Juggernaut (Dota 2)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
JeanClaude van Damme.jpg Este artigo trata de um Bad Boy!

Se você é considerado um cara fodão, ou um valentão que sempre dá uma de fodão, seja bem-vindo, mas se vandalizar, vai morrer fudido!

Pensador trabalhando.jpg Juggernaut (Dota 2) é um filósofo
Portanto também é um deficiente mental...

Este é mais um desocupado que não tinha porra nenhuma pra fazer além de contemplar a empolgante vida sexual dos caramujos-de-jardim. Se você é uma pessoa provida de um pouco de sanidade mental, vá procurar algo melhor para ler, como uma bula de remédio!

Yurnero
Juggernaut dota.png
Nascimento 1997
Ilha das mascaras
Idade 20 anos
Altura 1,74
Peso 63 quilos
Estilo de luta Cortar dentro! (Alguém me mata)
Arma preferida A cortadora de pão
Técnica Máxima Secreta Usar o Omnitalho e virar o Jiraia cortando todo mundo
Religião Macumbeiro
Profissão Mestre lutador
Característica marcante Fala. Sempre. Pausando. A. Cada. Palavra.
Comida favorita Desconhecido
Frase favorita "Pela visão da vingança, que se afogou junto da ilha das mascáras, continuarei os ritos dos sem-face."
Esporte Esgrima
Mania Trolar dizendo que não possui face.

Cquote1.png Meu melhor amigo! E também meu único... Cquote2.png
Sven sobre Juggernault
Cquote1.png É disso que eu gosto, um homem com ATITUDE! Bem, não nesse sentido, hehê. Cquote2.png
Monkey King sobre Juggernault
Cquote1.png ELE ME COPIOU! Cquote2.png
Juggernault (DC) sobre Juggernault
Cquote1.png Não. Diga. Cquote2.png
Juggernault (Dota 2) sobre a fala acima

Juggernault, ou yurnero, ou cortador de pão, ou assassino sem face, ou o último sem-face, é um herói de agilidade do dota 2 que é o Juggernault. Como isso, você me pergunta? Simples, se ele não é capaz de passar por algo, ele CORTA esse algo. Isso pode ir desde uma pessoa até uma montanha. O Yurnero é burro foda demais pra discernir a diferença entre uma pessoa e montes de terra gigantes. Qualquer e todo ser que ficar na frente dele é despedaçado em fatias de pó, sem exceções. Se seu inimigo tentar retaliar, Juggernault pode utilizar de seu macumba mágica de cura secreta, famosa por curar desde cortes de papel até mesmo AIDS. Por último, numa última opção, o Yurnero pode pular nos seus inimigos com uma técnica secreta de cortes que aprendeu após assistir horas de naruto, atacando seu inimigo com cortes impiedosos. Sua única fraqueza é agir melhor quando os grupos de inimigos são menores, mas ei, como o próprio Juggernault já disse, quantos mais desafios melhor, assim a batalha dele vai durar mais que 1 segundo.

História[editar]

A ilha das mascaras era um lugar simpático. Acontece que o "era" na frase não foi colocado a toa. Juggernault foi um dos moradores desse local pacato. Ele vivia uma vida normal, treinava, trabalhava, conversava, fumava maconha e etc. Um dia, porém, ele descobriu que um chefe corrupto de sua tribo estava roubando dinheiro do povão. Puto da vida, ele tentou contar pros outros o que estava ocorrendo, mas assim como no Brasil, ninguém o levou a sério, e ele foi acusado de trair o movimento punk das mascaras. Yurnero foi apedrejado em público, teve sua poupança molestada, suas costas queimadas, e o pior de tudo: Foi obrigado a assistir a todas as temporadas seguidas de Zorra Total, sem pausa. Depois dessa tortura, eles decidiram que a ilha não era mais um local pra alguém "corrompido" como o Yurnero, e colocaram ele num bote com direção para a Terra do Nunca. O que eles não sabiam, porém, era que eles tinham acabado de salvar a bunda do Juggernault.

