Kalmar (condado)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Kalmar é um condado sueco derivado da antiga Småland (Smallville em sueco)

História[editar]

Família sueca mais ou menos feliz, comendo seu estoque de Pyttipanna.

Durante eras remotas, Kalmar foi uma vasta floresta gelada e até hoje continua a mesma coisa, só que de vez enquando alguém resolve construir alguma fortificação na região. Sendo a fotificação antiviking de Stora Alvaret, localizada na ilha de Öland, desprovida de cervejas, foi uma localidade difícil para o sobrevivio de bárbaros. Foi tombada pela UNESCO que acharam aquele montoado de rochas muito peculiar.

No século XIV, aconteceu de os reis vikings dos vários países escandinávos da época sereem mansos, Valdemar IV da Dinamarca fechou negócio com a governadora de Kalmar e fundou a União de Kalmar, o maior império desconhecido que já existiu que anexou e unificou em um grande reinado bárbaro, tudo quanto é terra sem importância que se possa imaginar. A União de Kalmar englobou toda a Escandinávia, a Dinamarca, a Islândia, a Groelândia e a parte fria do Canadá.

Kalmar passou a ser importante para a Suécia em virtude de seus excelentes machados e capacetes com chifres, os melhores do mundo. Famosa também por possuir as mais saborosas Pyttipannas do mundo.

Geografia[editar]

O Condado de Kalmar compreende a Ilha de Öland, uma versão de grito sueco ÖÖÖÖÖÖÖÖÖÖÖÖ da versão de grito ÅÅÅÅÅÅÅÅÅÅÅÅÅ da ilha finlandesa de Åland

Símbolos[editar]

O Condado de Kalmar é representado por dois símbolos inafiançáveis. UM é o bode em chamas (muito satânico), o outro é o leão da língua congelada atirando uma besta (muito satânico também).