Julian Solo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo é sobre o Poseidon dos Cavaleiros do Zodíaco, se procura o mitológico, veja Posídon.


Tubarão.jpg Este artigo é aquático!

E é especialista em natação. Se você vandalizar, ele te joga uma tsunami, então cuidado com os tubarões e não leia sem usar uma máscara de oxigênio.

Av-6054.gif "ΑΝΕΓΚΥΚΛΟΠΑΙΔΕΙΑ Η ΘΑΝΑΤΟΣ!!!"

Re, este artigo é grego! Ele come churrasco grego, joga tudo na janela do carro quando acaba e gosta de ganhar de Portugal na Eurocopa, além de estar endividado pra caralho.


Admmalvado.jpg Este artigo é sobre um vilão!

Isso significa que ele rouba, mata e faz outras coisas sem nenhum motivo. Se vandalizar este artigo, um super-herói irá lhe prender.



Julian Solo

God poseidon001.jpg

Classificação Reencarnação divina
Cavaleiro
Deus a que serve Poseidon
Armadura Poseidon
Golpes Fincar seu tridente nos outros
Perfil
Nacionalidade Bandeira da Grécia Grécia
Local de Treinamento Nasceu sabendo
Nascimento 21 de março (Peixes)
Frase Favorita "Ah é, não vai casar comigo? Então morra!"


Cquote1.png Você quis dizer: Imperador dos Mares? Cquote2.png
Google sobre Julian Solo
Cquote1.png Você quis dizer: Fura-olho do Seiya? Cquote2.png
Google sobre Julian Solo
Cquote1.png Experimente também: Saori Kido Cquote2.png
Sugestão do Google para Julian Solo
Cquote1.png Saori, case-se comigo! Cquote2.png
Julian Solo sobre Saori Kido
Cquote1.png Hum... Não! Cquote2.png
Saori Kido sobre a proposta de Julian Solo
Cquote1.png OWNED! Cquote2.png
Qualquer um sobre sobre a resposta de Saori para Julian
Cquote1.png Eu me caso com você, Imperador Poseidon! Cquote2.png
Tétis de Sereia sobre proposta de casamento
Cquote1.png Se você queria casar comigo, por que deu o anel pra Hilda? Cquote2.png
Athena sobre Poseidon
Cquote1.png Se tu não quer, tem quem queira! Cquote2.png
Poseidon sobre Athena
Cquote1.png Você não era casado com uma tal de Anfitrite na mitologia grega? Porque não procura ela... Eu não quero papo com você seu mentiroso de uma figa que fez lavagem cerebral em mim!!!! Cquote2.png
Hilda de Polaris sobre Poseidon
Cquote1.png O problema é que ela também não quer papo comigo e retirou todas as minhas finanças no processo de divórcio, e ela fez isso enquanto eu estava selado... e o meu filho Tritão gastou todo o dinheiro que ele herdou de mim em farra e bebida, porque vocês acham que eu sempre escolho alguém da família milionária Solo para encarnar. Eu sou divorciado será que ninguém percebeu isso ¬¬ Cquote2.png
Poseidon sobre Vida azarada dele
Cquote1.png Malandro é malandro e mané é mané podes crer que é... malandro é malandro e mané é mané podes crer que é... kkkk... esse Imperador Poseidon é um trouxa mesmo HIHIHIHIHEHEHEHEHEHAHAHAHAHAHAHA!!!! Cquote2.png
Kanon de Gêmeos sobre Poseidon
Cquote1.png Verme insolente Cquote2.png
Vegeta sobre Poseidon
Cquote1.png Enquanto o meu reino estiver sustentado pelo Pilar Principal, os Cavaleiros não vencerão! Cquote2.png
Poseidon sobre o seu reino
Cquote1.png Meu reino? Nããããããããooooo! Cquote2.png
Poseidon sobre o seu reino falido, depois da invasão dos Cavaleiros de Athena
Cquote1.png Meu primo em terceiro grau. Cquote2.png
Han Solo sobre Julian Solo

O Deus Mitológico[editar]

Poseidon preparado para dominar o mundo! Equipado com lança e tudo!

Poseidon é o deus dos oceanos, mares, rios, lagos, poças, goteiras e olhos d'água. Irmão mais velho de Zeus e mais novo de Hades, acabou vendo os melhores lugares para governar nas mãos dos seus brothers. O Monte Olimpo, local das festas e orgia dos deuses, ficou com o seu irmão Zeus e o Inferno, um dos melhores refúgios de verão, acabou ficando com Hades. Não tendo mais nada palpável pra tormar conta, deu-se por satisfeito ao ter que ficar com a parte líquida da Terra (já que era melhor do que nada, pelo menos na opinião dele) e lá ficou governando por muito tempo, em seu templo subaquático, o Templo de Poseidon.

