Kana Sohma

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
250px-Wario WWare.gif Este artigo é sobre um personagem secundário!

Quase ninguém sabe da existência deste zé ruela que só serve pra encher linguiça na trama e provavelmente está morto. Se bobear, nem no Google tá!

Clique aqui para ver gente que só fãs alienados conhecem.

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...quando a neve derrete chega a primavera?
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...isso aparentemente não tem nada a ver com o artigo?

Cquote1.png Você quis dizer: Kano Cquote2.png
Google sobre Kana Sohma
Cquote1.png Experimente também: Entrar em cana Cquote2.png
Sugestão do Google para seu futuro
Cquote1.png Não faz parte do grupo dos doze Cquote2.png
Capitão óbvio sobre Kana Sohma
Cquote1.png Hatori...me perdoe por não ter suportado isso tudo. Cquote2.png
Kana Sohma sobre suportar isso tudo???
Cquote1.png Eu estou morta mas apareço mais que ela. Cquote2.png
Kyoko Honda sobre Kana Sohma
Cquote1.png A CULPA É SUA, CULPA É SUA! VAGABUNDA! VAGABUNDA! Cquote2.png
Akito Sohma Gilberto Kassab sobre Kana Sohma

O retrato dessa guria.

Kana Sohma é personagem inútil (daquelas que só servem para alongar a trama) do manganime Fruits Basket que trabalhava como auxiliar de limpeza Hatori em seu escritório consultório médico e o impedia de se tornar completamente emo, em um passado não tão distante. É uma integrante da famíla Sohma que tem um corte de cabelo que lembra Kyoko e uma cor de cabelo e algumas falas que lembra Tohru, isso ocorre provavelmente porque aparece tão pouco que não precisa de uma marca marcante para ser lembrada ainda sim não faz mal colocar as características dos outros.

Infância[editar]

Spoiler5.JPG ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que Gandalf é um deus menor da Terra-Média, ou que a Joia da Alma estava sendo vigiada pelo Caveira Vermelha.

Spoiler3.jpg

Kana nasceu em um bairro qualquer, filha única de Mano Sohma e Mana Sohma, com quem viveu 6 anos, a partir daí seu pais falecem entram em falência e despacharam Kana para um convento na Moldávia. No início ela não se adapta ao ambiente, onde sofria bullying das outras freiras que a achavam muito jovem. Tudo muda quando Clare Kana conhece Madre Teresa, que a acolhe levando em missão pela Índia, onde Kana cuida de pessoas que ficaram doentes devido a uma longa exposição à bosta de vaca. Ela realmente gosta de tratar seres humanos e diz para Madre que gostaria de ser uma médica de verdade algum dia. Terminando a missão as duas rumam de volta ao convento, onde Kana vive até completar 20 anos.

Formação[editar]

Feliz dia de...ah, sei lá. Quer casar comigo?

Saindo do convento e já adulta, Kana passa a morar em um apartamento apertado com sua mais nova amiga Mayuko Shiraki (que viria a se tornar professora dos protagonistas, menos Shigure que já é velho) e entra para uma faculdade de nome Toudai, fazendo o curso de medicina que desejava, após completar o curso Kana vai para a casa principal da família Sohma, onde adquire experiência e conhece Hatori, o médico da família, por quem acaba se apaixonando. Os dois namoram e Kana, cansada de não ter suas investidas correspondidas, ataca Hatori por querer algo, Hatori revela sua forma furry deixando Kana horrorizada, ela tenta o matar salvar jogando-o numa banheira com água quente, ele acaba voltando ao normal e explica a aberração que possui.
Ainda com isso Kana continua amando Hatori e o pede em casamento, ele aceita mas vai perguntar ao Marquito Akito se teria permissão para casar (ainda que ele já fosse maior de idade), Akito, que não queria perder seu médicu e amante, arranca um olho de Hatori ao invés de simplismente falar não, já que ele era um capacho e aceitaria uma ordem idiota e acusa Kana de ser a culpada pelo ocorrido.

O choque[editar]

Kana seria uma ótima personagem em um suspense.‎
Em um dia de primavera.

Após ser acusada de machucar seu amado, Kana sofreu várias doenças mentais se tornando uma pessoa psicótica gótica e depressiva, nessa fase Kana ficou alcólatra, anoréxica, bulímica e furry. Hatori, ao invés de tentar ajudá-la decide apagar a memória que ela tinha de todos os momentos que os dois passaram juntos e também dos doentes da bosta de vaca para livrá-la do sofrimento que estava tendo, ficando apenas a lembrança de seus pais e da Madre na cabeça de Kana.

Retorno[editar]

O retorno das profundezas da geladeira.

Ela retorna muito tempo depois no mangá, novamente relacionada com o dragãozinho, desta vez Kana ajuda sua amiga Mayuko a ficar com o dragão, simplismente dizendo que nunca esteve com ele (!?), Mayuko, que conheceu Hatori sabe lá como e já o amava, fica tão feliz com isso que nem tenta entender a situação e vai correndo para Hatori, e os dois passaram a ficar muito tempo brincando de médico desde então.

O final de Kana[editar]

Kana caminhando no horizonte, como todo final em aberto clichê.

Kana desiste da carreira médica, a qual nem lembra o motivo de ter escolhido e passa então ao ramo dos negócios, abrindo em Tóquio o famoso 'Bar de Kana' e comprando várias fazendas de cana, Kana consegue muito sucesso nos negócios, dinheiro e um novo amor, Alguém, com quem se casa e tem 3 filhos: Huguinho, Zezinho e Luizinho, vivendo com sua família o resto da vida.

Aos 92 anos se muda para uma de suas fazendas e enquanto carregava as malas caí da escada, é levada a um hospital... mas infelizmente se recupera, passando mais tempo com a família, agora cheia de netos, netas e natas para se divertirem com o passatempo preferido da vovó Kana, jogar Bomberman.

Outras Imagens[editar]

Veja Também[editar]

Figurante também merece cosplay!