Parque Nacional de Komodo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Komodo)
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png 5 D6+10 Cquote2.png
D&D sobre Poder de fogo do Dragão-de-komodo

Parque Nacional de Komodo é um matagal que parece ter saído de algum RPG, repleto de criaturas fantásticas, na ilha de Tenggara, na Indonésia, é conhecido por ser o único lugar no mundo onde ainda vivem os elfos pigmeus.

História[editar]

O Dragão-de-komodo, uma das raras espécies protegidas da reserva.

Ilha de origem vulcânica, o parque abrange uma das áreas mais exóticos do Planeta Terra. Os primeiros registros da ilha datam do diário de bordo das Viagens de Gulliver. Inicialmente chamada de Houyhnhm, a ilha era habitada por uma avançada civilização de cavalos humanoides de inteligência avançada. Todavia, um desequilíbrio ambiental na fauna dos dragões causou a extinção desse antigo povo que foi fritado.

Durante muito tempo a ilha foi dominada por dragões, mas um dia, o Mestre dos Magos unido à faraós egípicios conseguiram repelir esse mal e trancaram a alma dos dragões eternamente em cartas de Yu-Gi-Oh!, transformando-os apenas em lagartos tamanho família.

Nos tempos modernos, a ilha foi descoberta por acidente pelo renomado explorador aventureiro suicida Bear Grylls quando se perdeu no caminho dos desertos da Australia, e com a ajuda da equipe de produção de filmagem ele conseguiu sobreviver ao ambiente hostil usando apenas uma zarabatana e urnina de veado.

Após a pseudo-criação da "república" da Indonésia, a ilha foi tranformada em parque com o objetivo de evitar ao máximo que humanos se aproximem da região.

Em 1980 um incidente entre pescadores e guardas florestais terminou com 20 mortos. Após a investigação, descobriram que enquanto os guardas florestais alimentavam os dragões-de-komodo, suas esposas íam para orgias com os pescadores.

Em 1993, Steven Spielberg criou na ilha um secreto projeto onde criou dinossauros em laboratório, tão secreto que ninguém sabe disso.

Atualmente, o parque é apenas mais uma fonte de turismo da Indonésia, e local onde o Discovery Channel grava 7 de cada 10 programas da emissora.

Fauna[editar]

A grande espécie do parque é o Dragão-de-Komodo, uma raríssima espécie de pokémon do tipo planta e venenoso. Dea cordo com Darwin esse precioso animal é o elo perdido entre humanos, dinossauros e digimons. Mata por envenenamento, o que os iguanas são para Galápagos os dragões-de-komodo são para o Parque Komodo.

Além disso, o parque preserva também até 70 espécies diferentes de esponjas num recife de coral próximo, chamado Fenda do Biquini.

Outra espécie exclusiva da reserva é o veado-de-timor, que são alguns travestis de Timor-Leste que vão à Komodo se prostituir.

A reserva abriga também uma rara espécie de 4.000 híbridos de humanos e abutres.

Flora[editar]

Komodo preserva ainda mais de 9000 espécies de árvores, além de um diversificado recife de coral cheio das criaturas mais venenosas do mundo.