Karas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Viva a violência!!!
Porrada e muito sangue
Karas é algo relacionado a Seinen

Este artigo tem a ver com animes/mangás muito sanguinários, onde os personagens enfrentam um mundo cruel e preconceituoso, desmembram seus inimigos ou vivem fodendo umas gostosas!
Só mesmo sendo macho pra aguentar esse artigo.
Karas
Karas2.jpg
O convidativo box dos OVAS de Karas
Gênero Porrada, Seinen, Guro, Mecha, etc, etc , etc...
Mangá
Autor Chafundifórnio
Divulgação Tumbleweed.gif
Onde sai Tumbleweed.gif
Primeira publicação Tumbleweed.gif
N° de volumes Tumbleweed.gif
Anime
Dirigido por Keiichi Satou
Estúdio Tatsunoko
Onde passa Em qualquer lugar que tenha internet
Primeira exibição 31 de fevereiro de 2005
N° de episódios 0
Filmes 0
OVAs 6

Cquote1.png Você quis dizer: Revista Caras Cquote2.png
Google sobre Karas
Cquote1.png Você quis dizer: Mistura da mais de 8000 animes e filmes. Cquote2.png
Google sobre Karas
Cquote1.png Experimente também: Tatsunoko vs. Capcom Cquote2.png
Sugestão do Google para Karas
Cquote1.png É hora de morfar!! Cquote2.png
Otoha se transformando em Karas.
Cquote1.png Que legal seu digivice!! Cquote2.png
Tai Kamiya sobre morfador de Otoha.
Cquote1.png Ya... kokono... to... decairá!! Cquote2.png
Últimas palavras que os mikuras que enfrentam Otoha ouvem.
Cquote1.png Não me lembro desse... Cquote2.png
Itachi Uchiha sobre o olho de sharingan de Otoha.
Cquote1.png Finalmente surgiram covers meus!! Cquote2.png
Yoshimitsu sobre os Karas.
Cquote1.png Nos copiaram na cara dura... Cquote2.png
Transformers sobre Karas.
Cquote1.png Porradas no ar em câmera lenta? Já vi em algum lugar... Cquote2.png
Guri retardado que não lembra de Matrix.
Cquote1.png Com o Mestre Yoda eles treinaram!! Cquote2.png
Mestre Yoda sobre o uso perfeito de sabres de luz pelos karas.
Cquote1.png A culpa são dos youkais!! A culpa são dos youkais!! (42X) Cquote2.png
Chefe do setor de observação sobre qualquer assassinato na cidade.
Cquote1.png Youkais? Onde? Cquote2.png
InuYasha sobre citação acima.


Karas.jpg

Karas (鴉 no Japão) é uma série de meia dúzia de OVAS, que é um anime seinen, meio super sentai, meio sobrenatural, meio mecha, meio samurai, meio guro, meio tudo. Karas é famoso pelo personagem secundário Nue aparecer (muito) mais que o protagonista em si, que é Otoha, e outra, ele é um dos típicos protagonistas clichês de anime Seinen que são adultos, enigmáticos, de poucos amigos, matadores, sanguinários e com poderes monstruosamente violentos, Otoha sempre aparece apenas no fim de cada OVA, para salvar Nue. Os OVAS contam a pequena história de Yousuke Otoha, um dos Power Rangers que, aparentemente, não vive na Terra, pois mora em uma casa no meio do Acre, sendo médico de monstros e, nas horas vagas, um karas fodão fazedor de combos de mais de 8000 hits.

Introdução[editar]

A transformação em karas é exatamente assim

Karas é conhecidíssimo e respeitado na Terra do Godzilla, pois une mais de 8000 séries de animes e filmes em uma coisa só, mostrando o quão originais são seus criadores. Dentre as séries que podemos destacar, até porque é um plágio na cara dura são: Power Rangers (é praticamente a mesma coisa), Transformers (os karas podem se transformar em carros, foguetes, barcos, carroças, chevettes, opalas e qualquer outro veículo), Tekken (pois Yoshimitsu inspirou o figurino dos karas), Matrix (sequências de especiais de porrada no ar), e mais infinitas séries.

Otoha, pronto para te dar boas vindas

Outra coisa que ajudou Karas a fazer sucesso (ou não) é a incrível qualidade HDTV, atestada pela Rede Tv e por todos os japoneses, pois assim eles podiam ver melhor aquelas garotas secundárias que só servem pra hentai como eram compostos os personagens, como por exemplo, os detalhes do sabre de luz dos karas e a magnífica estátua de Fuda que aparece no primeiro episódio.

O conceito da história é: Existe uma Yurine em cada cidade, uma para cada karas, servindo para fazer uma ligação entre eles e o mundo espiritual, no maior estilo Chico Xavier, para assim os karas terem a força. Além disso, cada Yurine é personalizável, ou seja, se você for um karas, você pode modificá-la até ela ficar igual o Alexandre Frota, para satisfazer todos os seus desejos ocultos. E não adianta disfarçar, Anônimo, pois é de você mesmo que eu tô falando. Se as Yurines morrerem, o seu "proprietário" NUNCA mais poderá se transformar em um karas (HIHIHIHIHEHEHEHEHEHAHAHAHAHAHA!!!!).

