Keitarō Urashima

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Broken Mirror.jpg Puta que pariu, tu é o azar em pessoa!

Este artigo traz relatos de uma criatura azarenta que só se estrepa no dia-a-dia.

Faça bobagem neste artigo e mandaremos 13 lindos gatinhos pretos pra você cuidar.


Desentrevistasminibox.PNG O Desentrevistas
possui uma entrevista com
Keitarō Urashima
Keitarō flagrado com a mão na massa.

Cquote1.png Você quis dizer: Gaytarō Urashima Cquote2.png
Google sobre Keitarō Urashima
Cquote1.png Keitarō, seu pervertido!!!! Cquote2.png
Naru sobre Keitarō
Cquote1.png Uh, quase! Cquote2.png
Narrador fanho sobre Keitarō (quase) entrando na Universidade de Tóquio
Cquote1.png Aaaaaaaaahhh!!! Cquote2.png
Keitarō decolando na velocidade da luz
Cquote1.png IKIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!! Cquote2.png
Keitarô sobre Ulisses Bezerra seu dublador

Keitarō Urashima, ou ainda Gaytarō Keitarou Urashima, é o infeliz protagonista do hentai anime Love Hina, do pervertido mestre Ken Akamatsu.

Infância[editar]

Keirarō apanhando de novo.
Ele é o azar em pessoa!

Desde a sua infância, Keitarō já mostrava indícios de que nascera para ser um completo inútil e passar a vida tomando porrada. Apesar de ser filho de um capitão da polícia especial de Tóquio, Keitarō nunca demonstrou nenhum traço da personalidade de seu pai, visto que passava os dias brincando de bola de gude no carpete e bebendo leite com pera e ovomaltino. Era constantemente zoado por seus coleguinhas na escolinha por causa de seu comportamento excessivamente alegre; foi nessa época que ele tomou suas primeiras porradas.

Cquote1.png Buááá!! O Tanakinha me bateu hoje!! Cquote2.png
Keitarō para o seu pai
Cquote1.png E por que você não revidou, ora?? Cquote2.png
O pai, todo machão
Cquote1.png Mas ele é tão kawaii ^^ Cquote2.png
Keitarō, matando o coroa de desgosto

Por essas e outras, Keitarō recebeu o apelido que o acompanharia para sempre: Gaytarō. E as menininhas da escolinha até que tentavam ficar amigas dele, mas o nosso pequeno amigo sempre dava um jeito de fugir daquelas mocréias, uui. Só uma delas conseguia ser mais rápida e sempre pegava o pequeno Keitarō para brincar, aqui ainda no sentido literal mesmo. Essa garotinha gerou traumas irreversíveis na mente de Keitarō, principalmente depois do fatídico dia em que eles prometeram um dia entrar na Toudai, a universidade de Tóquio. Keitarō pensava: Se eu entrar lá, é só eu começar um namoro de fachada com aquela guria e as outras mocréias nem vão chegar perto de mim, hehe.

Ronin[editar]

PQP!! Rodei de novo!!

O tempo passou e Keitarō continuou mais boiola do que nunca, sem nunca ter nem pegado na mão de uma mulher, muito menos dado "uns pega" de verdade. O máximo que ele fazia com uma garota era brigar puxando pelo cabelo e dando unhada, do jeito mais fresco possível. E para piorar, além de ser frutinha e virgem, afinal nenhum cara na escola queria ele, Keitarō ainda por cima era extremamente burro e não conseguia passar no vestibular nem com reza brava, o que aos poucos ia trazendo desgosto para a sua família. Chegou um dia em que seus velhos pais tomaram uma decisão radical: o único jeito do Keitarō virar homem é mandando-o para o cabaré a pensão da sua Volvo vovó Hinata (não, não é aquela guria retardada do Naruto).

Kanrinin[editar]

Naru ensinando Keitarō a ser homem.

Dito e feito. O pai de Keitarō até considerou iniciá-lo na polícia mas, pensando melhor, a corporação só tem homem e isso agravaria o grau de frescura do filho. A única saída foi mandar Keitarō para a pensão Hinata para trabalhar como gerente, que na verdade nunca faz nada lá, ou seja, perfeito para o vagabundo Keitarō. Só volte depois de virar homem, filho!! Essas foram as palavras de despedida que Keitarō ouviu.

No harém No cabaré Na pensão, Keitarō conheceu rapidamente todas as moradoras do lugar, e foi recebido muito bem, diga-se de passagem, tão bem quanto o Senhor Barriga é recebido pelo Chaves. Mas de todas essas garotas, a que mais mudaria a vida do novo Kuririn kanrinin sem dúvida é Naru Narusegawa,

Vamos lá, chegue mais perto dela, Keitarō! Você está conseguindo ser macho!

uma das mulheres mais macho dos animes, bem mais do que o Keitarō e talvez só perdendo para Motoko. Graças a Naru, Keitarō iniciou uma série de novas descobertas acerca de si mesmo, e a primeira e mais imediata descoberta foi a sua indestrutibilidade. Ora, ele deve ser imortal para conseguir sobreviver a um acesso de fúria na pensão, principalmente ao Narusegawa Roundhouse Punch, e não foram poucos.

E bem aos poucos Keitarō também descobriu melhor a sua sexualidade, que talvez seu pai estivesse certo no final das contas. E definitivamente todos os fatores apontavam para isso. Depois de muita pancada, parece que seu cérebro foi afetado, mas a mudança não foi ruim, pois Keitarō finalmente estava deixando a viadagem de lado. De tanto Naru e Keitarō caírem um em cima do outro, as quedas foram progressivamente evoluindo em intensidade e consequências, até que um belo dia Keitarō estava curado, graças à Naru.

Hoje[editar]

Keitarō continua sendo Kuririn kanrinin no harém da avó e não perdoa nenhuma das suas colegas. Lógico que o fato de ser protagonista ajuda muito, já que até as machonas acabam caindo na dele. Keitarō está tão feliz com Naru (o que mostra que todo japonês, viado ou não, tem um pé no masoquismo) que até já se esqueceu de entrar na Toudai, e a menininha da promessa deve estar esperando ele até hoje. Há teorias de que Mutsumi seja a garotinha, mas com certeza ela também nem se lembraria mais; é tão lesa que só não esquece a cabeça porque está grudada. Enfim, todos se deram bem no fim do anime (se é que o anime teve um fim), só falta o Keitarō também ficar inteligente e entrar logo na Toudai, senão vai ser sempre faxineiro da pensão Hinata. Atualmente, é professor de Tenchi Masaki e ensina sobre como largar a homossexualidade e virar um garanhão.

Galeria de perversões de Keitarō[editar]