La Llorona

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Speedy González.jpg ¡Ay! ¡Ay! ¡Ay! ¡Ay!

Esta es más una de las porquerías que viénen del México, como la Televisa, El Chavo del Ocho, Thalía y Moderatto. Lo autor está en una cantina en Guadalajara comiendo tacos con jalapeño y guacamole.

La Llorona

La Llorona, ou A Chorona em bom português, é uma lenda mexicana com versões diferentes em várias partes do mundo, sendo que, para variar, ninguém sabe dizer ao certo qual delas se aproxima mais da verdade. A resposta correta é... Nenhuma! Afinal de contas, essa porra não existe.

Dizem que a tal Llorona foi uma mulher chamada Maria que viveu há muitoscentos anos atrás e foi abandonada pelo marido, que fugiu com a amante. Como nem gostava muito dele mesmo, ela nem deu bola, e logo foi se engraçar para os lados de um fazendeiro muito rico que pudesse sustentar a ela e seu filho com o esposo (ou melhor, exposo) fujão.

Mesmo sendo um caipira ignorante, o fazendeiro não era tão burro assim e rejeitou Maria, alegando que não queria saber de uma mulher com a buceta já gasta por ter parido um filho que nem sequer era dele.

Indignada com a (segunda) rejeição, Maria pegou seu rebento e levou-o até o rio para tomar banho, mas sua intenção na verdade era matá-lo afogado para conseguir ser aceita pelo fazendeiro.

Após concluir seu plano diabólico, ela foi correndo atrás do macho dos seus sonhos e contou o que havia feito, mas não adiantou porra nenhuma, já que o fazendeiro era um fã de Brokeback Mountain, se é que você me entende...

Maria então se arrependeu do que fez e, desde então, dizem que ela vaga pelo México chorando e procurando pelo filho morto.

Rugal mandou uma cartinha para este artigo.
Gaste todas suas fichas para tentar derrotá-lo!
v d e h
O Fisiólogo diz que La Llorona ecziste, e também: