Kull

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Kull em momentos de descontração.
Wikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Kull.

Cquote1.png Você quis dizer: Final do processo digestivo Cquote2.png
Google sobre Kull
Cquote1.png Eu aprendi tudo com ele o jeito de sobrevivencia. Cquote2.png
Conan sobre Kull

Kull é um dos mais célebres e violentos personagens criados por Robert E. Howard, para ser fudido, escravizado, sadomizado, só para alimentar a sua cede por matanças. Segundo os contos, Kull nasceu em uma era selvagem chamada Era Thuriana, por volta de 100.000 a.C. sendo este tão violento quanto um tiranossauro rex (ao menos é o que falam esses livros), na Atlântida Pré-Cataclísmica. virando um rei apesar de suas barbarisses.

A sua história[editar]

Nascido e abandonado pobre, foi então criado por tigres (ou uma tigre femea) para ter atos zoofiliacos com o menino poder sobreviver. Mas então uma tribo havia encontrado o garoto, encinando a ele a se tornar mais barbaro do que já era. Uma vez adulto, o velho feiticeiro da tribo declarou que o espírito do tigre seria seu símbolo e seu protetor, já que ele já havia sido criado por uma tigre mesmo. Na sua jornada em busca de comida boa, ele ve uma mulher sendo queimada viva como sacrificio, onde para matar a sua fome, decidiu matar e comer aquela moça, apesar de que ela nem sequer foi assada direito. O povo revoltado desejava querer lincha-lo por causa disso, mas Kull conseguiu fugir da multidão furiosa através do mar, onde este foi encontrado por piratas, sendo então escravizados por eles.

De um escravo, a lutador, soldado e rei[editar]

Escravizado pelos saqueadores, ele os serviu como remador e de atos sexuais gays aos seus patrões, até que a caravela onde se encontrava ancorou próxima ao Reino de Valúsia, um dos países que compunham os chamados Sete Impérios para tomar muito Rum antes da suas próximas viagen. Aproveitou a chanche então e o Kull havia fugindo da embarcação, mas este isiota foi capturado pelo valusianos e forçado a lutar na arena, numa luta estilo Mortal Kombat, para a alegria de Kull. Não demorou muito e, graças a sua força e coragem e os estilos de matar dele, Kull acabou se tornando um soldado, depois oficial até atingir o posto de comandante da Legião Negra, já que ele era o único que lutava na guerra enquanto os demais não faziam porra nenhuma, onde se tornou-se a tropa de elite do Rei Borna. Instigado por alguns nobres a assassinar o soberano para que o barão Kaanub assumisse o poder, Kull matou o monarca porque ele estava com saldades de comer uma carne humana e decidiu ele mesmo usar a coroa real. Hoje Kull é um rei odiado por grande parte dos seu súditos, que o consideram um selvagem, indigno de governar um povo tão civilizado. Mas Kull não liga, já que ele devora no almoço esses manifestantes que falam mal dele.

Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!