Kain Highwind

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Kain de Gêmeos


Kaincosplay.jpg
Nome Completo Kain Highwind
Classe Lanceiro
Terra Natal Cu Pequeno, Bahia
Parceiros Cecil Harvey (velho amigo que fica dando em cima dele)
Rosa Joanna Farrell (amor não correspondido)
Parentes Todos em estado de putrefação
Inimigos Cecil Harvey
Humanidade
Golbez, o cara que fica controlando sua mente toda hora
Zemus, o cara que fica controlando Golbez para que ele controle a mente de Kain toda hora
Equipamento Preferido Lanças
Habilidades Pular pra caralho
Bater, de diversas formas, com sua lança

Cquote1.png Esse cara é um bosta, um lanceiro muito do fuleiro, num guenta 10 minutos de porrada comigo Cquote2.png
Dark Kain

Kain Highwind (カイン・ハイウインド no Japão) é um lanceiro esquizofrênico esquisitão presente no universo de Final Fantasy IV. Ele é apenas mais um estereótipo pronto, cumprindo com o papel de "melhor amigo do protagonista que vive agindo por conta própria, fazendo apenas aquilo que lhe dá na telha, enquanto que o protagonista faz mais do que o possível para resgatá-lo das trevas que o consumiram", mais ou menos como ocorre com Sasuke Uchiha em Naruto.

Apesar de ser um dos personagens mais fortes que podem vir a integrar o grupo dos mocinhos, já que faz a função de lanceiro, pulando na cabeça dos inimigos e causando uma dor de cabeça nos mesmos, esse cara passa praticamente o jogo inteiro sob o controle mental de Golbez, fazendo um monte de merda que precisa ser limpa pelo bonde de Cecil Harvey.

Vida quando ainda era normal[editar]

Kain com seus amigos/inimigos jogando uma partida de truco valido o toba.

Kain nasceu em um ano perdido no espaço-tempo, numa choupana perdida no meio das matas do reino de Baron, fruto do acasalamento incestuoso entre Reed Richards Highwind e a tua irmã, uma loira de bunda grande que acreditava ser a reencarnação de Atena, enviada para o mundo para conduzir os seus Cavaleiros do Zodíaco na batalha para a conquista da paz e amor universal (não, isso não é piada).

Em seus primeiros ânus de vida, Kain recebeu uma lança bem grande e grossa e foi abandonado por teu pai, aquele cachaceiro, no meio do mato, pois apenas assim ele cresceria forte e saudável, isso se conseguisse crescer, visto que os tigres e onças da região estavam famintos por um pedaço de carne fresca. Apesar das circunstâncias desfavoráveis, Kain, com apenas 5 anos, empalou vários animais com sua lança, roubou suas peles para proteger-se do frio e voltou para Baron, visando receber treinamento formal no exército do reino.

Enquanto fazia os seus treinos diários, enfrentando cerca de 200 homens fortemente armados apenas com a sua lança de estimação, Kain foi abordado por Cecil e Rosa, dois pirralhos criados a leite com pera protegidos pelo rei em pessoa, que estavam querendo saber em que direção ficava o refeitório. Alguns anos mais tarde, esses 3 formariam um dos principais grupos de extermínio em massa da história do reino de Baron, que viria a ser conhecido como Time 7, com Kain especializando-se na arte dos lanceiros, Cecil obtendo o comando dos cavaleiros negros e Rosa masterizando as magias divinas de cura, suporte e ressurreição das sacerdotisas.

Ao final de seu treinamento, Kain foi promovido ao posto de líder dos lanceiros do reino, pois nenhum outro soldado possuía a sua capacidade de manejar uma lança com perfeição, como se fosse apenas um pênis na hora da bronha da madrugada. Agora importante, valorizado e com o salário aumentado, Kain era enviado para as piores missões possíveis, pois o rei sabia que o jovem lanceiro não iria morrer para pouca bosta, e enviava em sua companhia os seus amigos Cecil e Rosa, pois as habilidades dos 3 se complementam, com um cobrindo as falhas do outro.

A pior missão para a qual Kain foi enviado, e que também parecia ser a mais fácil e idiota, consistia em fazer a entrega de um pacote misterioso para uma vila de macumbeiros profissionais especialistas em invocar seres das trevas, a princípio o rei pensou em contratar os serviços dos correios, mas como não podia esperar 2 meses para o pacote chegar, além de que não podia correr o risco do pacote voltar para suas mãos, ele enviou os seus capachos de maior confiança mesmo.

