Kotayk

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
A melhor coisa da província nem existe na província. Mas é isso ou mostrar a cara de satisfação de uma pessoa morar em Kotayk.

Kotayk é uma província de um terreno baldio cheio de destroços da Armênia. A província de Kotayk foi vendida e seu nome foi trocado para o de uma cerveja que hoje nomeia a província.

Província[editar]

É nessa sessão que são reveladas as coisas de interessante dessa curiosa província. A única coisa interessante é que o baterista do System of a Down nasceu aqui em uma comunidade caipira que tentava plantar algo no solo que não saísse com gosto de Chumbo. O baterista acabou fugindo de casa quando a mãe dele o obrigou a comer uma cesta de laranjas plantadas pela família.

O restante que você deve saber é que aqui é igual a província capital da Armênia: parece que está sempre em "Pax Armeniana" e que essa paz é quebrada quando aparece alguém com a bandeira ou do Irã ou da Turquia (se bem que a maioria destrói metade da cidade só de ver uma bandeira turca).

Apesar de tudo, essa província prova que a Armênia é diferente das demais ex-filhos da União Soviética, enquanto a maioria dessas nações iria ter somente cinco comunidades urbanas em um território todo a Armênia tem 6 urbanas só nessa província. Mas quem liga?

Afinal, diariamente alguém leva uma bala perdida nessas cidades, e a Armênia tem tanto dinheiro que ainda não conseguiu tirar 10% dos destroços deixados na última invasão ocorrida no país, é difícil vender frutas que tem gosto de chumbo.

Economia[editar]

O ganha-pão da província é a agricultura, assim como em todo o resto do país. Mesmo assim, agricultura está longe de ser lucrativo já que, como já foi dito, tudo sai com gosto de Chumbo e é bem fácil achar uma mina terrestre espalhadas pela Armênia. Some isso com a natureza desértica de um país do Oriente Médio.

Então, como alternativa, o governo de Kotayk aposta no turismo e reza para que alguém se lembre da Armênia como ponto turístico e que essa pessoa escolha a província de Kotayk para ficar.

Mesmo assim, a venda de lembrançinhas armenianas não vão muito bem, afinal muitos turistas ou acabam virando reféns de um grupo terrorista ou pisando em uma mina. A fábrica que nomeia a província, aliás, sequer tem uma filial na província e só tem na capital.

Cquote1.svg Mas rende um markenting ter o nosso nome na província! Cquote2.svg
Diretor geral da Kotayk

Patriotismo[editar]

Após ser realizada pela ONU uma pesquisa do país mais patriota do Oriente Médio. Quem ganhasse poderia ignorar uma das armas barradas pela convenção de genebra. Não demorou muito para que muitos iranianos jurassem amar o seu país com armas miradas na cabeça. Já na Armênia, como ela mal tem dinheiro para pagar armas, foi o que conseguiu o menor resultado.

A pesquisa mostrou que os Armenianos tem como o principal sonho "fugir da Armênia, da Turquia, do Oriente Médio e de tudo que tenha gosto de chumbo".

Foi em Kotayk que veio a maior parte da população que "gosta" do seu país que se consolava dizendo: "Há lugares piores como o Paquistão onde eu ouvi dizer que uma pessoa leva um tiro depois de ter pisado no solo".