Kids (filme)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Kids(filme))
Ir para: navegação, pesquisa
Olho na Bosta, Olho na Band!

Coisa da Band é sempre mal-feita

Este artigo está relacionado à Band. Talvez você não tenha conhecimento da existencia de Kids (filme) porque só consegue ver Campeonato Brasileiro com Luciano do Valle e Neto. Seu programa passa logo após o RR Soares (ou não).

Conheça mais dessa gentalha aqui.

Cquote1.png Você quis dizer: Fim de semana em Neverland? Cquote2.png
Google sobre Google

Cquote1.png Que pouca vergonha! Cquote2.png
Hugh Hefner sobre Kids
Cquote1.png Grande coisa... Isso rola aqui no bairro todo dia! Cquote2.png
Du, Dudu e Edu sobre Kids
Cquote1.png Esse é o filme que eu sempre quis fazer... Cquote2.png
Roman Polanski sobre Kids
Cquote1.png É ISSO o que acontece com quem assistia muito meu xôu quando criança! Cquote2.png
Xuxa sobre Kids
Cquote1.png Se você tira a virgindade de uma menina, cara... Cara, você é o cara! Cquote2.png
Telly sobre virgens
Cquote1.png É o meu pior pesadelo... Cquote2.png
Rambo sobre Kids
Cquote1.png Adoro virgens!Nada de vagabundas, nem doenças, só puro prazer! Cquote2.png
Telly sobre virgens
Cquote1.png Telly, isso dói! Cquote2.png
Discurso padrão de todas as garotinhas para Telly, enquanto o rala-e-rola acontece
Cquote1.png Adorava essa bala quando era criança. Cquote2.png
Carla Perez sobre Kids
Cquote1.png Podiam pelo menos usar camisinha! Cquote2.png
Ministério da Saúde sobre Kids

Podendo ser considerado algo como o "Cidade de Deus" dos anos 90, Kids foi uma ficção científica pornô-chanchada que mostrava a "realidade" nua e crua das experiências sexuais de muleques que acabaram de chegar na pré- adolescência e não têm nem cabelo no saco ainda. "Escrito" por Joselito e "dirigido" por Michael Jackson, o filme costuma causar pesadelos em quem assiste, e virou um clássico trash nas madrugadas da Band.

História[editar]

Michael Jackson, o criador de Kids!

Passado nos conjuntos habitacionais americanos, o filme é centrado no personagem Telly, um porco chovinista de 12 anos que já começa o filme tirando a virgindade de uma menininha de uns 7 anos de idade, e depois cospe no prato que comeu, vomitando na calçada. Depois ele encontra um amigo, Chorão e eles se drogam, roubam lojas e vão assistir os filmes caseiros de Chorão caindo de skate. Longe dali, menininhas entre 7 e 10 anos discutem coisas absolutamente naturais para meninas dessa idade, como sexo oral, por exemplo. Uma delas, pra espanto de todas as outras(menos o nosso), é dada como soropositivo. Espanto sim, pois a única pessoa com quem ela já transou foi- OOOOOOOOOH!- Telly. A essa altura, Telly e Chorão já assaltaram um banco e foram pro parque comprar maconha do vocalista do Natiruts, onde eles aprendem com uns malucos a enrolar erva em folhas de charuto. A prova cabal que o amigo de Telly é o Chorão é que ele mal pisa no skate e já atropela alguém. O que vem a seguir é uma cena absurda e sem sentido, onde todos os malucos matam sem motivo algum o pobre coitado que Chorão acabou de atropelar. Mais tarde eles saem à caça de virgens para deflorar, e se encontram com uma garotinha de uns 10 anos, irmã mais nova de uma das ninfetas do começo do filme. Os três, mais duas meninas, vão pra uma piscina pública e transam lá. Depois de muita bebedeira, a ninfetinha virgem vai pra uma rave, onde dão pra ela ecstasy, deixando a pobre ainda mais desvairada do que já estava. Ela então pega um táxi e vai abrir o rabo pro Telly, e- surpresa!- pega AIDS também. O filme termina com todo o elenco ficando soropositivo, e com um sábio e filosófico monólogo de Telly sobre como ele é fudedor de mocinhas e tem orgulho de todas as babaquices que faz.

Absurdos[editar]

Tendo custado 100 Reais e uma Fanta, o filme choca por seu incrível "realismo". Pra começar, você nunca vê os pais de ninguém, nem mesmo no banheiro, o que leva a crer que os americanos nunca ouviram falar em juizado de menores. Tudo- absolutamente TUDO!- na vida dessas criancinhas gira em torno de sexo, nada de Barbie, Hello Kitty ou animes na vida desses muleques, só pau dentro! Os muleques fodem dentro de uma piscina pública lotada e ninguém- NINGUÉM- vai expulsá-los de lá, como se fosse a coisa mais natural do mundo crianças que ainda falam fino transarem por aí. Skates são tão perigosos quanto uma espingarda calibre 12, pois eles matam um mané a skatadas logo no começo do filme. Não importa a ocasião, menininhas de 10 anos sempre estão a postos para abrir a bunda pra qualquer menino mijão. Maconha e bebida alcólica são vendidos em qualquer lugar, e pra gente de qualquer idade( A propósito, aparentemente não existe polícia nesse universo paralelo). A AIDS aparentemente ainda não foi inventada, posto que as criancinhas tão pouco se lixando pra viadagens como camisinha. Quase não existem adultos em toda a cidade, e os que existem são tão lesos que não conseguem enxergar uma porta na frente da cara.

Fazendo fama no Brasil[editar]

Dono de um primor técnico sem igual, Kids é filmado de um jeito tão tosco que em vários momentos dá pra perceber claramente que as cenas foram filmadas com a câmera de vigilância da garagem do prédio. Por seu forte apelo trash, obviamente Silvio Santos já tentou trazê- lo pro Cinema em casa, porém ele não sabia que a fita já havia chegado escondida num pacote de 64 filmes da Emmanuelle nos escritórios da Band. Os responsáveis pela programação provavelmente deviam estar sob efeito de gatinhos, pois enfiaram aquela fita esquisita no videocassete e simplesmente amaram! Agora, tradicionalmente esse filme é reprisado todo ano, depois do programa do Otário Mosquito e antes do Cine Privé, em noites de lua cheia.

Onde estão agora[editar]

Depois do fracasso estrondoso do filme, os astros pornô-mirins tiveram vários percalços pela vida. Os que não morreram de câncer no pulmão por causa da maconha ou de AIDS se mudaram para a Holanda, onde entraram para o elenco do pior filme já feito, "Gigolô europeu por acidente", ou foram empregados pela Brasileirinhas, onde fazem a escalação de novos "atores" e "atrizes" pros filmes da empresa. Um dos astros do filme, Chorão, arrumou outro jeito para poluir a mente de jovens cinéfilos, o que felizmente não deu certo, e o fez voltar pra casa com 175 troféus Razzies, 13 por ano (e olha que o "filme" dele é do ano passado...) Uma das ninfetas do filme arrumou emprego como - adivinha?- quenga-mestra nos filmes de Sin City e como esposa de Alexandre, o Grande.

Ver também[editar]

PQP.gif Este artigo é IMORAL!

Você deve estar achando que este artigo é uma afronta, uma pouca vergonha, uma baixaria... FODA-SE!!! Vai fazer algo que preste e não foda minha paciência!!