LEGO (série de jogos)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg LEGO (série de jogos) é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, um narrador grita FORTEBOOMBA!!!!.


Minecraft sem sucesso
Lego videogames.png
Logotipo da divisão de videogames da Lego
Gênero Podia ser Minecraft, mas não é
Desenvolvedor TT Fusion
Publicador Warner Bros. Interactive Entertainment
Plataforma de origem PC 266
Primeiro lançamento LEGO Island (1997)
Último lançamento LEGO Os Incriveis (2018)

A LEGO tem a sua própria série de joguinhos de videogame voltado para o público infanto-juvenil. O que sabe-se é que eles perderam a chance de lucrar trilhões, pois tinham tudo para ser o Minecraft e assim sugar a grana dos pais das milhões de crianças abitoladas criadas a leite com pera que existem pelo mundo, afinal conforme as últimas pesquisas realizadas na Universidade de Massachusetts, Ohio, concluiu-se que crianças fãs de Minecraft são os seres que mais desperdiçam dinheiro no mundo, capazes de fazer seus pais torrarem milhões para comprar qualquer lixo relacionado a este jogo de péssimos gráficos, péssima jogabilidade, mas que é só montar blocos. Enquanto isso, a Lego insiste em fazer apenas joguinhos podres que parecem jogos falidos de plataforma para N64.

Produção[editar]

Em 1995 a empresa Mindscape compra os direitos de lançar seu primeiro jogo da lego, o LEGO Island. O fracasso sucesso do jogo foi tamanho que no ano seguinte a empresa que existia desde 1985 faliu miseravelmente.

Depois foi a vez de surgir a Lego Interactive para tomar conta dos jogos da Lego, mas essa empresa durou só até 2002 antes de falir, pois ao invés de fazer um jogo lego usando lego com coisas típicas de quem curte lego que é montar lego, os jogos eram sempre só jogos de plataforma extremamente genéricos que ninguém tinha a menor paciência. Por isso a empresa faliu rapidinho com seus jogos sem graça.

Então criaram a Giant Interactive Entertainment em 2005 para fazer o LEGO Star Wars: The Video Game, que só foi um sucesso porque nerd é foda (no sentido ruim da palavra) e compram qualquer lixo de Star Wars, até se você fizer cadarços de Star Wars. A empresa claro, faliu, porque ninguém se importou muito com o jogo, e foi então que para insistir na ideia de fazer jogos de lego foi criada uma empresa de humoristas ruins, a Traveller's Tales que seria uma desenvolvedora, e também a TT Games Publishing que seria a publicadora e dona dos negócios. O nome ainda mudou para TT Games, que então começou a licenciar qualquer franquia que fizesse sucesso entre nerds (Senhor dos Anéis, Harry Potter, etc) sabendo que por mais ruim que fossem os jogos, nerd não tem vida social para usar seu dinheiro, e comprariam qualquer lixo dessas franquias.

Em 2007 a desenvolvedora para a se chamar TT Fusion, mas então é comprada pela Warner Bros. Interactive Entertainment, e ninguém entende mais nada.

Jogabilidade[editar]

Ao contrário do que possa se esperar, nenhum jogo de lego é sobre montar lego, usar peças de lego e colocar a criatividade para funcionar em montar coisas criativas feitas totalmente de peças lego. Não existe também a opção de brincar de lego. Os jogos de lego são sempre basicamente jogos de ação-aventura e plataforma com puzzles destinados a estimular a mente de crianças entre 3 a 9 anos de idade mental, com um estilo de humor pior que o da Desciclopédia.

Série Lego Island[editar]

O Primeiro jogo de vídeo game com 3D de primeira categoria da LEGO, o qual você controla um entregador de Pizza (na maior parte do tempo) adolescente com o objetivo de salvar a ilha Lego do Brickster, cujo fugiu da única prisão que existe na ilha e ainda por cima apertada num helicóptero para fazer suas maldades.

No segundo jogo quase nada muda, só muda que os gráficos ficam melhores, e você só controla o Pepper Roni. Você (de novo) tem que salvar a ilha Lego do Brickster (de novo), cujo fugiu da única prisão que existe na ilha e ainda por cima apertada num helicóptero para fazer suas maldades (de novo). Dessa vez ele rouba a desciclopédia constructopédia que armazenava todas as construções, ao rasgar páginas Brickster desconstrói toda a Ilha, e foge para outras ilhas para se safar. Aonde ele também deixa na ilha - os seus robôs Brickster.

No terceiro jogo, Pepper Roni ficou adolescente e ganhou um estilo kawaii, e uma namorada chamada Sky Lane, aonde a população da Ilha Lego faz um filme chamado "Xtreme Stunts" aonde Pepper e Sky Lane são os heróis (como sempre). E o Brickster, o Vilão (como sempre). Brickster continua na cadeia, mas saiu para fazer as gravações do filme e assisti-lo.

Série LEGO Racers[editar]

Joguinhos de corrida com a física perfeita e que conta a história de um carinha que se acha o campeão.

A LEGO Quer que as pessoas se sintam na forma de LEGO por isso neste jogo você pode se transformar em um LEGO no editor de bonequinhos LEGO além de construir o seu carro com pecinhas de LEGO!

Série LEGO Creator[editar]

Apenas um programa para quem não tem dinheiro o suficiente para comprar os Legos da vida real.

Tem um Maguinho chato que tenta ajudar em tudo que você faz. Fora que ao procurar as pecinhas faz o mesmo barulho de quando você procura LEGO na caixa.

LEGO SinCity (Loco)[editar]

Um jogo o qual o objetivo é criar uma cidade, uma ferrovia, e fazer a população da sua cidade crescer colocando casas, carros, pastos, construções e principalmente trens, aonde surgem do nada pessoinhas de LEGO para você tomar conta, seu babá interagir, você pode arrastá-las para qualquer lugar fazendo com que seu humor mude dependendo do lugar colocado.

Jogos licenciados[editar]

Os jogos de Lego, por nunca terem sido criativos, só foram começar a ter algum relativo sucesso quando começaram a licenciar outras marcas. Por desistir de fazer coisas séries, decidiu apostar no humor, realizando paródias de séries e filmes famosos, apostando nesse público mais retardado.

  • LEGO Star Wars (1 e 2... tambem teve o 3 e o 7) - Joguinhos caça-níqueis com jedis e siths se matando (ou se desmontando), com animações ridículas e humor mais triste ainda (tal como quando Darth Vader mostra uma foto para dizer que é pai de Luke). O pior de tudo é que uma droga de um bonequinho de lego star wars, na internet, custa entre 20 a 80 mangos! Que tipo de conspiração do mal é essa!?
  • LEGO Indiana Jones - Apenas o Harrison Ford de LEGO roubando relíquias de plástico de R$1,99.
  • LEGO Batman - Batman tirando os tiens de seu cu de lego, Robin se ferrando, Coringa & CIA sendo chutados (tudo de LEGO). Ficaram com medo de fazer um lego da Liga da Justiça pela quantidade de personagens sem graça, o que dificulta as piadas.