Personagens importantes (ou não)[editar]

Imagem Nome Ficha criminal
Karas10.jpg
Yousuke Otoha Yousuke Otoha (乙羽, ): Também conhecido como Youtube Umaporra, é o personagem principal que, no começo da história, praticamente não aparece, se tornando assim o protagonista mais ausente e vagabundo da história dos animes. Otoha, desde a infância, foi ensinado a ser cabra-home, pois seu pai sempre o botava dentro de uma sala cheia de bandidos com AK-47 com munição até os dentes, e Otoha tinha que matar todo mundo apenas usando uma espada. Na verdade, seu pai só lhe dava esses treinamentos porque queria que Otoha fosse para o meio do inferno o mais rápido possível, mas isso são só detalhes...

Otoha também sempre se destacou por nunca sentir dor e nem medo, o que, combinado com suas habilidades de samurai, o tornavam praticamente um Highlander imorrível. Com essas habilidades, Yurine percebeu que Otoha poderia ser o sucessor de Ekou, o traidor, e assim fez o convite para Otoha se tornar um karas. Como Otoha era um fanático por mortes (ou não) ele aceitou, e assim virou um karas.

Otoha também tem um irmão, que é a única pessoa que ele não quer matar, que tem o belíssimo nome de ???. Como esse irmão já foi sequestrado mais vezes que Saori Kido, Otoha sempre vai salvá-lo, nem que pra isso ele tenha que enfrentar a Máfia Cubana.

Karas12.jpg
Ekou Hoshunin Ekou Hoshunin (鳳春院 廻向,): Também conhecido como Écu de Hashi, é o principal vilonídeo da série, que sempre armas planos infalíveis para derrotar Otoha e Nue. Ekou também tem é um grande milionário, com muitas e muitas barras de ouro que valem mais do que dinheiro guardadas, e sempre as usa para pagar homens (pelo menos biologicamente falando) para fazerem seus servicinhos sujos.

Ekou, depois de um tempo, absorve Nue e seu irmãozinho tolo no maior estilo Majin Boo, ganhando todas as habilidades dos dois. Ekou também tem o poder de NÃO precisar de uma Yurine para se transformar em karas, pois ele estudou com a Doutora Júlia e consegue fazer o transplante de coração de uma Yurine nele mesmo, tendo assim o poder próprio.

Ekou tem o incrível plano de dominar Shinjuku, que convenhamos, é uma cidade gigantesca, quase do tamanho de Nova Iorque e Tangamandápio juntas, e, para isso ele estudou com o Dr. Robotnik, e sabe como transformar monstros esquecidos e fracotes em super máquinas de matar foderosas from hell, que são as chamadas mikuras.

Karas11.jpg
Yurine Yurine: Yurine, na verdade, não faz porra nenhuma na história, mas mesmo assim é a mais importante dos personagens, pois sem uma Yurine, não existem os karas. Dizem as boas e más línguas que existem mais de 8000 Yurines espalhadas pelo mundo, e ninguém duvida, pois apenas na "grandiosa" cidade de Shinjuku, existem duas.

A primeira Yurine, a original de Shinjuku, pertence à Ekou, que no começo da carreira até lhe foi útil, mas depois dos experimentos que ele aprendeu com Orochimaru, a Yurine se tornou inútil e ele apenas a usa como boneca inflável.

Já a segunda Yurine pertence à Otoha, que nunca se desgruda dela, nem mesmo quando está tomando banho (por que será?). Para Otoha, Yurine, além de ser a sua companheira de batalhas, também é uma psicóloga, pois sempre que ele tá num dia meio ruim, quando ele não tem ninguém pra matar, ele faz com Yurine uma espécie de Café Filosófico e sempre recebe um grande consolo. Depois que essa Yurine morre, Otoha entra em depressão, mas no fim surge uma novíssima Yurine de seu cu, com poderes muito maiores ao da Yurine anterior.

Uma outra Yurine famosa (ou não) é a da Ranger Vermelha, que nunca deixa a Ranger interferir nos assuntos de Shijuku, mesmo que estejam morrendo mais de 1000 na sua frente, apenas por não ser a sua jurisdição.

Karas13.jpg
Nue Nue: Também conhecido como Nu, ele é praticamente o protagonista da história, pois aparece mais do que Otoha. Nue é um youkai que também é um mikura modificado por Ekou, pelo qual tem um grande ódio.

Nue, por ser um youkai, precisa dar uma chupadinha no sangue dos seres humanos de vez em quando, para manter sua forma física, mas, como ele faz parte do movimento paz e amor, ele prefere assaltar o banco de sangue do hospital do tratamento de AIDS pra viver.

Como Nue não gosta nem um pouco de sua forma youkai, ele luta usando pistolas e bazucas feitas puramente pelas barras de ouro que valem mais do que dinheiro, o que prova que Nue é um grande milionário (ou não). Nue tem um irmão mais novo, chamado ???, que é era um grande índio valente, um gigante que nasceu exatamente no mesmo tempo que Nue.

Outra característica de Nue é que ele tá pouco se fudendo pros humanos, ele apenas quer livrar seus amiguinhos e amiguinhas youkais das mãos do demente do Ekou, para assim viver feliz para sempre.

De acordo com pergaminhos secretos da Biblioteca de Alexandria, Nue já deu umas voltas pela Jamaica, e foi discípulo de Bob Marley, que o ensinou como dar um tapa na pantera sem ficar doidão (ou sim). Além disso, ele também aprendeu como se toca um violão, e sempre leva um nas costas.

História[editar]

1° OVA - Tente entender, se puder[editar]

Não se deixe enganar pela cara de baitola: ele é um espadachim fodão.

A história começa com dois karas do barulho aprontando altas confusões transformados em foguetes fodões rápidos pra cachorro, que mostram que tem a pontaria tão boa quanto a polícia do Rio de Janeiro, pois disparam mais de 8000 balas e não acertam nem umazinha. Nessa mesma hora, está ocorrendo o Festival da Boa Vizinhança, com uma garota chamada Hinaru na barraca do beijo, vendendo algo.

Então, do nada, os dois karas começam a usar os seus Overdrives, e começam a disparar torpedos, mísseis, epístolas, carábinas do Ambrósio, tua mãe, você e todas as outras porcarias que eles tinham estocado dentro do orifício anelar. Claro que usar especiais no meio de uma cidade nunca é uma boa idéia, e tudo que tinha sido lançado acertou em cheio o prédio onde estava ocorrendo a Festa da Boa Vizinhança, sendo que só ficaram vivas Hinaru e uma outra garota que não interessa o nome (ou sim). Todos os outros japas que tavam lá morreram. Trágico.

Mexa com uma dessas e prepare-se para ser fatiado em mais de 8000 pedaços.

Os karas lutadores tavam andando e cagando para o povo que tinha morrido, afinal é um seinen, e, provavelmente, até o fim, irão rolar mais de mil cabeças mais. Continuando a porrada, o karas 1 dá uma camaçada de pau no karas 2, até ele pedir água, suco de laranja, suco de limão que parece tamarindo e que tem gosto de groselha e tudo mais. Porém, o karas 1 não quis nem saber da situação do karas 2 e o levou até o alto do monumento à Fuda e jogou ele lá de cima.

Acredite ou não, foi uma cagada como essa que salvou a vida do figurante.

Chegando no chão, o karas 1 fez que nem médico de cadeira elétrica e foi ver se o karas 2 tinha morrido. Como não tinha, ele completou o serviço aplicando um Falcon Punch bem no meio da cara. Depois de matar seu inimigo, o karas 1 se revelou como Ekou, o vilão da série, e falou seu plano de dominar a grandiosa e influente cidade de Shinjuku, e, por fim, fez o que não pode faltar a nenhum vilão: Mwahahahahahhaha!!.

Depois disso, o OVA avança três anos, e aparece chegando em Shinjuku um sujeito chamado Nue, que aparentemente é um adepto do Bob Marley, pois tem cara de dorgado. Também é mostrado Otoha, o herói da série, que já começa num hospital, mostrando que ele é totalmente excelente, pois ainda nem começaram as batalhas e ele já tá internado.

Vendo a televisão, Nue vê dois moleques (ou meninas, sei lá) com capacetes idiotas tentando descobrir o mistério da loira do banheiro, que seca todo o líquido corporal de suas vítimas. Então, eles(as) mostram que realmente são idiotas e vão para um banheiro, levando para atrair a loira um pepino. Como a loira do banheiro gostava muito de objetos fálicos, ela apareceu rapidinho, pegou o pepino e afogou os moleques na pia. Ela somente deixou vivo um cara que tava dando uma cagada, pois ela sempre deixa uma testemunha, minguém por quê.

O primeiro mikura.

Depois disso, Nue apareceu do nada, para tentar derrotar a loira do banheiro, que também era conhecida como kappa. Porém, mesmo sabendo que os molequinhos tavam tendo suas tripas arrancadas pelo orifício anal, ele não fez porra nenhuma, pois não ia lutar contra uma kappa dentro da água. Com isso, já dá pra se ter uma idéia da personalidade de Nue.

Após isso, o cara que tava dando uma cagada e que ficou vivo, saiu de dentro do banheiro, e não entendeu nada do que tava acontecendo. A única coisa que ele viu é que metade da turma que tava no banheiro tava dissecada e com a cabeça arrancada e, quando ouviu um barulho no banheiro de trás, ele pensou que ainda era a loira do banheiro, mas era "só" uma cabeça rolando.

Otoha após finalizar um mikura.

Como um OVA de seinen não pode acabar sem muita porrada, Nue, enquanto come um rámen no Ichiraku, vê na televisão um lutador da Terra da Tequila, muchacho, que tinha um poder sobrenatural, e decide ir para o ringue observá-lo melhor. Depois de ver a luta dele, Nue se convence que era um mikura, e preparou uma bazuca feita inteiramente de barras de ouro que valem mais do que dinheiro para abater o inimigo. Porém, do nada, apareceu um karas, que era, finalmente, o herói verdadeiro da série: Otoha. Otoha, então, enfrenta o primeiro chefão da série. O chefão, aparentemente, é um sujeito parecido com os lutadores de Mucha Lucha, mas que na verdade é um monstro feio gigantesco adepto da tentaculofilia e muito poderoso (ou não). Como todo primeiro chefão que se preze, ele tem uma Risada Diabólica, acha o protagonista um perfeito idiota e fala mais do que a própria boca. Porém, Otoha mostra que é um protagonista superpoderoso, e, com a ajuda de uma menininha chamada Yurine, Otoha incorpora seu digiespírito, se tornando um karas preto com sabre de luz.

Assim, Otoha manda um legítimo especial de porrada pra cima do monstro, com um combo de mais de 8000 hits, finalizando no estilo Power Rangers, dando as costas para o inimigo enquanto ele explode no ar.

Após isso, começa o lado Bleach da história, e Nue começa a enxergar os espíritos que não foram para a Soul Society, e repara, principalmente, em um bicho que é uma espécie de "Capeta Júnior", que tava seguindo ele. Nessa mesma hora, Ekou, o vilonídeo da história, começa a mostrar que, além de pertencer ao lado negro da força, também pertence ao lado rosa da força, pois ele deixa um homem (pelo menos biologicamente falando) dar um banho nele. Para encerrar bem (ou não), o OVA mostra a localização do Acre.

2° OVA - Morte, sangue, morte, sangue e mais morte ainda[editar]

O único negão da série. Pena que ele foi estrangulado, teve toda a água do corpo secada, sua casa roubada e as tripas arrancadas em menos de dez segundos de participação.

O segundo OVA começa com um personagem abençoado pelo Jesus Negão ouvindo um rap, coçando o saco e recebendo um SMS. Porém, do nada, apareceu em sua casa um sujeito que parecia o capeta depois de fumar uns baseados e o enforcou até secar (sim, o primeiro japonês negão que se tem registro não durou nem dez segundos)

A puta que tava com o cara assustado ficou assim.

Após isso, os miguxos que tavam tentando ligar para o negão, que eram um sujeito mais assustado que emo em uma roda de metaleiros e uma puta bem estranha, estavam usando o correr pra caralho num chevetão tunado. Eles tavam correndo a mais de 8000 quilômetros, quando entraram em um túnel e viram outro carro, um opalão, também tunado, que aparentemente queria um racha. Eles não recusaram e começaram a corrida, porém, no meio do caminho, apareceu um líquido estranho azul, que atrapalhou a corrida. Com esse líquido, o chevetão ficou totalmente preso, e o cara assustado ficou mais assustado ainda, mas não tinha acontecido nada (ou sim).

Nem mesmo as pistolas feitas de barras de ouro que valem mais do que dinheiro foram úteis contra o mikura do túnel.

Quando o cara assustado foi perceber, a puta que tava do seu lado tava toda derretida (???) e tinha ficado com a mesma cara da Dercy Gonçalves. Foi aí que apareceu um mikura, que era um bicho gigante com várias Facas Ginsu de açougueiro acopladas. O mikura, então, começou a cortar o chevetão no meio (que desperdício). Porém, quando o cara assustado tava quase sendo fatiado, apareceu Nue, com sua moto plagiada do motoqueiro fantasma, e meteu bala no mikura. Isso não fez lá muito efeito, mas conseguiu distrair o mikura, que nem viu que Otoha tava na frente, e tomou uma super-espadada-mega-fodônica, mas que não o matou. Depois, o mikura mostrou que era um cagão e fugiu, e Otoha salvou o cara assustado.

Depois disso, quase todo o resto do OVA é pura encheção de linguiça, com o chefe do setor de observação tentando decifrar o Código da Vinci para resolver o mistério da loira do banheiro. Nessas investigações, ele descobre que sempre tem um sujeito por trás de tudo, e que era Nue. Ele também chegou a conclusão que Nue poderia ser a identidade secreta de Drácula, pois o assassino conseguia chupar mais de 8000 litros de sangue em poucos minutos. Claro que o chefe do setor de investigação foi procurar Nue para uma conversinha explicatória.

Essa foi a última imagem que o mikura do túnel levou pro caixão... se é que sobrou algo pra por no caixão.

Como sempre, a porrada não poderia ficar de fora, e Nue vai atrás de novo do mikura do tunho, pra acabar com ele de uma vez. Porém, quando tava quase chegando, Nue foi visto pelo chefe do setor de observação, que queria que Nue parasse. Mas Nue mostrou que era adepto do Fudismo e mandou o chefe do setor de observação ir tomar noku. Obviamente, o chefe do setor de observação tava andando e cagando para a opinião de Nue e foi atrás dele.

Chegando no túnel, Nue e o chefe do setor de observação viram o líquido azul novamente, e, como da outra vez, todo mundo se fudeu geral, com a moto de Nue e o carro do chefe do setor de observação tombando. Com o chefe do setor de observação escondido debaixo do seu carro tombado, Nue ficou bem a vontade para sair no cacete com o mikura. Claro que o mikura não era nem um pouco idiota (ou sim) e aproveitou que Nue não queria usar seu real poder, mandando todas as suas Facas Ginsu pra cima dele.

Porém, quando Nue tava quase sendo morto, Yurine deu uma de Athena e salvou ele, enviando Otoha, o verdadeiro herói da série, para assim poder combater de igual pra igual. Aí a porrada começou de verdade, com direito a uma entrada fodona, com Otoha dando um L.A.I. misturado com Falcon Punch, enviando o mikura para a casa do caralho. Logo depois, Otoha mandou outro Falcon Punch, dessa vez direto no estômago, matando quase que instantaneamente o mikura. Porém, como um episódio de seinen nunca acaba em flores, Nue teve uma overdose de dorgas e ficou doidão, se transformando em um mikura (???). Isso surpreendeu até mesmo Otoha, pois ele via Nue como um companheiro de caçadas. Porém, era inevitável que a batalha deveria acontecer, e quando ia começar a porrada... ACABOU O EPISÓDIO!!. Fazer o quê, caça-níqueis é assim mesmo...