Mal tinha o Juggernault saído da ilha, que o desastre ocorreu: Um tsunami gigante, que mais parecia o Poseidon tendo um ataque epilético, ocorreu na ilha das mascaras. Apesar de ter um território extremamente grande, a ilha mal ficava acima do nível do mar, e o tsunami foi o bastante pra fuder de vez com a vida de todos que moravam lá. Uma hora depois, tudo o que o Yurnero conseguiu ver da ilha era os corpos daqueles que tentaram fugir do desastre. Não que ele se importasse, pelo contrário, ele quase caiu do bote comemorando o karma divino que aqueles malditos tinham sofrido. Aí ele se tocou que ainda etava num bote em direção ao infinito, e ficou depressivo de novo. Por sorte, ele conseguiu sobreviver várias semanas nessa situação comendo do musgo que estava crescendo da borda do bote, que ficava ótimo com o sal que ele trazia no bolso. Quando chegou no continente mais próximo, ele se tocou que era o último ser da sua raça, e decidiu sair por ai bebendo e matando gente pra ver se um dia ele ficava rico e montava uma escola de artes marciais.

Habilidades[editar]

  • Fúria da lâmina: Juggernault toma uma cachaça do seu bolso e começa a girar bêbado com sua espada que nem um retardado mental. Pode não parecer muito intimidador, mas não se esqueça, ele continua sendo um mestre de artes marciais. Esse giro causa dano a todos os inimigos próximos, e por causa da sua bebedeira o juggernault é capaz de ignorar todo o dano mágico que recebe, já que um fato pouco conhecido é que ficar bêbado te torna imune a macumbas e magias satânicas.
Yurnero fazendo cosplay
  • Sentinela de cura: Uma sentinela mágica que produz um ardor que sobre nenhuma circunstância tem a ver com maconha. Pelo contrário, a sentinela faz completamente bem a saúde, soltando um aroma de lírios misturados com limão e enxofre. Esses resíduos penetram a pele daqueles afetados e curam eles mais rapidamente do que o Mr Musculo limpa as impurezas de um equipamento eletrônico. A única desvantagem dela é que a sentinela é mais composta de papelão do que a carne friboi, e por isso quebra em 1 ataque.
  • Dança da lâmina: Os ataques de Juggernault são mais artísticos que a explosão das torres gêmeas, e por causa disso, existe uma chance dele ficar inspirado e dar um ataque tão lindo que explode o corpo do inimigo feito alguém que levou uma cabeçada do Zidane. Essa habilidade pode ativar durante o ultimate do Juggernault, mostrando que até mesmo quando ele está pulando no seu inimigo e cortando ao mesmo tempo ele consegue se concentrar e atacar com foco sem quebrar seu pescoço.
  • Omnitalho: Um ultimate extremamente foda que com certeza não teve seu nome roubado de uma habilidade de Final Fantasy. Ela envolve o Juggernault pegar sua espada, cheirar 10 quilos de crack misturado com cachaça, e ficar extremamente doidão, o fazendo pular em todos os inimigos próximos dele e sair cortando todo mundo, causando um dano alto pra cacete. Tome cuidado, porém: O Juggernault fica tão doidão que ele não sabe diferenciar um minion de um herói, podendo potencial gastar todos os cortes em um monstro do mato, pagando o maior mico.

Fatos e curiosidades[editar]

  • Juggernault pode até não ser tão filósofo quanto o Earth Spirit (Ele está bêbado quase 30% do seu tempo livre, e portanto mal pode filosofar sem sofrer um colapso mental), mas eel tem seus momentos de genialidade. Por exemplo, após ficar numa pedra sentado por 1 semana seguida sem comer ou beber, ele descobriu que batatas são tubérculos, uma descoberta que impressionou o mundo do dota inteiro e o rendeu o prêmio nobel do mundo dota (Tá certo que seu único outro competidor era a Crystal Maiden, mas isso não vem ao caso).
  • Yurnero não tem nada a ver com AQUELE OUTRO juggernault da DC. Tipo, os dois não se dão nem um pouco bem. O da DC acusa o do dota de ter roubado sua frase de efeito, enquanto o dota não poderia se importar menos com ele estar incomodado disso, e diz que conseguiria solar ele qualquer dia desses. Até agora os dois não brigaram, afinal todo mundo tem medo de essa luta acabar com a explosão do planeta do dota inteiro, isso se não for o sistema solar inteiro que será destruído.
  • Quando não está cortando tudo o que vê pela frente com sua espada enquanto solta frases de efeito, o Juggernault é um cara extremamente amigável. Ele passa a maior parte do seu tempo livre conversando com o Tusk e o Bristleback no bar, e é provavelmente a única pessoa que consegue manter os dois próximos sem que eles tentem se matar que nem suicidas, parcialmente porque ele aceita pagar a conta dos dois sem pedir nada em troca.

Ver Também[editar]