Lageano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar


Cquote1.svg Você quis dizer: Pelotense? Cquote2.svg
Google sobre Lageano
Cquote1.svg Você quis dizer: Campinense? Cquote2.svg
Google sobre Lageano
Cquote1.svg Viados! Cquote2.svg
Capitão Nascimento sobre Lageano
Cquote1.svg Uí! Cquote2.svg
Lageano sobre qualquer coisa
Cquote1.svg Aqui só tem macho! Cquote2.svg
Lageano sobre sua terra
Lageano é um ser catarinense muito parecido com a especie "Pelotas" que tem origem no Fim de Mundo.

Os Lageanos são porto-alegrenses imigrados do fim do mundo de Campinas para os campos congelantes de Lages. Seu idioma é o Lageanês.

Origem[editar]

Tabaco mata!.jpg Este artigo possui mais de 4700 piadas repetidas!
Retire esse monte de substancias tóxicas antes que o artigo lhe cause câncer de pulmão!


Lageano tomando sua poção mágica.

Na velha ilha dos açores, antiga Terra do Aço, onde viviam Vickings portugueses, Que se juntaram com alemães, italianos, espanhóis e Papai Noel, fundando uma revolta separatista no Brasil, os Estados Unidos do Sul. Um dos gentílicos do local era os estranhos seres lageanos... Lageanos são esquimós punheteiros e sortudos, pois em Lages é onde mais nasce gostosas no país, só que o problema é que existe 1 homem para cada 50 mulheres, o que deu a fama de lageanos terem sexualidade duvidosa (nonsense mode on)

História[editar]

Devido a Revolta Homossexual de Pelotas, imigrantes de Vilhena foram morar em lugares como Campinas. Mas vendo um lugar maravilhoso como as terras açorianas de Lages eles se agruparam ali como ciganos pregando o nazismo e a emisse. Depois foi instalado o Clube da Xuxa na cidade, dali em diante a cidade cresceu em virou polo em Santa Catarina, nunca esquecendo do legado de Pelotas para a cidade. Dali em diante surgia um povo nômade na Serra Catarinense.

Povo[editar]

O povo de Lages é muito simpático. Devido a suas caracteristicas duvidosas e double dúvidosas, qualquer um como o Clodovil[1] pode ir lá e espancar um lageano [carece de fontes], pois nenhum deles é realmente macho.[carece de fontes] Quanto ás lageanas são tão gostosas quanto Sylvia Saint, mas são muito díficeis Támbém é facílississíssímo encontrar nerds gostosas [2], o que leva a terra á ter descendência do acre

Características[editar]

São extrememente metrossexuais, pintam as unhas de verde, amarelo e azul para caracterizar as cores da bandeira. Quando acuados viram a bunda em forma de defesa, também conhecido como o ataque da reversal anal do sétimo dia. A rádio mais ouvida pelos Lagenaos é a Rádio Guri, cujo slogan é : "Como o cu do lageno e ele gosta."

Destaque[editar]

Os lageanos tem muito destaque no mundo, e nos Estados Unidos do Sul também. A rainha Gisele Bündchen mandou seu primeiro-ministro escrever um livro sobre a história dos lageanos, referenciando a "esquisitisse" do povo de lá.

Sobrevivência[editar]

A sobrevivência em Lages é muito dura, por isso o povo de lá se adecuou ao clima da cidade vestindo chinelos e roupas rosas e grandes vestidos e calcinhas rosas para os homens de lá 100% "masculinos".

Jesuitas[editar]

O povo lageano era só indios, depois chegaram jesuitas e fizeram o povo de Lages se adequar ao clima do Cristianismo para poder virar um povo de verdade e saber falar Gauchês. Desde então em Lages o povo de lá quer ser gaúcho, mas o importante é que eles NÃO são gauchos, apesar de ter o seu legado enterrado em Pelotas. Muitos críticos dão esta parapsicologia de lageanos por culpa dos jesuitas.

Bandeirantes[editar]

Quem descobriu os costumes dos lageanos foram os bandeirantes, desbravando os campos rosas de Lages descobriram a viadagem do povo de lá.

Times[editar]

Os times que os lageanos torcem são:

Lageanos Conhecidos[editar]

Idiomas[editar]

Os idiomas oficiais são:

Notas[editar]

  1. Acho que exagerei...
  2. Informações tiradas do Google
  3. Nonsense mode ON (Dinovo)
Damares Alves.jpg Este artigo trata de uma personalidade mortalmente,
putaqueparivelmente e filhadaputamente odiada!

Conheça outros filhos da puta clicando aqui.

Luís Henrique da Silveira.jpg Se quésh quésh, se non quésh, dish!

Este artigo é catarinense! Já entrou em coma alcoólico na Oktoberfest, sabe o que é boi-de-mamão, tem um poster do Guga e pensa que é alemão!

Venha para o lado barriga-verde da força você também!