Estudiante de la desgracia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

}

Cquote1.png Você quis dizer: Diabo Cquote2.png
Google sobre Juan Verón
Cquote1.png Você quis dizer: Bruxa do 71 Cquote2.png
Google sobre Juan Verón
Cquote1.png Você quis dizer: Vera Verão Cquote2.png
Google sobre Juan Verón
Cquote1.png Você quis dizer: La Brujita Cquote2.png
Google sobre Juan Verón
Cquote1.png É Verón Cquote2.png
Italiano sobre Verón
Cquote1.png Puxou o pai... Cquote2.png
Juan Ramón Verón sobre seu filho
Cquote1.png Ele era engraçado na Praça é Nossa, mas morreu Cquote2.png
Carla Perez sobre Verón

Lindomar Verón contra o Juventus da Mooca

Juan Sebastián Verón, mais conhecido como Verón, Bruxa do 71 ou Vera Verón é futebolista argentino que atua como meio-campista. Atualmente é dono, jogador, técnico e outras mais de 8 mil funções no Estudiantes.

Carreira[editar]

A carreira de Verón se resume a dois momentos: "No Estudiantes" e "Fora do Estudiantes". Desde cedo, quando ainda pera apenas um mero garoto recém-saído da escolinha do clube, Verón já sabia para aquilo que seria destinado. Ele se tornou o primeiro bolsista do futebol mundial, sendo mandado para clubes grandes a fim de estudar e ganhar experiência para voltar afinado pro seu time do coração.

Como parte desse programa de estudos, Veron jogou em muitos clubes importantes do futebol internacional. Primeiro na Itália, terra de seus antepassados, pois todo argentino é metade italiano. Atuou na Parmalat, na Sampdoria e na Fascio. Depois foi para a terra da rainha, Inglaterra, para jogar pelo Unidos do Homem de Peru e depois no Chelsinha. Foi nessa época de viagens internacionais que Verón desenvolveu o look que seria sua marca registrada: cabelo penteado no estilo niilista com um bigodão e cavanhaque de bandido mexicano.

Retornou após anos a sua terra natal. Fez jus ao nome do clube, foi um bom estudiante. Em 2009 aplicou seus conhecimentos para vencer a Libertadores como o líder do time. Na competição ficou marcada sua parceria com Mauro Boselli. Os dois se entendiam dentro de campo mas foram era diferentes, tinham gostos divergentes. Por exemplo, Mauro gostava de inverno e Juan Verão.

Na Seleção Argentina foi convocado durante muitos anos, porém nunca jogou muito, ficava mais no banco para poupar esforços pros jogos do Estudiantes. Quando entrava em campo era mais pra sondar terreno ou avaliar algum adversário futuro do Estudiantes, o que explica sua baixa competência taxa de gols. Mesmo assim esteve presente nos fracassos mundiais de 1998 e 2002 até que perdeu espaço devido a idade.

Porém, após o sucesso com seu time do coração em 2009, Verón reconquistou seu espaço na seleção nacional pela enésima vez, sob comando de Diego Maraconha. Foi para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, era para ser o comandante do meio de campo, mas como ficava cansado já aos 25 minutos do primeiro tempo, perdeu a vaga de titular.

Fã-Clube[editar]

É conhecido em seu país como La Brujita ("A Bruxinha"). O apelido é o diminutivo da alcunha de seu pai, o ex-jogador Juan Ramón Verón, que era conhecido como La Bruja ("A Bruxa") e também por ser muito feio.

Também é considerado o maior ídolo do Patético Mineiro, por ter feito algo que as frangas nunca fizeram: ganhar das marias no Mineirão em final de campeonato.


Flag of Argentina.svg
Flag of Argentina.svg

Goleiros: FillolGoycocheaAbbondanzieriBurgosIslasPumpidoCarnevalliRomeroCavallero -Zagueiros e Laterais: BauzaBatistaCáceresMascheranoPassarellaHeinzeSorínSamuelPerfumoZanettiAyalaZabaleta -Meias: MaradonaBurruchagaRiquelmeMartinoCambiassoGallardoDi MariaAimarOrtegaGuiñazuD'AlessandroGagoRedondoSimeone -Atacantes: BalboDíazMedina BelloMessiHiguaínLópezTevezKempesBatistutaPalermoDiego MilitoVerónAgüeroLavezziDi StéfanoCaniggiaCrespoCavenaghiPalacioSívoriStábileValdano