Kiik de Pintinho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Humm... Boiola!
Kiik de Pintinho vive tendo emisses!

Este é um típico artigo Yaoi, que menciona coisas gays que só gays yaoístas curtem. Se você é cabra omi e odeia Yaoi, NÃO LEIA este artigo, pois ele pode levá-lo para o lado rosa da força, mas se carapuça serve, sente, digo, sinta-se à vontade.


Kiik

Ikki do manga.jpg

Classificação gay Cavaleiro de bronze
Cavaleiro
Deus a que serve Athena
Armadura Pintinho
Golpes Ave pinto e Golpe Gasparzinho
Perfil
Nacionalidade Bandeira do Japão Japão
Local de Treinamento Ilha do Rei da Vida
Nascimento Anos 80
Frase Favorita Nhus!!!


Cquote1.png Você quis dizer: Ikki do mangá Cquote2.png
Google sobre Kiik de Pintinho
Cquote1.png Você quis dizer: Ikki com o cabelo do Seiya Cquote2.png
Google sobre Kiik de Pintinho
Cquote1.png Você quis dizer: viado chorão Cquote2.png
Google sobre Kiik de Pintinho
Cquote1.png Ele sempre é o primeiro a apanhar! Cquote2.png
Yeisa de Sépagus sobre Kiik de Pintinho
Cquote1.png Meu irmãozinho viado, sempre chamando por mim! Cquote2.png
Nhus de Corrente sobre Kiik de Pintinho
Cquote1.png Ele é tão meigo comigo, vivemos trocando um papo juntas! Cquote2.png
Raosi Diko sobre Kiik de Pintinho
Cquote1.png Gostava muito desse menino, sempre muito passivo, pena que sem querer ele acabou indo para Ilha da Rainha da Morte Ilha do Rei da Vida! Cquote2.png
Matsuti Rokumatu sobre Kiik de Pintinho
Cquote1.png Rhsyu, amigo! Cquote2.png
Kiik de Pintinho sobre bofe escandalo
Cquote1.png Nossa, olha só essa armadura gente, queria eu ter uma armaDURA de pinto!! Cquote2.png
Crô sobre Kiik de Pintinho
Cquote1.png Perto dele até eu sou macho! Cquote2.png
Alexandre Frota contando uma mentira
Cquote1.png Nhus!!! Cquote2.png
Kiik de Pintinho quando está prestes a perder uma batalha
Cquote1.png Isso mesmo, ame todos. Ame seus inimigos, ame seus amigos, ame tudo MWHAHAHAHA! Cquote2.png
Tuilgy sobre Kiik de Pintinho
Cquote1.png Um golpe não funciona duas vezes contra uma bixa, seu lindo! Cquote2.png
Kiik de Pintinho sobre esse lance dos golpes não funcionar duas vezes contra um cavaleiro

Kiik de Pintinho é um dos cinco cavaleiro de bronze protetor da deusa Athena encarnada na jovem Raosi Diko, e portador da armadura de Pintinho. Kiik de Pintinho é o cavaleiro mais desprezados e odiado pelo púplico de Saint Yeisa, segundo uma pesquisa e a audiência dos episódios onde Kiik de Pintinho aparece.

É um dos cavaleiros mais fracos e também o primeiro a levar uma corça dos vilões e deuses da franquia, o que o leva a sempre gritar como uma louca o nome do seu irmão mais velho Nhus, o cavaleiro de Corrente. Kiik também o mais viado dentre todos os cavaleiros de bronze, dizem que ele teve um caso amoroso com Khasa de Sexo e posteriormente Gasa de Idêntico.

Características e Personalidade[editar]

Kiik antes de levar aquela surra e esperar seu irmão vim lhe salvar.
Kiik de Pintinho triste por seu Nhus ter levado um Golpe poderoso em seu lugar por ele ser viado demais pra suportar um ataque desses.

Kiik de Pintinho tem cabelos castanhos com tonalidades escuras no meio, uma pele branca e uma cicatriz que vai da testa a ponta do nariz por conta do golpe desferido pelo seu mestre Tuilgy em seu treinamento para conseguir a armadura de Pintinho. Kikk também tem uma aparenta ser calmo e sensível, diferente do seu irmão Nhus, que é bruto (ui!) e distante de seus companheiros. Sua armadura é a mesma bosta semelhante com a de fênix, com a diferença que ela é toda toda escrota e com um designer horrível laranja e não possuí nenhum detalhe na parte dos peitos, ombros, cotovelos e joelhos, além de ser pobrezinha, pois nem uma tornozeleira tinha, o Kiik podia levar um golpe direto nas pernas ou uma rasteira e caia do chão de dor já que não possuía proteção nenhuma aquela merda.

