Kursk (óblast)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Kursk(em russo, Kypck), o Óblast da Muralha da China Russa. Por que a maior muralha do mundo não podia estar fora da Russia.

História[editar]

Uma típica fortificação de Kursk.

Durante a Dinastia Ping-Pong no Império Chinês em 3576 a.C., algum chinês provavelmente chamado de Zim He ou Kim Chou, em um de seus surtos maníacos, mandou contruir uma muralha do tamanho do mundo para proteger seu quintal de invasões bárbaras.

Foi construida então, num período de 500 anos a Grande Muralha da China que impediu qualquer avanço bárbaro. A eficiência da muralha porém, não durou muito pois inventaram a escada 10 anos depois.

A região de Kursk, é o trecho russo por onde a muralha passa. A existência de Kursk então é muito conveniente para o governo russo e sua tática defensiva de vencer no cansaço. Só para passar por Kursk Napoleão durante a invasão à Russia levou 3 anos, tempo de prazo de vencimento do perfume dos franceses, logo eles não puderam lutar em toda plenitude nas batalhas seguintes.

Durante a Segunda Guerra Mundial, em julho de 1943, Kursk foi palco da 2ª maior batalha de tanques e lavadeiras da história só perdendo para a briga entre Brimos Judeus e Árabes trinta anos depois.

Durante a Guerra Fria os Estados Unidos perderam por que seu exército não conseguiu transpassar Kursk.

Com o fim da União Soviética, Kursk que estava mais para Bielorrússia foi mantida a força como Federação Russa e até hoje proteje as fronteiras russas de povos hostis como os finlandeses, noruegueses, americanos e romenos.

Etnia[editar]

A região de Kursk é quase totalmente habitada por russos escavadores anões de RPGs ainda alguns chineses que falam russo.

Economia[editar]

Em Kursk se situa as grandes minas de carvão russas (as maiores e mais profundas do mundo). Por causa dessa região todos os habitantes da Russia podem deleitar do fogo (tesouro).