Língua bósnia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Língua bósnia é um idioma, que como o próprio nome diz, é uma bosta, não passando de um dialeto mal lavado do sérvio, sendo apenas uma forma dos bósnios tentarem convencer a comunidade internacional de que eles possuem cultura, idioma e essas coisas próprias.

História[editar]

Principal motivo para se saber bósnio nos Bálcãs.

Tal qual o Esperanto, a língua bósnia foi inventada por volta do século X, na oportunidade o objetivo era puramente por curiosidade e desocupação nerd, porque a Bósnia sempre foi sem graça, senão o país não teria esse nome degradante. Todavia, quando aquelas aldeias miseráveis foram invadidas continuamente, eles começaram a usar aquele idioma inventado como tentativa de se defenderem, ao xingar os invasores de maneira que eles não pudesse entender e se ofender, assim não matando nenhum bósnio, deixando-os se perpetuar.

Sabe-se que no começo do século XX algumas pessoas sensatas em seus aconchegantes apartamentos em Belgrado perceberam que o idioma bósnio era um mal para o mundo por ser totalmente irrelevante e desnecessário, assim proibindo a sua prática, escrita e conversação, e para que isso fosse cumprido, até inventaram um país chamado Iugoslávia. Mas como o mundo é tomado por gente insana, essa boa ideia não deu certo, e uma intensa guerra civil eclodiu numa tentativa de preservar o idioma bósnio, e os rebeldes infelizmente venceram.

A ONU, preocupada com uma remota possibilidade de proliferação da língua bósnia se expandir pelo mundo, o que seria um cataclisma, deixou que a Bósnia se tornasse independente, com a condição de estar colada na Herzegovina, que fala o idioma herzegovino.

Distribuição geográfica[editar]

Não há uma precisão de onde ou porque as pessoas ainda insistem em falar bósnio, mas é possível encontrar falantes deste idioma na Bósnia e Herzegovina e em alguns vilarejos esquecidos pelo tempo no interior da Croácia ou Sérvia. Aparentemente é um idioma ruim de falar, porque só 1 milhão de pessoas o falam, nem 10% da população de São Paulo onde é falado o manês.

Gramática[editar]

Para aprender bósnio é muito fácil, o primeiro passo é começar a estudar a língua sérvia e começar a chamar todo mundo de Milosevic, Petckovic, Petrovic, para ir treinando o idioma da Sérvia. Quando a sua língua estiver torta de tanto falar aquele idioma indigesto, então você deve se converter ao islamismo e ir morar no centro de Belgrado. Quando um grupo de skin-heads sérvios te cercar e te espancar, você vai começar a falar bósnio fluentemente em discursos sobre liberdade religiosa.

Alfabeto[editar]

Originalmente, o idioma bósnio utilizava o Bosančica, que era uma versão ultra-falsificada de cirílico, pois é uma falsificação do cirílico sérvio que é uma falsificação do cirílico russo.

Posteriormente, com a conquista dos otomanos, o alfabeto foi trocado pelo Arebica, que era um alfabeto árabe escrito por pessoas sem coordenação.

E por fim, pessoas normais instituíram o alfabeto latino em 1990, senão jamais seria compreendido pela União Europeia que usa o Google Translate durante suas reuniões e não existe teclado árabe ou cirílico na Bélgica.