Kremlings

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Admmalvado.jpg Este artigo é sobre um vilão!

Isso significa que ele rouba, mata e faz outras coisas sem nenhum motivo. Se vandalizar este artigo, um super-herói irá lhe prender.

Os Kremlings em sua aparição durante Donkey Kong Country 2 após uma festinha no apê do Kaptain K. Rool.

Kremlings são uma raça de crocodilos que aparecem sempre pra atormentar a vida do Donkey Kong e sua turma. Também chamados de Kremling Krew, eles com esse nome curtem fazer umas batidas de funk e rap junto com o Cone Crew, quase sempre liderados pelo King K. Rool (exceto uma vez que ele ficou de férias e mandou o K. Lumsy no seu lugar) atacando a Banana Board sabe-se lá porque, já que bananas não fazem parte do cardápio de crocodilos até onde eu saiba.

Biologicamente[editar]

Os Kremlings seriam em geral formas antropomórficas de crocodilos e lagartixas que podem aparecer de formas as mais diversas possíveis, podendo também aparecer de várias cores (igual ao Restart) e com frescuras as mais diversas, dependendo só do estilo musical que eles curtem (ou da opção sexual deles). Em geral entretanto sempre têm pele grossa, cara de lagartixa com dentes de fantasia de vampiro pro carnaval e olhos tão grandes quanto o da vovó da Chapeuzinho Vermelho, ops, do Lobo Mau. São capazes de sobreviver dentro e fora d'água, congelados, dentro do fogo e até em lagos tóxicos (só não sabemos portanto como uma só pulada na cabeça deles é capaz de matá-los...).

Eles são uma turminha muito machista, pois raramente admitem mulheres como a Kass e a Kalypso (embora alguns como o Skidda pareçam que peidam na salsicha).

Sociedade[editar]

Veneram o deus Congazuma, que ninguém nunca viu a não ser em estátuas. Eles não têm nenhum governo estabelecido, sendo sempre governados por aquele que pegar a mandioca primeiro (no caso, foi o K. Roll). O avanço tecnológico desses seres é altamente avançado (nem os seres humanos teriam tamanha tecnologia nem no Japão): bazucas tamanho família, submarinos, aviões, naves, mísseis, navios, entre outros. Ironicamente a isso portanto é engraçado que eles nunca tenham nenhuma aparição de nenhum tipo de construções, a exceção do quiosque do Klubba (que inclusive é um palhoção todo ferrado).

Pra que servem[editar]

Apenas pra terem suas cabeças pisadas pelos Kongs. E pra mostrar que essa campanha contra a extinção dos crocodilos é coisa de otário.