Ao abrir o pacote no meio da vila dos magos maconheiros, eis que de dentro dele sai uma bomba pronta para explodir, ação que realiza, matando na hora praticamente todos os habitantes do lugar, com exceção de uma pequena criança retardada, denominada Rydia, que invocou um puta gigante de 4 metros denominado Titan para protegê-la. E esta função ele fez bem, após brincar um pouco com os vermes insolentes e genocidas do Cecil e do Kain, ele bate com os pés no chão e abre a terra, criando uma fissura que separa Kain de seu parceiro. Assim, o que sobra para o protagonista deste artigo é caminhar de volta para o reino, e esperar que o seu amigo consiga retornar em segurança.

Dark Kain[editar]

Kain e Siegfried, dois guerreiros-deuses que servem no mesmo esquadrão, sob os comandos de Hilda de Polaris.

Em seu caminho de volta para a terra do nunca, Kain parou em um boteco para comer um pão com mortadela, pois a viagem era longa e ele tinha esquecido de levar uma marmita com ovo pra dar aquela fortalecida.

Enquanto batia o seu lanche, acompanhado de um litrão, Kain passou mal, muito mal, a princípio ele pensou que era por causa dos ingredientes de qualidade obscura utilizados em sua refeição, e foi para o banheiro para ver se conseguia vomitar, mas logo ele percebeu que era algo diferente. Naquele momento, desencadeou-se um quadro de esquizofrenia, e assim, ele passou a ouvir vozes do além, uma voz que ordenava que ele fosse caçar seu antigo amigo Cecil, o empalasse e oferecesse o seu corpo em honra e glória a Satanás. Não podendo contraria aquela poderosa voz que agora dominava o seu consciente, Kain passou a agir como um pau no cu, fazendo as piores ações possíveis pelo mundo enquanto procurava pelo seu alvo. Esta segunda personalidade fdp pode ser chamada como "Dark Kain".

Após muitos rolês por Nárnia, eis que Kain finalmente encontra seu velho parceiro, e o cumprimenta tacando sua lança na direção da cabeça dele. Assim que consegue esquivar-se como um ninja de Mortal Kombat, Cecil pergunta porque seu antigo amor estava fazendo aquilo, e ele apenas responde que estava fazendo aquilo que deveria fazer, nada pessoal, apenas negócios. Não tendo outra escolha, não querendo morrer, Cecil passa a lutar contra Dark Kain, mas depois que foi dominado pela força estranha ele estava diferente, muito mais forte e putaço do que antes, conseguindo executar vários movimentos novos, inspirados em movimentos circenses e no Kama Sutra. Mas por ser o protagonista, Cecil consegue vencer a treta, e faz Dark Kain fugir para algum lugar distante.

Após um período de descontração e relaxamento, matando inocentes de vilarejos pequenos, Dark Kain, com sua lança mais afiada do que nunca, pede uma revanche para Cecil, desta vez crente de que conseguiria, finalmente, derrotar seu amigo/inimigo. Mas mesmo com a força aumentada, e muito maior que a dele, Dark Kain não foi páreo para o invencível poder do protagonismo, e foi derrotado novamente, além de ser humilhado. Mas agora, na intenção de salvar o seu amigo do controle das forças das trevas que o comandavam, Cecil dá um jeito de interromper o controle mental, mandando "Dark Kain" para os quintos e trazendo de volta o velho "Kain Highwind", que arrependido de seus atos deploráveis, passa a integrar o grupo dos mocinhos, na intenção de vingar-se do cara que ficou lhe usando como uma marionete de carne.

Depois de muitos rolês pelo planeta, e de viajar para a Lua com os seus companheiros após fumar um cigarro da Jamaica, Kain finalmente consegue concluir a sua vingança, derrotando Zeromus, o cara que estava por trás de todos os controles mentais dos últimos 10 anos. E assim, ele finalmente fica livre, leve e solto para aproveitar novamente a vida, servindo como capacho de Cecil, que virou o rei e ganhou a autoridade para mandar e desmandar em todas as pessoas do reino, incluindo os lanceiros.

Jogabilidade[editar]

Kain é um lanceiro, portanto, ele usa lanças, de acordo com o Capitão Óbvio. Esta é a única arma que o infeliz pode e sabe utilizar em combate, ele não pode equipar espadas, adagas e nem merda nenhuma que não seja uma lança. Sua habilidade especial consiste em pular pra caralho, não confundir com "pular pro caralho", e aterrissar bem sobre a cabeça de seu infeliz inimigo, mais ou menos como o Cid faz em Final Fantasy VII e o Pantheon faz em League of Legends.

Apesar de ser um guerreiro natural, e não ser excessivamente papel como os magos que morrem com o sopro do vento, Kain não possui muita capacidade para tankar dano, portanto, a melhor maneira de fazê-lo ser útil para o grupo é deixá-lo a vontade para bater o máximo possível com sua lança nos inimigos, deixando que seu namorado Cecil o proteja com seu escudo e Rosa fique dando suporte com curas e buffs.