarney hoje em dia é atrapalhar ajudar o governo Dilma Roussef pedindo cargos para seus aliados alegando a tal da Governabilidade, por exemplo, mês passado pediu emprego de porteiro do Senado para um nordestino de sua terra natal, e, anteriormente o emprego de testador de rede para um baiano.

Cquote1.png Se o ôme disse, é bão tu obdecê... Cquote2.png
Juiz do Amapá sobre Sarney

Outra ocupação é processar quem ouse falar mal dele na internet é amar as letras e compor seus poemas e livros, como maior autor brasileiro de todos os tempos. Mas, é fato que atualmente o Sarney se encontra escanteado, e não há volta; tudo começou com alguns problemas para imperar presidir o Senado e terminou com os índios que votavam nele em troca de cachaça barata passarem a exigir uísque scotch, aí foi o fim da carreira presidencial do velho maroto.

Embora houvesse provas de nepotismo, promoção de atos inconstitucionais ao longo de 16 anos em segredo, formação de quadrilha, e outras centenas de bandidagens, no entanto, tudo deu em nada para o Sarney. Aliás, tudo está caindo no esquecimento, como o velho sacana ex-presidente e seu amor por dar empregos no senado, a corrida de malandros em seu encalço em busca de dividir benesses ilegais, entre tantas outras situações fraudulentas, e até esforços apropriados de um grupo de pensadores da pequena mídia brasileira (não global) ao tentar mobilizar pessoas pelo Brasil a/e fora para a campanha FORA SARNEY!!, como vista ao lado, mas, ninguém lembra mais, é a senilidade do malandro Sarney e a alforria dos brasileiros, pelo menos deste decadente politiqueiro charlatão.

Conjugando o verbo Sarnar[editar]

Eu te Sarney

Tu te Sarnaste

Ele te Sarnou

Nós te Sarnamos

Vós te Sarnastes

Eles te Sarnaram

Você se Fodeu

Conselhos, Opiniões e Outras sobre o Sarney[editar]

  • Não é o veludo francês das cadeiras do senado que está piorando as suas hemorroidas, mas sim a sua fraudulência intestinal ! - Médico do Sarney
  • O senhor não pode levar a privada do hotel na sua bagagem diplomática de volta ao Brasil ! - Ascensorista do Waldorf Astoria New York - 5 Star Luxury Hotel
  • Monsieur Président não está esquecendo de tirar os talheres do bolso? - Porteiro do Alain Ducasse au Plaza Athénée Luxe Restaurant na saída do restaurante parisiense


Ver também[editar]

PROCURADO

Sarneyzabra.jpg

José Sarney é procurado por crimes contra
a sociedade e é extremamente perigoso.

Procurado vivo ou morto (de preferência morto).
Recompensa: 10 Milhões de Cruzados


Precedido por
Caramuru
Imperador do Maranhão
19501985
Sucedido por
Roseana Sarney
Precedido por
Figueiredo
Bandeira do Brasil.jpg
Presidente Ditador

Vice-ditador substitutivo empossado do Brasil
19851990

Sucedido por
Collor
Precedido por
Renan Calheiros
Presidente do Senado envolvido em escândalo
2009
Sucedido por
(atual)
Latino.png Este artigo se trata de uma personalidade mortalmente, incrivelmente e filhadaputamente odiada!
A casa dessa pessoa vive quebrada e pichada.

Conheça outros filhos da puta clicando aqui.

}

Fhc222.jpg
História do Brasil: Nova República (1984 - até agora)

Eventos, coisas e ideologias que você não acompanhou porque estava com preguiça de ler as chatices da Veja

Diretas JáImpeachment de Fernando CollorPlebiscito de 1993Plano CruzadoPlano RealPrivatizaçãoMensalãoDólares-de-cuecaDesarmamentoGuerra de independência do Tapajós e CarajásBadernas no Brasil em 20137 x 1Badernas no Brasil em 2015PEC 37PetrolãoMP664/665Pedalada fiscalOperação Lava JatoImpeachment da DilmaRio 2016


Presidentes ditadores e outros canalhas de que de vez em quando você ouve falar
Dom Tancredo IDom Sarney IDom Fernando IDom Itamar I, o topetudoDom Fernando IIDom Mula IDom Dilma IDom Temer I

v d e h
Ladra02.gif POLÍTICO$ DO BRA$IL

José Sarney tem jatinho particular

Outros políticos em que você já votou e se arrependeu:

Din.jpg