Língua pachto

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Língua pachto (pronuncia-se "pasto") é como chamam o rascunho de persa falsificado falado no Afeganistão por barbudos de turbante que eventualmente estão armados com um RPG.

Distribuição geográfica[editar]

Cquote1.png من زبان فارسی ، پشتو وانمود من صحبت کردن در مورد با هدف تنها به رول این مقاله Cquote2.png

Esta língua que ninguém nem sabe que existe é falada pelos Pachtuns, uma tribo de barbudos do Afeganistão, e aqueles que atravessaram a fronteira para o Paquistão e ainda acham que estão no Afeganistão, como o Osama bin Laden.

Dialetos[editar]

Há dois tipos de pachto, um falado por machos e outro falado por boiolas.

O dialeto pachto falado por machos é grave, com entonações vibrantes e gritos utilizados antes de explodir bombas que geralmente estarão acopladas ao próprio corpo do interlocutor.

O dialeto pachto falado pelos boiolas é suave e está entrando em extinção no Afeganistão, é falado pela minoria de camelos do oeste do país.

História[editar]

Quando a Al Qaeda procurava planos para confundir cada vez mais a cabeça dos americanos, eles decidiram inventar uma língua própria para eles. Mas como inventar uma língua é mais difícil do que parece, o pachto que eles inventaram não passa de um persa falado recheado de erros ortográficos.

O pachto começou a ser difundido como uma sublíngua do idioma falado pelas cabras, acabando por se tornar o idioma oficial dos terroristas, e todos acham que eles estão falando árabe.

Gramática[editar]

A língua pashto é altamente bizarra, pegue a língua osseta (iss existe?) e coloque no alfabeto escroto de rabiscos árabes em escrita cuneiforme e você já sabe quase tudo da ortografia pashto. Esse idioma é tão escroto que ninguém nem sabe como chamá-lo... seria pashto? Pachto? Pastó? Páchito? Paxto? Ninguém sabe ao certo.

A escrita pode ser confusa se comparada ao árabe, pois estudiosos afirmam que o pachto possui letras que a língua árabe convencional não possui. Na verdade é que o povo patchun escreve com garranchos o que os deixa incompreensíveis até para os árabes.