3° OVA - WTF?[editar]

Yurine, vendo mais de mil sendo mortos na sua frente.

Após Nue ter se transformado em um mikura do mal, Otoha ficou na mesma posição de batalha de Yoshimitsu, não sabendo se atacava ou não fazia porra nenhuma. Porém, Yurine apareceu e mandou Otoha matar aquele viadinho do Nue de uma vez, pois assim Otoha poderia ser um protagonista de verdade e virar uma sub celebridade, aparecendo na Revista Caras. Mas Otoha não conseguia se mover, e, do nada, apareceu o velho "Capeta Júnior", que revelou ser o irmãozinho cabeçudo de Nue, e que, assim como Nue, era um mikura, e disse que, apesar de parecer, Nue não fazia parte do lado negro da força, e sim do lado azul da força e lutava como um índio valente contra os mikuras do mal.

Yurine tava andando e cagando para ele e mandou Otoha matar logo, pois Nue era praticamente um chupa-cabra, tendo que beber mais de 8000 litros de sangue para conseguir manter sua forma física. Mas, de repente, Nue decolou de novo, indo para sabe-se-lá onde, encerrando a peleja. Otoha continuou sem conseguir fazer porra nenhuma, e Yurine, apesar de querer que o viadinho do Nue morresse logo, não disse nada, pois ela tinha que obedecer as vontades de seu patrãozinho.

Um típico mikura criado por Ekou.

Depois disso, a Yurine da cidade vizinha e aquela garota que tinha salvo a guria retardada na Festa da Boa Vizinhança, que era na verdade a karas da outra cidade, apareceram em outro lugar, e estavam dando aquela espiadinha na batalha. Foi aí que a garota sem nome revelou o que eram, afinal, os mikuras: eram youkais que tinham sido transformados em Transformers pelas mãos de Ekou. Assim, a Yurine da cidade vizinha e a karas da cidade vizinha foram pra algum lugar que ninguém sabe...

Nessa mesma hora estava havendo uma reuniãozinha entre Ekou e seus colegas, para ver quem ia ser o próximo a ser morto ir lutar com Otoha. Mas, como Ekou não tinha pressa, ele deixou para resolver isso depois, e interrompeu a reunião, pois estava muito estressada, e foi para uma sala que parecia o inferno, para descobrir qual era a fraqueza de Otoha. Então, depois de invocar o Olho de Hellion, ele descobriu qual era a fraqueza de Otoha: era Yurine (não me diga...).

Após isso, a encheção de linguiça volta, com o chefe do setor de observação, que se chamava Sagisaka, internado no hospital, e Kure, o companheiro de Sagisaka, indo visitar Yoshiko, que também estava internada e era filha de Sagisaka. Porém, a visitinha de Kure não durou muito, pois a puliça já deu pra ele (ui!) outra missão. Depois, Otoha apareceu trabalhando como Doutor Chapatin, curando mortos e participando do Café Filosófico com Yurine, dizendo que gostaria de ser um humano comum.

Otoha tentou despertar o Sharingan...
...e conseguiu!!

Nessa mesma hora, em um galpão próximo ao fim do mundo, provavelmente em Taubaté, apareceram Nue e seu irmãozinho pentelho, que estavam debatendo sobre o que deveria ser feito para Nue não liberar seus instintos de mikura. Assim, o molequinho sugeriu um modo de Nue se alimentar de sangue, sem ter que matar mais de 1000 para isso. O método proposto era simples: o molequinho iria assaltar o banco de sangue do hospital do tratamento de AIDS (genial, não?). Após a partida do molequinho também é mostrado um momento CSA, com o chefe da puliça tentando desvendar os casos, mas não conseguindo fazer nada de importante (ou sim). Também é revelado que Ekou tem vários escravos empregados na Terra, que são o governador e o vice-governador.

Como o famoso chefão não pode faltar em nenhum OVA, no hospital, à meia-noite, uma enfermeira que, aparentemente, era apenas mais um produto para hentai, na verdade era um mikura gigantesco parecido com o Dr. Octopus, com várias patas saindo das costas. Assim, como não poderia deixar de ser, ele foi para o quarto de um dos morimbundos e... comeu até os ossos, não deixando nem rastro. Mas, como também não poderia deixar de ser, a contagem demoníaca começou: ...Ya... kokono... to... decairá!! Assim, Otoha apareceu e começou a batalha.

A poderosa (ou não) mikura aranha.

Diferente das outras vezes que não teve nem graça de tão rápido, a mikura aranha deu um combo em Otoha no maior estilo Dragon Ball, arrastando ele por um monte de paredes, e depois o prendendo como um verme insolente na teia. Porém, Otoha mostrou que tinha poderes paranormais e, usando apenas o poder da imaginación, fez a sua espada cortar as teias, permitindo que ele se libertasse e usasse o Falcon Punch imediatamente, bem no estômago da mikura. Porém, a aranha mostrou que sabia o Substitution no Jutsu e apareceu lá do outro lado da sala. Depois, ela jogou o corpo da enfermeira que ela tinha usado como se fosse uma bomba de fumaça e usou o correr pra caralho pra sumir de lá, mas Otoha usou seu lado Transformers e virou um foguete da NASA, começando a perseguição.

Porém, essa aranha era apenas uma distração, e o real objetivo era atacar o real corpo de Otoha (???) que estava no hospital. Mas, quando um mikura cheio de giletes no corpo foi matar o corpo real de Otoha... Nue apareceu do nada, mandando bala, apesar de não ter muitas... Yurine percebeu a cilada que havia sido armada e chamou o karas Otoha para o hospital, e começou a luta. Mas o corpo original conseguiu abrir o mikura no meio e acabou a batalha rápido. Porém, mesmo com esse já ido pro saco, a aranha ainda não tinha desistido, e tinha ficado muito tristinha que seu macho a tinha abandonado. Para se vingar, ela simplesmente sequestrou Yurine, que estava desprotegida.

Cquote1.png Eu num tindi o que ele falo Cquote2.png
Homem do Ô Adriano tá me ouvindo? sobre o último parágrafo
Cquote1.png Nem eu!! Cquote2.png
Eu mesmo sobre o que eu escrevi
Cquote1.png Eu menos ainda!! Cquote2.png
Diretor de Karas sobre o último parágrafo

4° OVA - Yurine sumiu? Buáááá!![editar]

Otoha se divertindo ao matar alguém e lamber seu sangue.

O OVA já começa com Otoha, que ainda tava todo fudido dos danos da batalha, cuidando de Nue, que realmente ficou todo quebrado depois da batalha. Depois que Nue acorda, ele agradece todos os cuidados que Otoha teve com ele apontando uma arma para a cabeça dele. Porém, depois que seu irmãozinho cabeçudo explicou que Otoha é quem tinha tratado dele com toda delicadeza, Nue se acalmou, e começou a bater uma punheta um papo cabeça com Otoha.

A partir daí foiu só muuuuito papo, com Nue deixando todas as dúvidas explicadinhas, nos seus míiiiiinimos detalhes, inclusive falando para Otoha que se ele não recuperasse sua boneca inflável Yurine rápido, ele não poderia se tornar um karas nunca mais. Mas como não adiantava ficar dando uma de noob chorão, Otoha, enquanto pensava no seu próximo movimento para salvar Yurine, foi salvar seu irmão, que também tinha sido sequestrado.

Ao chegar no cativeiro, Otoha mostra que realmente é um Highlander e, mesmo tomando mais de 8000 tiros, não sofreu nenhum dano, e simplesmente fatiou todos os bandidos (fatiou MESMO) e salvou seu maninho. Quando eles estavam fugindo, começou um grande flashback, mostrando que desde pequeno Otoha aprendeu a ser um cabra macho e que NUNCA sentiu dor ou medo de nada. Também é mostrado que Otoha treinou como o Gatts, tendo apenas uma espada, preso dentro de uma sala com mais de 8000 bandidos que estavam na seca à muito muito tempo. Claro que os bandidos não tiveram nenhuma chance, e Otoha retalhou todos em mais de mil partes.

O irmão de Otoha, no cativeiro pela centésima vez, deve ser porque não pagou o aluguel.

No flashback também mostra o que eu, você, tua mãe, Lula, Jesus e toda a população mundial queria saber (ou não): como que Otoha tinha chegado no hospital no primeiro OVA. Tudo começou com o irmão dele que tinha sido sequestrado (esse é o recordista de ser sequestrado, vencendo Saori Kido), e, como sempre, o irmão foi lá salvá-lo. Matar os bandidos não foi nenhum problema, mesmo eles tendo AK-47 e epístolas totalmente carregadas.

Porém, quando estavam fugindo, o irmãozinho cabeçudo, que tinha roubado uma mala de dinheiro, deixou tudo cair, e quando foi pegar... apareceram do nada mais dois bandidos e sentaram a bala em Otoha, que caiu de mais de 8000 metros, mas não morreu (deve ter sido aprendiz do Seiya). Porém, ele ficou internado.

Apesar de não poder se transformar em karas, Otoha ainda não tem nenhum problema para fatiar VOCÊ!!

Voltando a cronologia canônica, enquanto Otoha e seu irmão estavam terminando a fuga... BANG!! o irmão de Otoha tomou um headshot certeiro, morrendo na hora (ou não). Pra piorar, o tiro tinha sido dado pelo seu próprio pai, que odiava os dois (sim, essa é uma espécie de família Mishima). Depois do Heihachi Mishima pai dos dois explicar que eles nem deveriam ter nascido, Otoha esqueceu que aquele era seu pai, sacou seu sabre de luz e o retalhou arrancando parte por parte, finalizando com um corte no pescoço.

Porém, o pai estava acompanhado, e os companheiros logo soltaram cinco mísseis pra cima de Otoha. Mas, como ele tem a imortalidade de protagonista, na última hora surgiu a karas da cidade vizinha, que usou o pular pra caralho e salvou Otoha. Depois, lhe foi revelado que a karas da cidade vizinha também era uma karas (e bem gostosa, por sinal) e que também tinha uma Yurine. A karas vermelha também falou que naquela região existiam duas Yurines, uma do lado negro da força e uma do lado azul da força, que era a companheira dele.

