Lampung

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Lampung, ou Sumatra do Sul da Sumatra do Sul é uma província da Indonésia localizada ao sul de Sumatra do Sul. É lá que está um puta vulcão que no dia do Juízo Final vai explodir o planeta Terra, mas enquanto isso não acontece, tudo bem habitar suas imediações.

História[editar]

McDonald's de Lampung.

Tudo começou quando por volta do século VII alguns chineses, cansados de só comer arroz com porco frito, ouviram falar de um lugar que ficava além da Cochinchina e da Casa da Mãe Joana, no sul de Sumatra, e que nesse lugar as pessoas comiam moqueca de quibe empanado, uma especiaria tipicamente lampuguinense. Os chineses então desceram toda a Ásia e no sul de Sumatra criaram o Império Sevira-aí.

Só no século XVI o sultão ficou sabendo da existência de um império de pescadores localizado em Sumatra, e assim conquistou tudo, fundando o Sultanato de Bate Nele, chamado assim pela maneira sádica como o sultão tratava seus subordinados. Mas esse domínio foi desfeito em 1856, quando a Companhia Holandesa das Índias Orientais comprou a ilha de Sumatra para os servir de grande plantação de orégano, tempero essencial para a culinária neerlandesa.

Com a independência da Indonésia, o imperador Sukarno percebeu que sua preciosa ilha de Java estava lotada de "mundice", como denominava os descendentes de chineses que superpopulavam a ilha. Um programa governamental de emigração foi criado para esvaziar a ilha de Java, e nenhum locals eria mais ideal para alocar esse excesso de gente senão nas bordas do Krakatoa, em Lampung, por isso a província, mesmo não tendo qualquer infra-estrutura, abriga mais de 7 milhões de habitantes.

Geografia[editar]

A província de Lampung localiza-se numa zona de grande instabilidade geológica que pode explodir a qualquer momento, um lugar onde não deveria haver pessoas porque terremotos e erupções vulcânicas são comuns. Inclusive, o famoso Krakatoa fica ali, pois se o Acre é o cu do mundo, aquele vulcão é aquela espinha purulenta na bochecha do mundo que não desinflama nunca. Ficou particularmente famoso após a erupção de 1883, que explodiu uma ilha inteira. O próximo alvo é Lampung, até por isso os habitantes locais nem se prestam a construir muitas coisas como edifícios e rodovias, pois sabem que logo um vulcão vai ter que varrer tudo com lava mesmo.

Turismo[editar]

Tirando a visita ao Krakatoa onde o turista pode sentir no ar o cheirinho de enxofre e morte a espreita, e depois ir embora orgulhoso que sobreviveu à visita, no mais há porra nenhuma disponível a se fazer nessa província sem graça. O governo tenta incentivar o turismo mostrando aos visitantes vários parques nacionais onde vivem o elefante-de-sumatra, mas sinceramente, quem visitaria a puta que pariu do leste asiático pra ver elefantes? Sem bordéis, tá todo mundo na Tailândia ou Bali mesmo.