Kostroma (óblast)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Viking dinamarca.jpg Ek est årtikkel Vikingen!

Este artigo veio das frias terras dinamarquesas! Ele gosta de remar, louva Odin e o Deus Metal, não tem nenhum senso de privacidade ou de educação e seu autor chegou ao Valhalla. Não vandalize ou envolva a Finlândia neste artigo!

Kostroma(em russo, Kocтpoмa) foi o mais longe os vikings chegaram.

História[editar]

Um habitante de Kostrova no chá das 5.

Na época da Era Glacial, por volta do século IX, os vikings que atormentavam no gelo absoluto da Europa até se perguntarem por que eles com todo aquele poder militar, insistiam em passar frio.

Em reforma viking jamais vista, iniciou-se uma expansão bárbara para o sul. Como os vikings só sabem andar de barco, foram rumando à sul subindo a correnteza dos infinitos rios russos.

Porém a medida que o clima ia esquentando os vikings iam morrendo de hipertermia, até que o líder viking vendo que não dava mais para avançar suas tropas, resolveu estacionar na atual Kostrova.

Na época da unificação da Russia, Kostrova foi conquistada depois que Ivan, o Terrível comprou o território por algumas pratas com a intenção de se banhar nos rios.

Nos dias atuais, Kostrova é lar de vikings falsos (essa linhagem não existe mais) e todos até hoje se vestem ridiculamente com chapéu com chifres.

Etnia[editar]

Descendência viking, o povo de Kostrova adora deuses do frio e falam alfabeto com "Ös" e "Ǎs" ao invés de "д", "и" e "яs".

Geografia[editar]

Kostrova possui uma infinidade de rios que desaguam no Oceano Ártico, local estratégico para situar uma esquadra secreta, diversão do governo russo.