Nessa mesma hora, Nue tinha ido lutar contra Ekou, pois sabia que se matasse sua boneca inflável ele também o mataria. Mas, como a graça não poderia acabar tão cedo, Ekou mostrou que foi aprendiz da Doutora Júlia e do Orochimaru, e transplantou o coração de Yurine em si mesmo, tendo agora um poder total. Como não poderia deixar de ser, após Ekou adquirir seu novo poder, ele soltou sua grandiosa risada: MWAHAHAHAHAHA!.

5° OVA - A prova que o protagonista é imorrível[editar]

Ekou, depois que transplantou o coração de Yurine e virou adepto da tentaculofilia.

Durante a luta com Ekou, Nue descobriu que Ekou estava usando o poder foderoso de seu irmão, que já tinha ido pro saco faz tempo. Nessa hora, quem deu as karas foi a mikura aranha, que enviou Nue para uma dimensão desconhecida, provavelmente a dimensão do Acre.

Ekou ficou muito feliz que sua mikura tinha se livrado daquele incômodo, e para agradecer, ele a usou como sacrífico, com ela tendo todos os membros arrancados e a cara esmagada, fazendo assim nascer uma árvore de tentáculos. Com a árvore crescida, os tentáculos foram se espalhando pela cidade, e em pouco tempo, a cidade de Shinjuku havia se tornado a maior adepta da tentaculofilia, pois cada habitante tinha o seu próprio tentáculo, que entrava pelo ânus e saia pelo cérebro. O engraçado é que, apesar da penetração ter sido reta, a pele toda cai e os ossos ficam mais moles que gelatina...

O imponente comissário.

Para tentar salvar algumas pessoas, o comissário marcou os pontos de defecação evacuação, para o povo se esconder e não ser vítima de tais tentáculos. Mas antes, ele foi salvar Yoshiko, a guria retardada filha de Sagisaka, pois eles adoravam fazer uma festinha. Sagisaka e Kure também apareceram no hospital, e, após encontrarem os dois, os seguiram para o abrigo que, segundo o comissário, aguentava até as bombas do Osama Bin Laden.

Após chegar no abrigo, tinha mais de 8000 pessoas lá, todas as que tinham se salvado, incluindo Otoha, que tinha salvado uma guria retardada, cuja mãe tinha sido comida. Porém, o comissário começou a babar mais que tarado em festa de adolescente, e, de repente mostrou sua verdadeira forma: um mikura que, se não fosse o próprio capeta, era algo bem próximo. Como Otoha não podia se transformar em karas, pois Yurine tinha morrido, ele só pôde ficar observando o comissário comer todas as garotas.

A verdadeira forma do comissário.

Mas mesmo assim, Otoha não podia deixar que tal putaria acontecesse naquele lugar com as pessoas que ele tanto gostava (ou não), e foi pro pau. Porém, o comissário tava pouco se fudendo para Otoha, pois não sendo um karas, ele era apenas um bostinha, e realizou seu velho desejo de comer Sagisaka, um grande companheiro. Depois de terminar de comer, o comissário resolveu que a próxima refeição dele seria Otoha mesmo, pois todo mundo já tinha usado o correr pra caralho e já tavam longe longe de lá.

BOMBA!! Junta 7 desses e ressucite!! É mais fácil que juntar as 7 esferas do dragão e do que encontrar uma phoenix down.

Mas, no meio da luta, o comissário mostrou que era um pedófilo e tentou comer a garotinha que Otoha tinha salvado. Claro que Otoha foi ao salvamento, mas, como não era um karas, ele tomou um especial de porrada, sendo jogado lá na Casa do Chapéu. A karas da cidade vizinha e a Yurine da outra cidade ficaram olhando, mas não podiam fazer porra nenhuma a respeito, pois aquele não era o seu distrito (tática muito usada pelos policiais brasileiros).

Então, Otoha, depois de ter tomado o especial de porrada, ficou sangrando até pelo pé, perdendo muito muito sangue. Claro que, como ele era um protagonista, ele não morreu, e se levantou mais uma vez, no estilo Seiya de Pégasus. Porém, o comissário queria provar que a imortalidade de protagonista era como nerd gostosa: nón ecsistia, e mandou um Terra Destroyer fodão com poder máximo. Com isso, Otoha perdeu a orelha, um braço, o pênis e morreu (sim, o protagonista morreu). Mas...

Otoha usou o Keiichi Satou no Jutsu e, depois de se reunirem sete gatos de Phoenix Down, Otoha os cheirou e reviveu (???), e nasceu dele uma nova Yurine. Então, a karas da cidade vizinha explicou que a Yurine nascia do ânus mais virgem da cidade, ou seja, do mais macho. Com isso, a nova Yurine, com força mais de 8000 vezes superior à antiga, deu a benção à Otoha, o concedendo a imortalidade e uma nova armadura karas, a armadura de ouro de samurai, que era extremamente foderosa e apelativa, pois só com um sopro dessa armadura o comissário que pesava mais de 8000 quilos voou longe, longe...

