Kevin Magnussen

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Suck my balls honey Cquote2.png
Kevin Magnussen sobre Nico Hülkenberg

Kevin Magnussen é mais um desses tantos figurantes da Formula 1 que não servem para nada de interessante e mal são mencionados por Galvão Bueno durante as corridas. Filho de Jan Magnussen (quem?) é um piloto de mediano a ruim, criado pelo papai a única coisa a mais que ele tem é ser oriundo da Dinamarca, pois ninguém sabia até então que existia carros na Dinamarca, pelo mapa lá parece ser tão alagado e pequeno para isso.

Carreira[editar]

Fórmula Ford Dinamarca[editar]

Sua estreia como profissional foi nessa competição semi-amadora, uma vez que ninguém sabia até então que existia Ford na Dinamarca. Importa que a tal Formula Ford é uma competição de corrida onde só pode ser usado carrinhos de brinquedo facilmente capotáveis. Em sua temporada de estreia e única, a de 2008, Kevin Magnussen atingiu o surpreendente resultado da segunda colocação geral, geralmente dispensando os curiosos do detalhe de que só havia naquele ano apenas dois dinamarqueses que pilotassem um ford de brinquedo para competição.

Formula Renault[editar]

Após disputar uma categoria automobilística mais desconhecida que a outra, provavelmente quase todas inventadas para enriquecer currículo, Magnussen chegou à Formula Renault Inglesa em 2010, onde demonstrou todo seu potencial de ser um figurante sem criatividade ou ousadia ao volante, ficando em algo como sexto lugar, ou oitavo lugar, sei lá.

Formula 1[editar]

Na temporada de 2014, Magnussen fez parte do complô contra Felipe Massa onde diversos pilotos se reuniram secretamente para em rodízio bater no brasileiro a cada corrida, e foi o responsável por fazê-lo capotar na Alemanha.

Enquanto isso, lá na Formula 1, frustrados com a traição de Lewis Hamilton, que foi criado a leite com pera pela McLaren desde seus 5 anos de idade no seu primeiro kart, a equipe foi descaradamente traída pelo seu piloto xodó quando a cria da casa se transferiu para a Mercedes em 2013, os donos da McLaren prometeram nunca mais criar um excelente piloto vitorioso e arrojado desde o zero para trazê-lo do nada à categoria, decidiram mudar a estratégia e trazer algum piloto mediano e despretensioso de maneira que este jamais pudesse despertar interesse em ser contratado por alguma outra equipe mais rica.

Em sua estreia na Formula 1 em 2014 para substituir o barbeiro Sergio Pérez que destruiu dezenas de carros da McLaren na temporada anterior, Magnussen foi instruído a não fazer nada de arriscado, como não tentar ultrapassar ninguém e executou esse papel muito bem durante toda a temporada ultrapassando apenas em raras ocasiões em que o DRS permitisse a ultrapassagem numa reta.

A surpresa foi total quando logo em sua corrida de estreia, na Austrália, ele já ganhou a corrida de maneira surpreendente, tornando-se o primeiro estreante em Formula 1 a ganhar uma corrida (exceto a primeira corrida de Formula 1 da história onde todos eram estreantes). Como a FIA não gosta desses recordes, Magnussen foi punido e ficou com a segunda colocação. Após esta primeira corrida o piloto foi fortemente repreendido pela equipe, e a bronca surtiu efeito, desde então ele não consegue nada melhor que um nono lugar nas corridas, e quase não aparece nas transmissões, sempre embolado naquele pelotão dos intermediários das corridas.

Em 2017 passou a guiar uma Haas, equipe desprezível/intermediária do grid. Batalhando naquele caos que é o meio do grid com outros carros também ruins, ficou marcado pela rivalidade com Nico Hülkenberg, afinal como ambos jamais ganharam porra nenhuma, decidiram chamar atenção se xingando publicamente.

Schumacher dick vigarista.jpg
Buildphotoims4vd.jpg
v d e h
Pilotos da Fórmula 1