Lápis de cor

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sua Barbie pode sentar em vários paus diferentes sem ficar com má fama.

Lápis-de-cor servem para dar raivinha, porque eles não pintam direito e ainda quebram a ponta com mais facilidade do que um lápis comum, mas ficam menos malhados que o giz de cera e não furam o papel igual à canetinha, mas perdem feio para os pincéis atômicos. Dos pincéis normais eu nem vou falar porque o único que você usa é o pincel do meio das pernas. É fabricado de modo a não ser tóxico para que não prejudique pessoas que não resistem a por coisas duras na boca. É mais usado pelo ensino fundamental, mas também é utilizado no ensino médio, para deixar o trabalho todo coloridinho e kawaii. O mestre ou professor/a apenas olhará pera você com uma expressão indescritível, mas vai aceitar. Você pode ainda olhar pra ele(a) e com uma risada mais amarela que o lápis amarelo dizer que o que importa mais é o conteúdo. Pode ser que nem desconte pontos por isso (e até ganhe).

Problemas e soluções[editar]

Cquote1.png Quem foi o verme insolente que me desenhou com lápis de cor? Cquote2.png

Os lápis de cor não são para causar desavenças, malgrado uma já na introdução, eles não servem para sair furando os colegas, nem ninguém, mesmo porque pra isso existem outros objetos melhores desde que alguém se ofereça pra ser furada(o), cada sem vergonha que aparece. Voltando ao normal, os lápis servem apenas para dar alegria, mas por melhores que sejam (...), esteja sempre com um bom apontador ou navalhinha, porque quebram a ponta porque você não pode usá-los suavemente, senão as cores ficam muito estranhas e/ou apagadas.

Para resolver isso das cores que os lápis de cor deixam no papel, existem os aquareláveis, um pouquinho melhores, mas não use saliva ao invés de água, pois além de tudo é nojento (que nojinho!). Bem porque nem sempre tem água ao dispor é que os aquareláveis não desbancaram totalmente os convencionais, pois deveriam ser eles melhorados, mas a água em cima da carteira é algo que pode ocasionar bagunça, tipo guerrinha de água. Aquarela propriamente dita perde apenas para os lápis aquareláveis, conseguem ser mais sem graça entre as tintas escolares. Por causa da água que pode causar molhadeira, os convencionais dessa forma não melhoram nunca e sempre serão o que são, ou seja, bem falhos. Continuando a ser mais práticos e menos sujões que tinta. Assim mesmo desde que você jogue o resultado de apontá-los no lixo. Não vou dizer que lápis de cor é uma merda, porque também não chega a tanto, serve para acalmar pirralhos chatos: dê-lhes lápis e folhas e eles calam a boca e vão fazer aquela rabisqueira... Inclusive na parede, mas diga pra sua mãe, tia, vó, sei lá, que nem viu isso acontecer, com a mesma cara de mongo de sempre.

Cores[editar]

Lápis de cores formando um ânus.
Lápis de cores mostrando o ãnus.
Ânus feito com lápis de cor...

Não se pode comparar os lápis de cor ao arco-íris, pois mesmo quando o arco-íris está indo embora, não é tão apagado quanto a tudo que é pintado com eles. E mesmo numa caixa pequena há mais do que as cores do arco-íris, incluindo cor de cocô, que também pode ser cor de côco, a casca de côco seco claro. Mas vamos às cores dessa aquarela seca:

  • Branco: Apenas para quem não sabe explorar o fundo já branco do papel, porque em folha de qualquer outra cor que era para esse lápis branco funcionar, não funciona. Ele existe apenas para lembrar que o racismo deve sempre prevalecer, por isso não falta em nenhuma caixa, mesmo nas menores delas.
  • Amarelo: Esse costuma ser cor de hepatite, mas tem que ter muito cuidado e paciência para usá-lo, ele é o que mais custa aparecer, mas não pode apertar demais como se sabe. É um dos primeiros a acabar.
  • Laranja: Como é a cor de várias frutas, ele faz falta, a maioria das árvores que aparecerem, se tiverem frutos, vão ser dessa cor, mesmo que a forma da fruta não lembre laranja, nem mexerica, nem pêssego, nem fruta nenhuma dessa cor.
  • Vermelho: Nunca fica vermelho como você quer, é sempre bom ter um ruge ou algo assim para substituí-lo.
  • Verde: As cores, sejam verde alface, ou verde ranho, ou verde gosma, verde Palmeiras são as menos irritantes de todas, são as poucas que não ficam aguadas e se aproximam do efeito desejado.
  • Marrom: Se aproxima mais do efeito desejado, semelhante ao verde, até porque terra, tronco, bosta... Não tem muitas variante de marrom.
  • Azul: Irrita demais, seja o claro ou o intenso, embora menos irritante que o vermelho, mas o efeito desejado passa longe.
  • Preto: Fica apenas um cinza mais intenso, ele se confunde com o lápis de grafite, que para muitas coisa é até melhor do que o lápis de cor cinza ou o preto. Ele não fica preto mesmo no papel, não insista, se você quiser preto mesmo, arrume um negão pra apagar esse fogo.
  • Rosa: Aguado também, mas já serve pra destilar muita frescura, nem vou começar com muita bibice, até porque as gurias é que usam mais, as bibas é que copiam.
  • Cinza: Nada a acrescentar muito, até porque você pode usar o preto mesmo que é bem aguado (Paradoxal eu sei), ou o próprio lápis de grafite. Nuvens carregadas ficam parecendo cinza de cigarro, ou do fuminho que for.
  • Prateado: Você vai se achando o fodão pintar de prateado ostentação mas na prática é só um cinza mais claro de bosta.Enganou gerações inteiras, mas continua com um LuGaRxInHu iSpEcIaL nU cOrAXaUm <3.
  • Roxo: Nem preciso dizer que nem chega perto de cobrir a superfície, se quiser fazer olheiras em um vampiro, não vai convencer nem que seja a biba do Edward Cullen.

Riscar também com[editar]