6° OVA - Morra Ekou, seu viadinho!![editar]

Karas40.jpg

Após vestir a armadura de ouro de samurai, Otoha passou a ser mais rápido que o Sonic quanto tá correndo pro banheiro quanto tá com caganeira, e ficou mais forte que o Goku (ou não). Bom, seja como for, ele matou o comissário com tanta facilidade que nem merece comentário. Após isso, Ekou, que tava dando aquela espiadinha na batalha resolveu que era hora de matar Otoha de uma vez por todas.

Cquote1.png Morra Ekou, seu viadinho!! Cquote2.png
Otoha
Cquote1.png Isso é o que nós vamos ver, Otoha!! Mwahahahaha!! Cquote2.png
Ekou

Começando a porrada, o nível de força entre os dois tava tão alto que em um impacto das espadas, eles conseguiram destruir até a Casa da Mãe Joana. Continuando, como se continuasse daquele jeito os karas iriam lutar pra sempre durante suas vidas eternas, Otoha bolou um plano infalível: ele iria entrar no corpo de Ekou (opa!) para ver o que é que tava dando tanto poder para Ekou, que nem era um cavaleiro de ouro e tava com um poder tão alto.

Entrar dentro do corpo de Ekou foi fácil, pois ele se abriu com muito prazer. Quem também ajudou foi a karas da cidade vizinha, que prometeu ensinar Ekou como se portar na hora da relação passiva. Assim, Ekou ficou tão distraído que nem se lembrou que Otoha tava dentro dele. Uma vez dentro, Otoha foi logo procurar o foco do poder, que era... Nue, que não tinha sido enviado para a dimensão do Acre como todos imaginavam, ele apenas tinha sido absorvido por Ekou no maior estilo Majin Boo.

Após libertar Nue, Otoha queria salvá-lo, mas Nue queria parar seu irmãozinho tolo, que era a segunda fonte de poder de Ekou. A única forma de parar Ekou era Otoha enfiar sua espada em Nue, coisa que Otoha fez com prazer (e bota prazer nisso). Assim sendo, Nue foi absorvido pela espada de Otoha, se transformando numa super-espada-fodônica-dupla.

Depois que Otoha saiu do corpo, Ekou perdeu muito poder, e ficou bem mais fraco, enquanto Otoha ficou muito mais forte. Agora, tanto Otoha quanto Ekou decidiram que tudo iria acabar no próximo golpe, com o impacto máximo da enfiada da espada dupla. Assim, eles tomaram uma distância de mais de 16000 metros e...

Hydrogen Bomb2.jpg

Após o impacto, meio mundo foi destruído, e quando a poeira baixou... Otoha tava firme e forte de pé, enquanto Ekou tava com a espada quebrada (leia: castrado), e com a armadura toda arregaçada. Assim, Ekou, antes de morrer, jogou a praga do dia em Otoha, como todo vilão de respeito faz. Depois disso, Ekou morreu e não sobrou nem pó dele. A única coisa que ficou intacta foi uma perna da armadura, que caiu no esgoto e se perdeu pra sempre (ou não).

A karas da cidade vizinha, que foi de grande ajuda na batalha (ou não)
Shinjuku após a batalha entre Otoha e Ekou.
Shinjuku atualmente.

Depois disso, apareceu o vice-governador com a Tropa de Elite de Shinjuku, e ele se recusava a acreditar que mikuras, karas, pokémons, digimons, você e todas essas merdas existissem, e, ao ver Otoha se tranformando no meio da rua, ele pensou que era um E.T, e mandou toda a tropa meter bala nele, até o cu fazer bico. Mas, como Otoha ainda era imorrível, ele simplesmente fatiou no meio as AK-47 da tropa e ainda falou que o vice-governador era um de seus protegidos, o deixando com a cara mais caída que o pênis de Anônimo (se é que Anônimo tem um...).

Depois disso, Otoha prometeu proteger Shinjuku pra sempre e voou com Yurine para sabe-se-lá onde. Talvez ele tenha voltado para sua clínica para mortos no Acre, ou então foi brincar com Yurine. Mas o que importa é que tudo acabou bem (ou não).

Passado algum tempo, Shinjuku mostrou seu espírito japonês e começou a se reconstruir, e em pouco tempo já tava novinha em folha (ou quase), mas a população já tinha voltado a sua rotina normal, de cheirar gatinhos, fumar maconha, apostar a toba no truco, trocar a bunda por uma coca cola geladinha, e várias outras atividades perfeitamente comuns naquele lugar.

Kure, o policial (quase) figurante, começou a namorar Yoshino, que depois das primeiras noites já tinha voltado ao normal e tinha desengasgado, conseguindo falar. Então, Kure e Yoshino decidem ir para o meio do mato, mais precisamente para trás da moita, pois assim eles conseguiriam sossego. Quem também fez uma aparição foi Sagisaka, que surgiu como espírito, como se nada tivesse acontecido, apenas dando uma passadinha para vigiar conversar com seu genro, dizendo que se Kure não cuidasse direito de Yoshiko, ele iria puxar seu pé de noite.

Após isso, tudo acabou bem. No esgoto, alguém encontrou a perna da armadura de Ekou. Bom, ele poderia apenas estar querendo um vibrador, mas nunca se sabe...

Personagens secundários, que não servem pra porra nenhuma (ou sim)[editar]

Localidades da série[editar]

Os Karas renegados[editar]

Vídeo[editar]

Ver também[editar]


v d e h
Este artigo fala sobre um anime.