Krakozhia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Krakozia)
Ir para navegação Ir para pesquisar
Capitao Nascimento.jpg PEDE PRA PÔR NOVAS IMAGENS!!!
Quem não colocou imagens nessa porra??!! FOI VOCÊ! FOI VOCÊ, SEU VIADO!!! Tu não é um Caveira, tu é MOLEQUE! Acho melhor colocar mais imagens, senão o Capitão Nascimento te põe no saco, seu vagabundo! E faca na caveira!!!

Cquote1.svg Medo de Cracoisa? Por quê? [cantarola o Hino Nacional da Cracoisa] Laiá, laiá, Cracoisa!!! Cquote2.svg
Tom Hanks Viktor Navorski sobre Cracoisa
Cquote1.svg Cracoisa?! É Cracoisa, cracoisa, cracoisa.... Cquote2.svg
Viktor Navorski sobre Cracoisa
Cquote1.svg Uma das mais belas praias que eu já surfei está lá. Um calor impressionante! Cquote2.svg
Felipe Dylon sobre Cracoisa
Cquote1.svg Esse saco de batatas é Krakozhia!K-R-A-K-O-Z-H-I-A! Cquote2.svg
cara da imigração sobre Cracoisa

A Krakozhia (Cracoja, em português) é uma ex-república soviética e subdivisão do departamento da Ossétia Central, na República Monárquica Democrática Popular Federal Unida da Tchetchênia. É vizinha da Sováquia e da Dudinka, e até fica perto, mas não consegue chegar na República Checa.

Geografia[editar]

A capital da Krakozhia é Elisangela´s Town, homenagem feita por seus cidadãos à loura de pouca inteligência, vasta preguiça e nobre traseiro.

Cultura[editar]

A cultura da Cracoisa é limitada a dois de seus cidadãos mais ilustres: Dan Kloeffler, um ator americano, que em 2001 resolveu se mudar para lá por ser discriminado em seu país de origem e também Daniela Mercury, atriz pornô lésbica brasileira que se apaixonou por Viktor Navorski

Música[editar]

O sétimo cidadão mais famoso da Cracoisa (ou cracoiso) é Viktor Navorski, um fã alucinado de jazz, mas que não é gay.

Cinema[editar]

O sexto cidadão mais famoso da Cracoisa (ou cracoiso) é Steven Spielberg, nomeado cidadão honorário da Cracoisa por ter conseguido fazer um bom filme com Tom Hanks. O nome do execelente filme é, O Terminal.

Política Salvação da Pátria[editar]

Os outros cinco são os generais H. Kastellobrankov, A. Kostasivlasky, Emile Gharrastazhu Medisky, E. Gaizelevich e Y. B. Figeredevich, o popular Jotabê (Y pela letra do Cirillo que utilizam neste país eslavo). Os nobres oficiais foram responsáveis pelo movimento revolucionário que livrou a Cracoisa da iminente ameaça dos traidores comunas populares comedores-de-criancinha. Pelo menos foi o que a Revista Veja disse.

Política Internacional[editar]

Em 2011, a Cracóvia foi atacada por grupo rebeldes que a confundiram pensando ser Krakhozia, porém Cracóvia tem ganhando muito com turistas idiotas vestidos de Tom Hanks.

Problemas internos com tráfico[editar]

A Lei KZ-32483 de 2009 proibiu o consumo de batatas-fritas em sacos e maçãs vermelhas em todo o território da Krakhozia, o motivo de tal lei não foi descoberta até hoje, desde então cresceu o número de traficantes de tais produtos, muitos utilizam a desculpa de viajar aos EUA para realizar sonhos de seus pais enquanto trazem em latas de café e embalagens de remédios para bodes os produtos traficados e ainda aproveitando para desfrutar de uma bela estadia nos terminais dos aeroportos.