Cquote1.png Agora fica aí dentro e te comporta! Cquote2.png
Athena para Poseidon

Porém, começou a ficar descontente (pra não falar muito puto da vida) quando a sua sobrinha, filha de Zeus, a Deusa Athena, começou a comandar a parte sólida do planeta, promovendo uma enorme catástrofe nos seus territórios aquáticos, já que os seus seguidores humanos viviam o incomodando, com a criação de barcos, navios, submarinos, canoas, jangadas e várias outras bugigangas para transpor os seus domínios (saudade dos tempos antes das Grandes Navegações). Já não aguentando mais isso, resolveu propor uma guerra contra a sua sobrinha, fazendo com que todos os locais de domínio dela fossem engolidos pelas águas que ele manipulava de uma forma magnífica, e assim se deu início ao conflito.

Para o azar do tio, Athena, além de ter um inteligência muito maior do que a dele (ela tinha um QI de mais de oito mil pontos), ainda era a deusa invocada para proteção contra guerras, ou seja, ela era muito boa em combate corpo-a-corpo. Assim sendo, acabou facilmente derrotando o seu tio esquentadinho molhadinho e, para completar ainda mais o trabalho, ainda deu (ui!) uma avacalhadinha no cara, trancafiando-o em um pequeno e escuro vaso, com um lindo coração desenhado na frente. Para evitar que ele saísse a qualquer momento, colocou um adesivo particular seu na boca do vaso, trancando-o por completo. Para piorar ainda mais a situação Atena convence sua esposa Anfitrite (ela não aparece em CDZ mas existe na mitologia grega) a se divorciar de Poseidon, e o filho dele Tritão herda o que sobrou das posses de Poseidon, mas gasta tudo em farra e bebida... deixando apenas 7 pilares,um templo submerso e um exercito chamado de Marinas de Poseidon. Humilhado, Poseidon prometeu vingança em uma próxima reencarnação. Isso ocorreu logo após uma senhora surra que Poseidon levou de Kratos, bom mas isso é história para outro dia.

Kanon de Gêmeos Dragão Marinho[editar]

O cara que fez Poseidon de trouxa.

Kanon era o irmão mau do (também mau) Saga de Gêmeos, ele não tinha nenhum deus a servir, pois a única que ele ainda poderia lutar em seu nome, era a que ele desejava matar (junto com o seu brother) para poder ter todo o poder sobre o Santuário. Contando todo esse papo para o seu irmão, que já era um Cavaleiro de Ouro, Saga indignou-se com ele, dando-lhe alguns especiais de porrada e, para evitar que ele voltasse a pensar nessas cagadas coisas (e acabar por concretizá-las), o prendeu em um esconderijo oculto numa montanha, que nenhum homem sequer escapou, perto do antigo Templo de Poseidon (já que o atual está embaixo d'água), no Cabo Sunion, uma prisão que inundava junto com o derretimento das calotas polares a subida da maré.

Poseidon em vestido roupão de festa

Trancafiado nesse local, Kanon tentou de todas as formas escapar, mas acabou só se fudendo ferrando, até que sentiu um poderoso chakra cosmo atrás dele, através de uma parede de pedras. Acreditando que pudesse ser uma saída, destrói a parede e se depara com o Tridente "mara" do Imperador Poseidon. Pensando em como aquilo poderia servir de uma boa alavanca para abrir as grades de sua prisão, ele resolve tirá-lo do local, porém, com a retidara do objeto, abrasse um buraco enorme e escuro no chão, e Kanon acaba caindo. Acordando, percebe que veio parar junto do atual Templo de Poseidon, no fundo do mar.

Admirando a paisagem (e já imaginando o quanto poderia lucrar com visitas turísticas ao local), Kanon adentra o Salão Principal e dá de cara com todas as Escamas Sagradas existentes (contando a do próprio Imperador dos Mares) e um lindo vasinho com um coração na frente. Querendo colocar algumas flores no vaso, acabou por retirar o adesivo de Athena e abrir o objeto. Com isso, o espírito de Poseidon sai e vai parar na sua própria armadura. Indagando Kanon por qual motivo o acordou às "onde da madrugada", ele conta que Athena já havia escolhido sua suscessora na Terra, Saori Kido, Poseidon então decidi ir escolher o seu (que sempre era um membro da Família Solo) e diz para Kanon tomar conta de tudo, que ele seria um dos seus Generais Marinas. Aproveitando a deixa, Kanon lança o seu Satã Imperial no novo corpo de Poseidon, controlando-o assim.

Julian Solo[editar]

Cquote1.png Athena, você fica comigo e terá dinheiro, iates e todo o oceano só para você! O que acha? Cquote2.png
Poseidon dando uma cantada em Athena, enquanto faz uma massagem para convencê-la

Julian Solo era o filho único de uma grande e rica família de empresários do ramo marítimo. Apesar do tamanho de um jogador de basquete, ainda tinha somente dezesseis anos quanto conheceu a linda e gostosa Saori Kido. Virgem do jeito que era, Julian queria perder o seu cabaço com Saori. Já tendo uma vida feita, pois papai pavaga tudo o que o filho quisesse, decidiu pedi-la como sua esposa (prometendo-lhe amor, dinheiro e um carro novinho). Mas Saori deu para ele (ui!) um belo de um fora, dizendo que isso não era para ela pois da fruta que ele gostava ela comia até o caroço, pois não o amava (como se para sexo e dinheiro fosse necessário amor), deixando-o a ver navios (com perdão do trocadilho) e a servir como exemplo de chacota entre amigos.

Julian mostrando que é macho, acordando Athena no seu cafofo, depois de uma noite daquelas.

Esse foi o momento propício para o espírito de Poseidon, que dormia nele, despertar. Aproximando-se de uma encosta, próxima ao mar, deu de encontro com a gostosa Tétis de Sereia, que lhe contou toda a verdade (de que era a reencanação de Poseidon, o Imperador dos Mares, e tudo o mais), levando-o para o seu templo no fundo do mar. Lá ele convoca os seus Sete Generais Marinas e começa o seu plano de vingança contra Saori Kido, que ele descobriu ser na verdade o corpo da Deusa Athena. Mandando seu General Sorento de Sirene até Asgard, entrega-lhe um anel que este deve dar para a representante do deus secundário Odin, Hilda de Polaris (junto com uma caixa de chocolates). Esse Anel de Nibelungo controla a mente de Hilda deixando-a tarada louca, com sede de destruição e assim ela propõe uma luta contra o Santuário.

Athena abusando da hospitalidade de Poseidon

Athena nesse momento evita que o gelo de Asgard derreta (o aquecimento global já era forte nesse momento), sendo esse o papel que Hilda não exerce desde que recebeu o anel. Com a chegada dos Cavaleiros de Athena em Asgard, trava-se um filler que derrota tanto Hilda quanto os Sete Oito Guerreiros Deuses, abre-se então um rodamoinho perto do Palácio Valhala, que é um caminho direto ao Mundo Submarino de Poseidon e por esse caminho, o encosto Seiya de Pégasus e seus miguxos alegres, partem para mais uma dura (ui!) e difícil batanha, para salvar Athena que acabou sendo sequestrada, enquanto tentava resfriar a terra com o seu poder, indo parar diretamente nos braços (e na cama também, porque não?) de Julina Solo, agora, Poseidon.(obs Poseidon estava de pau duro e Atena estava olhando ela ate queria ele mais preferiu o burro do c&a

Reino Aquático e Generais Marinas[editar]

O templo de Poseidon, em um mapa do Google Earth
Poseidon e sua gangue marina. Mexeu com um, mexeu com todos!

O Templo de Poseidon fica embaixo da água (ORLY?), mas dá para se respirar nele (WTF?), conta com sete grandes pilares que sustentam os sete grandes mares, sendo cada um guardado por sete "poderosos" guerreiros (o termo poderoso é muito relativo nesse anime), conhecidos como Sete Generais Marinas. Além disso, conta ainda com uma guia turística, que dá as coordenadas ao visitantes (Tétis de Sereia) e um pilar principal, com o tamanho exato para afogar deusas que evitam se casar com as reencarnações dos seus tios deuses, sendo que, para libertar quem lá está tracafiada, a ponto de morrer afogada, deve-se destruir todos os sete pilares menores. Os sete generais marinas e os sete pilares (contando com os seus respectivos destruidores) são:

Derrota de Poseidon[editar]

O Pilar Principal foi projetado para ser indestrutível, mas, por uma falha em sua estrutura, desabou facilmente!

Sim, ele perdeu. Mas primeiro começou ownado todo mundo, destruindo as armaduras como se fossem armamoles de vidro (apesar de que parecem mesmo), chegou até mesmo a bater na hentai Shina de Cobra, que só tinha ido fazer um pequeno tour no local. Seu salão principal ficou mais destruído do que os seus sete pilares, mas ele estava com uma grande vantagem, ja que nenhum dos poderosos Cavaleiros de Ouro podiam sair do Santuário para vir ajudá-los (tudo isso por ordens de Mestre Ancião). Mas isso acabou durando pouco, pois a saudosa Armadura de Ouro de Sagitário apareceu e revestiu o corpo de Seiya para ajudá-lo na batalha (como sempre ela resolve fazer).

Cquote1.png Volte a forma humilde que merece! POSEIDON! Cquote2.png
Athena para Poseidon

Utilizando-se de suas flechas douradas (e depois de tentar umas mais de oito mil vezes), consegue finalmente desferir uma na testa do Imperador, mas que não atravessa a cabeça dele, já que ele tava com o elmo (para a nossa tristeza), mas o deixa pensaroso e sem reação, pois não imaginava como um mortal poderia ferir um deus (eles sempre se fazem essa pergunta). Aproveitando isso, os Cavaleiros seguem para o Pilar Principal para salvar Athena. Com esse golpe, o poder do Satã Imperial de Kanon é desfeito, fazendo Poseidon acordar totalmente. Seiya tenta de todas as formas, mas não consegue destruir o pilar, até que ele tem a "brilhante ideia" de jumento de se jogar de cara contra o monumento principal.

Poseidon tenta impedí-lo, mas as Armaduras de Ouro de Aquário e Libra revestem Hyoga e Shiryu, que o detem (junto com Ikki e Shun que ativam o "Modo de Ouro" de suas armaduras). Assim sendo, Seiya voa e se atira contra o pilar "indestrutível", e o destrói (por isso que eu digo que esse termo também é controverso por aqui). Athena sai do pilar, encharcada e (mais) puta da vida, trazendo em suas mãos o já conhecido e famoso jarrinho de coração, que aprisiona tios-deuses revoltados que pretendem dominar o mundo. Com isso em mãos (igualmente a uma Pokebola), Athena aponta para Poseidon, fazendo que ele "Retorne a forma humilde que merece"... E assim acontece, Athena (pela segunda vez consecultiva) prende Poseidon no vasinho de coração.

Passado Negro (ou Glamuroso?)[editar]

Poseidon em sua forma Glamurosa! Até que deu um tesão!
Participou até do concurso de Miss Olimpo, mas perdeu o concurso para Athena ficando com muita inveja desde então!
Como uma Deusaaaaaaa... Poseidon me manteeeeeeeem!

Uma coisa que poucos sabem do Imperador Poseidon, o conquistador da velha carcomida dos Sete Mares, é que ele já teve um passado negro em sua vida que o deixa mais sujo do que pau de galinheiro. Tal fofoca história é apresentada na OVA Saint Seiya: The Lost Canvas, que narra o passado dos antigos protetores da deusa da terra, encontrado nos escritos de Xico Xavier, que era o único que entendia desse papo de reencarnação, muito comum nesse anime.

Durante a Guerra Santa contra Hades, no ano de 1900 e guaraná com rolha, Poseidon matou a sua vontade de ser pelo menos uma vez, em uma reencarnação, uma mulher assim como todos os homens que tem vontade também - ui!, só para ver como é que são as coisas na visão das girls.

A mulher escolhida, assim como todos os descendentes de Poseidon, é uma membro da Família Solon, que teve o azar de não ter nenhum homem nascido naquela época. Como quem não tem cão caça com gato, o Deus dos Mares foi obrigado a possuir o corpo da mais nova filha da família, a hentai Surfistinha Serafina.

Os primeiros dias foram uma maravilha, já que ele podia bater uma siririca sempre que tinha vontade, tocar em uns peitinhos a qualquer momento e fazer xixi sentado, mesmo estando excitado (o desejo de todo homem). Os táxis paravam quando ele acenava, tinha cabelo comprido e bom (o que nem toda mulher tem) e ainda podia nadar sem se afogar, já que era um deus (ou melhor, uma deusa).

Porém, sua maior catástrofe veio na adolescência, quando ele começou a sangrar sem estar machucado. Além disso, o que mais tinha era homem querendo tirar a virgindade dele, e como ele é um deus macho, mesmo estando no corpo de uma mulher, jamais queria perder o cabaço. Sofria com TPM, não podia passar perto de uma construção e nem usar uma minisaia do tamanho de um tapa sexo, pois eram mais quem mexiam com ele. Um verdadeiro Inferno.

Acabou que essa foi a sua única (e frustrante) experiência como mulher na vida, não querendo mais repetir a dose e sempre servindo de testemunha para os deuses de sempre reencarnarem com os seus respectivos sexos, nada de tentar o oposto.

Ver também[editar]




Cavaleirospredef2.jpg