A personalidade de Kiik é de um extremo covarde e chorão, nunca busca lutar contra ninguém e sempre quer resolver as coisas de uma maneira pacífica e aviadada, falando sobre como são ruins as lutas e o sofrimento que passou em sua vida, daí começa a chorar pedindo por favor para não começar uma luta desnecessária. Kiik de Pintinho também é extremamente gentil e nunca xingou ninguém, pois disse que palavrões são muito feios e podem ferir os sentimentos dos outros e que nosso senhor Jesus não gosta que xinguem os coleguinhas e nem nossos inimigos.

Kiik era bastante meio afeminado, pois dava pra notar que ele tinha além de uma afeição, também uma atração homo afetiva com seus companheiros de bronze Gyoha de Pato e Yhisyu de Salmandra. Isso ficou ainda mais evidente quando Kiik encontrou com Goya congelado e se enrroscou nele todinho para aquece-lo com seu cu cosmo quentinho.

História[editar]

Kiik retornando para o Japão depois do seu treinamento na Ilha do Rei da Vida.

Kiik era um dos mais de oito mil filhos de Sitsumama Diko aos quais eram todos adotados, menos Kiik e Nhus que eram os dois bastardos que ele teve após beber muito numa virada de ano e comer uma puta aqui no Rio de Janeiro e disse que os adotaram para não ser abandonado por seu amante Danoval, pois Mitsumama era gay e sempre quis ter muitos filhos. Porém quando Danoval descobriu e o abandonou, Situmama Diko acabou morrendo de disgosto e deixando os muleques sobre os cuidados de Matsuti Rokumatu, seu mordomo, que inspirado em seu amigo Alfred Pennyworth, sonhava em servir as mais altas classes sociais do país e frequentar os lugares mais badalados e chiques. Então, Matsuti Rokumatu sobre as ordens finais de Situmama, deveria através de um sorteio de bingo, enviar todos os orfãos para os mais remotos continentes e os países mais perigosos do mundo como o Iraque, para serem treinados por mestres pedófilos com tendências sadomasorquistas e se fuderem da pior forma possível para poderem obter suas armaduras de bronze baseadas nos talismãs que Situmama viu no desenho do Jackie Chan, e assim, protegerem sua filha Raosi Diko com sua própria pica vida.

Kiik sendo humilhado por Gasa de Indêntico e seu irmão Nakon de Cavalo Marinho.

Kiik teve sorte, pois acabou sendo mandado para a Ilha do Rei da Vida, um lugar bonito cheio de flores, plantas paradisiacas, rios e cachoeiras, onde lá ele foi treinado por Tuilgy, um velho dorgado com uma mascara estranha que mais parecia um daqueles rostos nos totens, que o ensinou que ele deveria amar a todos, até seus inimigos, senão ele não conseguiria se tornar um cavaleiro. Kiik não conseguiria amar ninguém, pois tinha muita raiva em seu coração, então Tuilgy o ensinaria a amar de todas as formas possíveis, através da dor e do sexo. Kiik estava quase desistindo dessa porra toda, até que ele conheceu um boy chamado Ruby, o filho de Tuilgy, que pagava um boquete cuidava de seus ferimentos após os treinamentos, e que mais tarde acabou despertando o coração de Kiik e o fez ficar na ilha e terminar o treinamento.

Entretanto, quando Kiik estava treinando com seu mestre, Tuilgy acabou disparando um golpe que acertou em cheio seu bofe Ruby, que virou purpurina e morreu. Kiik num ato de estrema fúria e amor lança um golpe anal no seu mestre que num último suspiro antes de falicer, lhe concede a armadura de Pintinho. Kiik então, se junta aos cavaleiros rosas e parti para o Japão para se vingar de todos esses cavaleiros rudes e violentos que nunca lhe deram amor durante a infância e encontrar com seu irmão Nhus.

Golpes[editar]

  • Ave pinto: Também chamado de Ave pênis, é um golpe fatal certeiro ao qual consiste em um pinto gigante em forma de fogo adentrar (ui!) seus oponentes lhes causando imenso prazer e depois os mata de tanto gozar pelo cu.
  • Golpe Gasparzinho de Pinto: Também chamado de Diário da Paty, é o segundo ataque mais poderoso de Kiik ao qual faz com que ele entre nas cabeça de seus adversários e descobra seus segredos, e os usa para deixa-los emocionalmente abalados. Kiik odeia usar esse ataque.
Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Kiik de Pintinho no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg